PLACAR

WTA divulga calendário oficial de 2025 com mudanças

Torneio de Birmingham será excluído do calendário em 2025 (Foto: LTA)

Miami (EUA) – A Associação Feminina de Tênis divulgou nesta quinta-feira o calendário oficial para a temporada de 2025. Entre as principais mudanças para o ano que vem estão o alongamento dos WTA 1000 do Canadá e Cincinnati para 12 dias, assim como um remanejamento de eventos na fase de grama, com a inserção de um novo torneio em Queen’s e a exclusão definitiva de Birmingham.

Ao todo, o calendário feminino contará com mais de 50 torneios ao longo da temporada, espalhados por 26 países. Na América do Sul, o únicos evento de nível WTA, ou seja, a partir da categoria 250, continuarão sendo realizado no saibro de Bogotá, previsto para acontecer entre 31 de março e 6 de abril.

“O calendário de 2025 oferece uma narrativa clara e emocionante para que a nossa base global de 1 bilhão de fãs acompanhe este esporte incrível. Nós nos esforçamos para criar a melhor experiência possível para todos os envolvidos no tênis feminino e, desde nossos primeiros torneios na Austrália até o WTA Finals em Riade, esta será mais uma temporada cativante”, disse Steve Simon, presidente e CEO da WTA, em comunicado oficial.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Extensão de mais dois WTA 1000

Assim como já acontecia em Indian Wells e Miami e neste ano foi incrementado também em Madri e Roma, a partir de 2025 mais dois eventos da série 1000 feminina serão ampliados para 12 dias de disputa. Agora, os escolhidos foram os torneios do Canadá, que no ano que vem será realizado em Montréal, e Cincinnati, ambos na temporada de quadra dura preparatória para o US Open.

Mudanças na grama inglesa

Já na fase de grama, houve várias alterações envolvendo os torneios do Reino Unido. A princípio, a WTA manterá a estrutura atual com dois eventos de nível 250 e outro 500, mas mudará as datas e os locais das disputas. A grande novidade será o retorno do torneio de Queen’s, que voltará a ter uma chave feminina após mais de 50 anos.

Realizada desde 1881, a competição com sede em Londres é ao lado do US Open o segundo evento mais antigo de tênis do mundo, atrás apenas de Wimbledon. No circuito masculino, o torneio fez parte da categoria 250 entre 1990 e 2014, sendo promovida para o nível 500 em 2015. Já entre as mulheres, o evento teve início em Fulham, também na capital inglesa, onde ficou até 1889. No ano seguinte, a disputa migrou para o Queen’s e foi excluída do calendário a partir de 1974.

De volta ao circuito, o torneio abrirá a temporada de grama a partir do dia 9 de junho, logo após o término de Roland Garros, e fará parte da categoria 500, assumindo o lugar que hoje é de Eastbourne, que será rebaixado para o nível 250 e acontecerá de forma simultânea à chave masculina na semana anterior ao início de Wimbledon.

Já o torneio de Nottingham, que até 2024 abria o calendário de preparação para o terceiro Grand Slam do ano, passará a ser disputado na segunda semana, data em que acontecia o WTA 250 de Birmingham, este sim definitivamente excluído da programação.

Subscribe
Notificar
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Nadal leva público italiano ao delírio com incrível reação

Conheça o que aconteceu nos bastidores do WTA 100 de Madri

PUBLICIDADE