PLACAR

Alcaraz diminui diferença, mas Djoko segue distante

Foto: Peter Staples/ATP Tour

Londres (Inglaterra) – Na disputa pela liderança do ranking, o espanhol Carlos Alcaraz conseguiu diminuir um pouco a distância para o sérvio Novak Djokovic, mas ainda segue muito atrás. O atual número 2 do mundo ficou 590 pontos mais perto de ‘Nole’, porém ainda tem 2.240 pontos de desvantagem.

Alcaraz não conseguiu aproveitar a ausência do sérvio nos torneios asiáticos para encostar mais no rival, parando nas semifinais no ATP 500 de Pequim e nas oitavas de final no Masters 1000 de Xangai. Contudo, o jovem espanhol ainda tem chance de terminar a temporada no topo do ranking.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

Embora a vantagem de Djokovic seja bastante confortável, ele defende ainda muitos pontos até o fim do ano. São exatamente 2.100 pontos, referentes ao título invicto do ATP Finals de Turim e do vice-campeonato no Masters 1000 de Paris.

A corrida da temporada, que conta apenas os resultados de 2023, mostra um pouco melhor como está a batalha pelo número 1. Djokovic lidera, mas com diferença bem menor, apenas 500 pontos à frente de Alcaraz, que tem as últimas semanas do ano para tentar reverter a situação.

O russo Daniil Medvedev é o terceiro nas duas listas, mas também não conseguiu somar tantos pontos na temporada asiática e dificilmente irá brigar pela ponta no fim do ano. Ele está 2.010 pontos atrás de Djokovic na corrida e ainda tem chances matemáticas, precisando de resultados incríveis para isso.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE