PLACAR

Wozniacki vira o jogo, Ostapenko desafia Iga

Foto: Darren Carroll/USTA

Nova York (EUA) – O retorno de Caroline Wozniacki ao US Open segue em grande estilo. Depois de eliminar a número 11 do mundo Petra Kvitova na segunda rodada, a dinamarquesa avançou às oitavas de final ao vencer a norte-americana Jennifer Brady por 4/6, 6/3 e 6/1 em 1h58 de partida. Ex-número 1 do mundo e campeã do Australian Open de 2018, Wozniacki tem duas finais em Nova York, nos anos de 2009 e 2014. Ela agora espera a vencedora entre a norte-americana Coco Gauff ou a belga Elise Mertens.

Este é apenas o terceiro torneio que Wozniacki disputa em sua volta às quadras. Com 33 anos recém-completados em julho e mãe dois filhos, a dinamarquesa estava sem jogar desde o Australian Open de 2020, quando havia anunciado o fim de sua carreira profissional. Brady também está retornando ao circuito. A norte-americana de 28 anos ficou dois anos fora do tênis por lesão no pé esquerdo e cirurgia no joelho direito. Ela é a parceira de Luísa Stefani nas duplas.

Apesar de Brady ser uma jogadora mais agressiva e com maior peso de bola, o placar do primeiro set foi muito mais construído pelos erros de Wozniacki. Isso porque a dinamarquesa até fez mais winners, 8 a 6, mas cometeu 15 erros não-forçados contra 10 da norte-americana. A instabilidade da ex-número 1 nos ralis de fundo acabou permitindo duas quebras à rival, uma delas no último game.

Brady chegou a liderar o segundo set por 2/0. Mas reduziu bastante o número de erros em relação ao set anterior, cometendo apenas 9 na parcial. Mais estável nos ralis de fundo e sustentando trocas cada vez mais longas, ela começou a ganhar mais pontos de graça e quebrou três vezes no fim do 2º set para empatar o jogo. Brady fez 11 a 7 nos winners, mas cometeu 13 erros.

Já no terceiro set, Wozniacki abriu vantagem logo cedo. A dinamarquesa confirmou rapidamente seus dois primeiros games de serviço e ainda conseguiu uma quebra para liderar por 3/0. Bastante experiente, ela construía os pontos com paciência e esperava pelas melhores oportunidades, enquanto Brady ia se perdendo nos erros e sofreu uma nova quebra no fim do jogo. Brady fez 24 a 21 nos winners, mas cometeu 36 erros contra 25 da dinamarquesa.

Duelo de campeãs de Grand Slam nas oitavas
A letã Jelena Ostapenko, vencedora de Roland Garros em 2017 e número 21 do mundo, avançou às oitavas depois de vencer a canhota norte-americana Bernarda Pera por 4/6, 6/3 e 6/3. Ostapenko é a próxima adversária da número 1 do mundo Iga Swiatek e carrega uma invencibilidade nos confrontos contra a polonesa, liderando por 3 a 0 no retrospecto. O duelo mais recente foi no início do ano passado em Dubai.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE