PLACAR

WTA define indicadas ao prêmio de melhor do ano

Miami (EUA) – A WTA divulgou nesta segunda-feira as indicadas aos prêmios de Jogadora e Dupla do Ano. A entidade indicou seis tenistas que se destacaram durante a temporada do circuito feminino e a votação será feita por integrantes da imprensa internacional.

Eleita a Jogadora do Ano em 2022, Iga Swiatek foi mais uma vez indicada. A polonesa terminou a segunda temporada consecutiva na liderança do ranking, depois de ter conquistado o título inédito do WTA Finals. Ela também conseguiu seu terceiro Roland Garros e o quarto Grand Slam da carreira. A jogadora de 22 anos ainda comemorou seis títulos em Doha, Stuttgart, Varsóvia e Pequim.

Aryna Sabalenka também foi indicada. A bielorrussa conquistou seu primeiro Grand Slam no Australian Open e também chegou à final do US Open, além de ter sido semifinalista em Roland Garros e Wimbledon. Sabalenka também foi campeã em Adelaide e Madri, chegando a liderar o ranking.

Outras duas vencedoras de Slam da temporada foram indicadas ao prêmio de Jogadora do Ano, a canhota Marketa Vondrousova, que surpreendeu ao conquistar Wimbledon, e também a jovem norte-americana de 19 anos Coco Gauff, vencedora do US Open depois de também ter ganhado torneios de Washington e Cincinnati.

Foram indicadas ainda a cazaque Elena Rybakina, finalista do Australian Open e campeã dos WTA 1000 em Indian Wells e Roma, além da norte-americana Jessica Pegula, que conquistou o WTA 1000 de Montréal e foi vice-campeã do Finals.

Cinco parcerias indicadas ao prêmio nas duplas
Para o prêmio de Dupla do Ano foram indicadas cinco parcerias: As tchecas Barbora Krejcikova e Katerina Siniakova venceram o Australian Open e também foram campeãs de Indian Wells e San Diego. As norte-americanas Coco Gauff e Jessica Pegula ganharam torneios de Doha e Miami, e ficaram com o vice em Roma e Madri.

A belga Elise Mertens e a australiana Storm Hunter terminaram o ano na liderança do ranking. Elas venceram dois WTA 1000, em Roma e Guadalajara. Também foram finalistas de Wimbledon. A canadense Gabriela Dabrowski e a neozelandesa Erin Routliffe formaram a parceria no meio da temporada e conquistaram o 1º Slam juntas no US Open. Já a alemã Laura Siegemund e a russa Vera Zvonareva tiveram um ótimo fim de temporada com quatro títulos, destaque para o WTA Finals em Cancún.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Toda a comemoração de Alcaraz na conquista de Roland Garros

Jannik Sinner é o 29º homem a liderar o ranking profissional

PUBLICIDADE