PLACAR

Zormann, Romboli e Luz jogam final com 3 brasileiros

Todi (Itália) – A final de duplas do challenger de Todi terá três brasileiros em quadra. Pela manhã, a parceria nacional de Marcelo Zormann e Fernando Romboli venceu os principais cabeças de chave do torneio. Mais tarde, foi a vez de o gaúcho Orlando Luz e o argentino Roman Burruchaga vencerem a segunda semifinal.

Romboli e Zormann derrotaram os bolivianos Boris Arias e Federico Zeballos com parciais de 6/3 e 6/4. Esta será a segunda final seguida da parceria, que foi vice na semana passada em Meerbusch. Juntos, eles também foram vice em Vicenza e campeões em San Benedetto.

Com a campanha desta semana, Zormann está ganhando provisoriamente seis posições no ranking e indo para o 129º lugar nas duplas, a melhor marca da carreira, e pode chegar ao 124º posto se for campeão. Romboli, que já foi top 100, esta subindo para a 131ª colocação e pode chegar à 127ª. Romboli tem 17 títulos profissionais de challenger nas duplas, enquanto Zormann venceu dois torneios este ano.

Em uma partida de poucas chances, os brasileiros não cederam um break-point sequer aos rivais e aproveitaram muito bem duas das três chances de quebra que tiveram a seu favor, uma delas no quarto game do primeiro set e a outra  no terceiro game do segundo, garantindo assim a vitória.

Já na segunda semifinal, Orlando Luz e Roman Burruchaga venceram os italianos Francesco Maestrelli e Samuel Ruggeri por 6/3 e 6/4. A dupla sul-americana teve desempenho impecável no saque e não enfrentou break-points, conseguindo uma quebra em cada set para chegar à vitória em sets diretos.

Gaúcho de 25 anos, Orlando Luz tem 12 títulos profissionais de challenger na carreira. Ele ocupa atualmente o 175º lugar do ranking de duplas da ATP e tem como a melhor marca da carreira a 90 posição. Com a final, está recuperando 15 posições. Se for campeão, irá ao 156º lugar.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE