PLACAR

Alcaraz não sente diferença na defesa do 1º Slam

Foto: Garrett Ellwood/USTA

Nova York (EUA) – Pela primeira vez disputando um Grand Slam como o atual campeão, o jovem espanhol Carlos Alcaraz garante que não tem sentido diferença alguma durante sua campanha no US Open deste ano. Vencedor do torneio em 2022, ele segue firme na disputa e já está nas quartas de final, tendo perdido apenas um set até então na competição.

“Sinceramente não senti nada diferente. Tento não pensar no atual campeão. Procuro apenas me concentrar no meu próprio jogo, no que tenho que fazer para colocar meu melhor nível em quadra”, afirmou o espanhol. “Estou muito feliz com o nível que estou jogando. Fiz grandes jogos, com grande nível e muita qualidade. Espero continuar assim”, acrescentou o atual líder do ranking.

Focar no seu lado da quadra é algo que ele disse ter feito também na vitória da última segunda-feira contra o italiano Matteo Arnaldi. “Tentamos não deixar que meus adversários encontrem pontos fracos no meu jogo. Tento levá-los ao limite sempre que posso em todas as partidas e tento imprimir meu próprio jogo, colocar meu estilo na partida”, comentou Alcaraz.

Depois de entrar em quadra pela primeira vez com a coxa enfaixada, o espanhol falou que não é uma preocupação. “É muito difícil jogar um Grand Slam, são partidas difíceis durante duas semanas, é normal que algumas dores cheguem ao seu corpo e você tem que tomar cuidado. Não é nada grave, é apenas uma prevenção. Senti um pouquinho daquela dor na perna esquerda, mas é apenas precaução”.

Nas quartas, Alcaraz medirá forças com o alemão Alexander Zverev, que derrotou o italiano Jannik Sinner na partida que fechou a rodada de segunda. Será a sexta vez que os dois se enfrentam, e o espanhol tenta empatar o retrospecto, somando duas derrotas e três vitórias. Em Grand Slam, o único confronto foi no ano passado em Roland Garros e terminou com vitória de Sascha nas quartas.

“Contra o Sascha, o confronto direto é muito, muito acirrado. Fizemos grandes partidas e ele está jogando muito bem. Este ano está encontrando seu nível superior novamente”, analisou Alcaraz, lembrando que Zverev já foi número 2 do mundo e vice-campeão do US Open três anos atrás.

O espanhol também falou um pouco como se sente jogando diante de tantas celebridades como acontece em Nova York. “Percebo quando eles estão assistindo. Às vezes fico meio entusiasmado quando alguém está lá, é louco. Não esperava que Ben Stiller estivesse lá hoje. Sabia antes da partida que Jimmy (Butler, jogador da NBA) e J Balvin (cantor colombiano) viriam”.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Alcaraz e Murray: treino entre campeões em Queen's

Os melhores lances da campeã Boulter na grama de Nottingham

PUBLICIDADE