PLACAR

Zverev vence batalha com Sinner e desafia Alcaraz

Foto: Darren Carroll/USTA

Nova York (EUA) – No jogo que encerrou as oitavas de final do US Open, Alexander Zverev levou a melhor sobre Jannik Sinner em uma longa batalha de cinco sets e garantiu seu lugar nas quartas. Finalista do torneio em 2020 e ainda em busca do primeiro título de Grand Slam, o alemão de 26 anos marcou as parciais de 6/4, 3/6, 6/2, 4/6 e 6/3 em 4h40 de partida.

Zverev terá nas quartas um duelo contra o atual campeão do torneio e número 1 do ranking Carlos Alcaraz. Atual 12º do ranking, ele lidera por 3 a 2 histórico de confrontos contra o jovem espanhol de 20 anos. O confronto mais recente foi no Masters 1000 de Madri deste ano, com vitória em sets diretos para Alcaraz.

Por sua vez, Jannik Sinner ficou a uma vitória de repetir a boa campanha do ano passado em Nova York. O jovem italiano de 22 anos e número 6 do mundo conquistou há poucas semanas seu primeiro Masters 1000, em Toronto. Também na atual temporada, ele disputou sua primeira semifinal de Grand Slam, na grama de Wimbledon.

O set inicial da partida teve mais de uma hora de duração e foi disputado em uma intensidade altíssima durante os ralis, com os dois jogadores batendo muito forte na bola e com poucas variações de ritmo. Com games muito longos e oportunidades para os dois lados, Zverev foi o primeiro a quebrar e fez 3/2. Sinner buscou o empate de imediato, mas voltaria a perder o saque no fim da parcial.

A desvantagem no placar não abalou a confiança de Sinner, que se soltou um pouco mais, testando algumas curtinhas e mudanças de direção. O italiano começou o segundo set vencendo 12 pontos em 16 possíveis para abrir 3/0 no placar. Mas na virada de lado, ele já recebeu tratamento do fisioterapeuta na coxa esquerda. Zverev devolveu a quebra e diminuiu a diferença no placar para 3/2, mas voltaria a ter o serviço quebrado logo na sequência e não teria novas chances de ameaçar o serviço do italiano.

O desgaste físico de Sinner ficou ainda mais aparente no terceiro set, desta vez sofrendo com cãimbras e um aparente desconforto na posterior da perna direita. O italiano enfrentou nove break-points, cinco deles no mesmo game, e lutou muito a cada game de saque, mas Zverev conseguiu duas quebras no fim da parcial. Chegando desequilibrado nos ralis, ele cometeu 14 erros não-forçados. A equipe do italiano o incentivava a manter a competitividade, dizendo que logo ele estaria melhor.

Sinner recebeu o atendimento do fisioterapeuta no intervalo entre o quarto e o quinto set, enquanto Zverev foi ao vestiário. Na volta, o alemão confirmou o serviço em um game duríssimo, com mais de 20 minutos de duração. E aos poucos, Sinner já ia se livrando dos efeitos das cãimbras e voltava a jogar um belíssimo tênis, enquanto Zverev sinalizava um pouco mais de desgaste. O italiano não enfrentou break-points na parcial e igualou a partida mais uma vez.

🚨 POINT OF THE MATCH SO FAR pic.twitter.com/J4vdh707P3

Também durante o quarto set, Zverev comunicou ao árbitro James Keothavong para que fosse retirado um espectador da arquibancada por declarações em apologia ao nazismo.

Com praticamente 4h de partida, os dois jogadores em quadra já acumulavam desgaste físico e mental. Ainda mais pelo horário avançado, já que passava de 1h da manhã pelo horário nova-iorquino.

E depois toda a luta que Sinner vinha tendo para manter a competitividade da partida, uma queda momentânea de intensidade custou caro. O italiano teve o serviço quebrado e Zverev saiu vencendo por 3/0. Depois disso, o alemão soube administrar a vantagem e confirmar os games de serviço de forma consecutiva para definir a vitória em cinco sets.

Zverev liderou a estatística de winners por 56 a 50 e cometeu 46 erros contra 67 de Sinner. O alemão disparou 16 aces na partida contra 12 do italiano. A partida teve dez quebras de serviço, 6 a 4 para Zverev, e um total de 26 break-points disputados.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Toda a comemoração de Alcaraz na conquista de Roland Garros

Jannik Sinner é o 29º homem a liderar o ranking profissional

PUBLICIDADE