PLACAR

Wild vence mais uma e volta às quartas na ATP após 4 anos

Foto: Fotojump

Rio de Janeiro (RJ) – Os brasileiros seguem com ótimo desempenho na décima edição do Rio Open. Depois que quatro atletas nacionais superaram a primeira rodada do ATP 500 disputado no Jockey Club Brasileiro, o paranaense Thiago Wild já garantiu vaga nas quartas, superando o espanhol Jaume Munar, 73º do ranking, por 6/2, 4/6 e 6/3, em 2h18 de um jogo que começou na quarta-feira e só terminou na quinta, por conta da chuva na noite anterior.

O número 1 do Brasil e atual 82 do mundo não chegava às quartas de final de um torneio da ATP desde março de 2020, quando foi campeão no ATP 250 de Santiago. Nos anos seguintes, chegou no máximo às oitavas em torneios como Hamburgo em 2021, Santiago em 2022 e Kitzbuhel no ano passado.

Esta foi também a primeira vitória de Wild sobre Munar em quatro duelos. Até então, o espanhol tinha três triunfos em torneios de nível challenger. O paranaense de 23 anos e 82º do ranking vai somando 100 pontos na ATP pela campanha e vai se aproximando do top 70.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

O adversário de Wild nas quartas de final do Rio Open será definido ainda nesta quarta-feira, na partida entre o britânico Cameron Norrie, atual campeão do torneio e 28º do ranking, e o chileno Tomas Barrios Vera, 120º do ranking. O brasileiro nunca enfrentou Norrie e tem duas vitórias e três derrotas contra Barrios, todas em torneios challenger.

Wild terá o melhor ranking da carreira
Com a campanha até então no ATP 500 carioca, o paranaense vai levar para casa 100 pontos no ranking, que o fará se aproximar do top 70. Provisoriamente ele está alcançando o 72º lugar (o melhor da carreira até então), deixando para trás o suíço Stan Wawrinka, que está caindo para o 73º posto.

Partida começou na quarta à noite e retomada nesta quinta
O início de partida foi o melhor possível para Wild, que contou com duas duplas faltas de Munar no primeiro game da partida e conseguiu uma quebra. Pouco depois, voltou a quebrar e abriu 4/0. Com três aces no primeiro set, o paranaense não enfrentou break-points e cedeu apenas seis pontos em seus games de serviço. Mais agressivo em quadra, terminou a parcial com 14 winners contra apenas 4 de Munar.

A segunda parcial começou com uma quebra para cada lado, e só então Munar voltou confirmar o serviço para fazer 2/1. Quando o espanhol liderava o placar por 3/2, a partida foi suspensa em função da chuva. Na volta, Wild também manteve o serviço e empatou por 3/3. A igualdade no placar se manteve até a reta final, quando o paranaense foi ao serviço pressionado em 4/5 e acabou amargando uma quebra crucial. Embora tenha feito mais winners no set, 7 a 4, o brasileiro cometeu 18 erros contra 7 do espanhol. Três desses games foram no último game.

Wild respondeu com propriedade e saiu quebrando na terceira parcial, só que a vantagem não durou muito, com o espanhol devolvendo o break logo em seguida. Os sacadores continuaram prevalecendo em seus games até o sétimo, quando o espanhol salvou um break-point, mas não resistiu ao segundo. Com apoio da torcida, Wild voltou a quebrar no último game da partida e definiu a vitória em três sets. Ele liderou a contagem de winners por 32 a 20 e cometeu 35 erros contra 24 do espanhol. 

19 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Bukele
Bukele
1 mês atrás

Wild mandando bem nesse torneio. Já vai bater o melhor ranking da vida. Se ganhar do Norrie vira favorito ao título. Imagina uma semi Wild x Fonseca?

Marcos Antonio Vargas Pereira
Marcos Antonio Vargas Pereira
1 mês atrás
Responder para  Bukele

E uma final com o Felipe ou com o Thiago ?

Pedro
Pedro
1 mês atrás

Kkkkk

Wilton Bernardes
Wilton Bernardes
1 mês atrás
Responder para  Bukele

vira favorito ao titulo kkkkkk
mano esses caras empolgam demais com 1 vitoria pqp

Leonel
Leonel
1 mês atrás
Responder para  Wilton Bernardes

Wilton. Dessa vez da pra viajar (empolgar) porque o Fonseca surrou o top 40 francês e o Wild já mostrou servico ganhando do Medvedev e jogando parelho com Rublev. Se tivéssemos falando do Heide/Klier ou Puccinelli(sem desmere-los) pois ainda não mostraram jogo pra ATP então concordaria que estamos viajando demais. Agora Wild/Fonseca/Meligeni/Monteiro tem bola sim pra querer mais e até serem campeões.

Wilton
Wilton
1 mês atrás
Responder para  Leonel

Vc citou vitórias que “favorecem” ao seu argumento. Posso te mostrar as derrotas do Wild,Fonseca, meligeni e Monteiro desse ano, você quer? Fils é uma promessa ainda, e sim é top 40. Pode ser que avance mais ou que caia. Monteiro perdeu para Burruchaga. Wild perdeu pro Dellien freguezaço, perdeu também para Vavasorri. Meligeni perdeu para o Cosano 300 no ranking. Fonseca n vou nem perder o tempo pegando as derrotas.

Thiago
Thiago
1 mês atrás
Responder para  Bukele

Seria sensacional! Como chegamos até aqui, nem dá pra dizer que você está viajando… embora pra ganhar do Norrie, vai ter que jogar mais, no nível jogos contra Medvedev/Rublev

Heitor Rodrigues de Figueiredo

Wild selvagem despachando o mala do Munar. Tenista tiriça. Come on.

Matheus Ferreira
Matheus Ferreira
1 mês atrás

Quem diria que os brasileiros iriam arrasar nesse torneio,olha o Wild aí renascendo das cinzas… dá-lhe Brasil!!!!

Alexandre De Souza
Alexandre De Souza
1 mês atrás

E vamos ter 2 jogadores nas quartas , um feito considerável, essa é a ideia de um torneio aqui, ano passado o Pigosi faturou um W125 aqui , faz um diferença brutal . Hora de aumentar o número e nível dos Wta

JONY MARCIO SANTOS
JONY MARCIO SANTOS
1 mês atrás

Dois brasileiros garantidos nas quartas em simples de um ATP 500. Tou achando que é fato inédito. E vai que o Fonseca surpreende hoje de novo?

Refaelov
Refaelov
1 mês atrás

Vitória importantíssima em termos de ranking: com esses 100ptos já dá uma boa amortizada nos 135ptos q tem a defender pelas boas campanhas em CHL em Março/23.. vai com bem mais tranquilidade pra disputa de Santiago é pros “prováveis” Qualys em IW e Miami.

Refaelov
Refaelov
1 mês atrás

Com relação ao jogo em si: Wild ainda oscilando demaaaais dentro de uma mesma partida, ainda tem aqueles períodos de apagão onde fica tentando winners das posições mais inapropriadas, acumulando erros não forçados, o Munar mostrou-se um adversário com beeeem menos poder de fogo doq, por exemplo, o Tabilo(da 1° rodada) e, tava oscilando tanto qnt o BR.. em geral, achei uma partida de nível consideravelmente mais baixo doq a estreia..

Norrie tá patrolando sem dó o Barrios Vera agora.. vai ter q oscilar beeeeem menos doq até aqui o Wild para ter chances reais nessas QFs..

Última edição 1 mês atrás by Refaelov
CARLOS DA SILVA SEIXAS LIMA
CARLOS DA SILVA SEIXAS LIMA
1 mês atrás
Responder para  Refaelov

Concordo plenamente contigo. Ele tem que jogar no nível do 1 set, preparando a jogada para sua direita não batendo lá de trás de qualquer jeito. Não sei se é fisico ou algo assim mas existem dois Wilds, o que trabalha a jogada pra mandar o winner de direita e o outro que sempre perde quando fica dando raquetada de tudo quanto é lugar sem estar bem posicionado

Fernando Venezian
Fernando Venezian
1 mês atrás

Esse ano tá saindo melhor que a encomenda pros brasucas! Que maravilha!

Márcio
Márcio
1 mês atrás

Ótima vitória, encerrou um tabu!! Thiago “duplamente” jogando em casa essa semana (Brasil e saibro). Norrie que se cuide, sou mais o Selvagem!! Boraaaaaa!!

Ubiratan (Black)
1 mês atrás

Que ótimo! vai ser bem mais dureza conseguir ganhar do Norrie mas, como se diz, jogo se ganha dentro de quadra.
Agora é sonhar mais uma vez com Fonseca fazendo ainda mais história e esperar quem passa do duelo brazuca, não nessa ordem.

Última edição 1 mês atrás by Ubiratan (Black)
Jorge Luiz
1 mês atrás

Ótimo, torneio dos céus pra nós

Haroldo Guimarães
Haroldo Guimarães
1 mês atrás

Parabens Wild , melhorou um pouco , mas ainda está inconstante. Prepara a jogada e vai com o forehand na rede….várias vezes, do jeito que está perde até pro Fonseca/Meligeni ou Monteiro, imagina pro Norrie. Tem um histórico de crescer contra os grandes jogadores. Na torcida , bom pro Brasil. Pelo menos parou os chiliques quando perde pontos fáceis ( olha direto pro técnicos.s.srrrsr)

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da rápida final masculina de Miami

Collins segura os nervos e bate Rybakina: veja o melhor da final

PUBLICIDADE