PLACAR

Wild salva 5 match-points e supera batalha na estreia

Foto: Juarez Santos

Bucareste (Romênia) – A estreia do paranaense Thiago Wild no ATP 250 de Bucareste não poderia ser mais movimentada e sofrida, com o número 1 do Brasil precisando salvar cinco match-points para bater o italiano Luca Nardi, atual 81 do mundo, que se machucou na reta final, mas seguiu em quadra, com parciais de 6/3, 6/7 (5-7) e 7/6 (7-2), depois de 3h16 de batalha.

Na próxima fase, o número 1 do Brasil e 67 do mundo terá pela frente o vencedor da partida entre o italiano Luciano Darderi e o argentino Mariano Navone. Ele tem duas vitórias em dois jogos contra o italiano, sem perder sets em ambas as partidas, mas leva desvantagem contra o argentino, com uma vitória e duas derrotas.

O paranaense começou o jogo precisando salvar um break-point logo no primeiro game e depois teve que salvar mais um no terceiro, até que no quarto conseguiu sua primeira chance, viu Nardi encarar 15-40 com o saque e logo de cara obteve a quebra. Depois disso, Wild foi firme com os serviços, não deu chances para o italiano e administrou a vantagem até o final.

A segunda parcial foi de domínio dos sacadores, com nenhuma chance de quebra para qualquer um dos lados. A definição foi então para o tiebreak, que também foi bastante equilibrado e definido apenas no final. Os dois rivais chegaram empatados até o 4-4, mas no décimo ponto Wild cedeu mais um mini-break e cedeu duplo set-point, salvou o primeiro com o serviço, mas não escapou do segundo.

Nardi pressionou no terceiro set, teve uma quebra no quinto game, perdeu um break-point no sétimo e por muito pouco não saiu com a vitória. Ele teve cinco match-points no nono game, mas Wild salvou todos com o saque, Neste mesmo game, o italiano torceu o tornozelo e foi atendido em quadra. Na sequência, visivelmente limitado pela contusão, sacou para o jogo e foi quebrado de volta.

Wild parecia com dificuldade em se aproveitar da movimentação ruim do adversário e assim os dois games seguintes foram vencidos por quem estava no serviço e mais uma vez a definição foi para o tiebreak, em que Wild perdeu o primeiro ponto, mas depois venceu os cinco seguintes. Com confortável vantagem, o paranaense se manteve à frente no placar até o final, fez 7-2 e assim se garantiu na segunda rodada no saibro romeno.

42 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Matheus Ferreira
Matheus Ferreira
1 mês atrás

O Wild venceu um jogo duríssimo e provou que tem capacidade pra se manter nos ATPs,bora pra próxima!

Tommy
Tommy
1 mês atrás
Responder para  Matheus Ferreira

Ganhou contra um adversário que torceu o tornozelo. Vamos ver na próxima.

Blumenau
Blumenau
1 mês atrás

Só venceu porquê o adversário se lesionou, mas quase perdeu. O cara não conseguia se movimentar e nem sacar direito, e o Wild ficava no fundo da quadra pra devolver saque e só jogava no meio, exatamente onde o cara estava. No final o cara entregou o jogo, pois já não aguentava mais jogar.

Tommy
Tommy
1 mês atrás
Responder para  Blumenau

Finalmente uma análise objetiva

Matheus Ferreira
Matheus Ferreira
1 mês atrás

Alguém sabe em que site podemos assistir esses jogos?

Junior
Junior
1 mês atrás
Responder para  Matheus Ferreira

STAR + com narração em inglês

Tommy
Tommy
1 mês atrás
Responder para  Junior

Dependendo do jogo tem também em português

Leandro Schulai
Leandro Schulai
1 mês atrás
Responder para  Matheus Ferreira

Star Plus

Luis Vanderley Santana
Luis Vanderley Santana
1 mês atrás
Responder para  Leandro Schulai

Mesma coisa de star +

Dudu Bezerra
Dudu Bezerra
1 mês atrás
Responder para  Matheus Ferreira

Só no Star Plus

Arthur
Arthur
1 mês atrás
Responder para  Matheus Ferreira

Infelizmente só no star plus

LuizStipp92
LuizStipp92
1 mês atrás
Responder para  Arthur

Pq infelizmente? Nós temos que agradecer por ter o Star Plus. Podemos assistir todos os torneios do ATP Tour num único streaming. E há promoções de assinatura por 19,90 por mês. Star+ foi a melhor coisa que aconteceu pro fã de tênis.

Balbino Neto
Balbino Neto
1 mês atrás
Responder para  LuizStipp92

pode passar lá e receber os seus trocados.

Marcelo hamu de Oliveira
Marcelo hamu de Oliveira
1 mês atrás
Responder para  Matheus Ferreira

Na betano passa ao vivo

Alabastro Cruz
Alabastro Cruz
1 mês atrás

esse é o WILD! parabéns garoto, bora avançar na semana. passo a passo. enquanto isso o Nonteiro levou uma aula do perigoso Jaime Faria no chalenger de Oeiras no primeiro set. ainda dá tempo pra virar. força Monteiro. não pode dar green nessa.

Blumenau
Blumenau
1 mês atrás
Responder para  Alabastro Cruz

Perdeu feio.

Adalberto
Adalberto
1 mês atrás

Começou com sorte, pois se o Nardi não tivesse machucado o resultado poderia ter sido outro.
Mas o que interessa é que passou!
Se for o Navone, parada dura…
VQV Wild!

Paulo A.
Paulo A.
1 mês atrás
Responder para  Adalberto

Sim, muita sorte, pois o italiano estava dominando o jogo e atuando super bem. Não fosse a torção penso que não teria dado para o Thiago. Ambos têm estilos parecidos, muito agressivos e com ótimas devoluções.

Blumenau
Blumenau
1 mês atrás

Continua um menino marrento, descontrolado e destemperado. Joga bem, mas precisa melhorar suas atitudes e encarar que não é o maioral e nem a última bolacha do pacote.

Arangomie
Arangomie
1 mês atrás
Responder para  Blumenau

Rapaz…

O cara chegou a levar cadeira pro adversário.

Marrento onde?

Melhorou pra caramba a atitude em quadra.

Walter
Walter
1 mês atrás

Quando a fase é boa, tudo colabora. Rsrs

Jorge Luiz
Jorge Luiz
1 mês atrás

Parabéns Wild,baita sorte

Scott
Scott
1 mês atrás

Uma pena o que aconteceu com o Nardi. Parabéns ao Wild pela vitória, deixa assim seus torcedores animados e seus detratores desolados!

Gustavo
Gustavo
1 mês atrás

Eu assisti pelo Sporttv6 (Portugal). O Wild teve méritos pq salvou os match points quando sacou 3×5. Mas, após salva-los, o italiano torceu o pé e só conseguia andar… queimava todas as bolas… e mesmo assim quase o ganha o game do 5×4 … e ganhou o game que levou ao tie-break. Na entrevista pos jogo o Wild disse que provavelmente pederia o jogo se o italiano estivesse 100%

Arangomie
Arangomie
1 mês atrás
Responder para  Gustavo

Eu perdi pq estava a caminho do trabalho.

Então ele salvou os match points antes da torção? Muito bom hein.

Tênis é bem imprevisível quando se chega ao tie break.

Muitas vezes o jogador que sacou melhor durante o set se embanana.

Mental do Wild em dia!

Leandro Schulai
Leandro Schulai
1 mês atrás

É necessário esclarecer muito bem como foi esse jogo, coisa que o site não o fez.

O Wild no terceiro set estava levando UM VAREIO.

ELE IRIA PERDER! Era fato, notório. O adversário empilhando match points no saque do WILD, atééééé que os deuses do tênis interviram, o Nardi torceu o tornozelo e ai o jogou virou totalmente.

Mas não foi só isso, tem mais bizarrices.

A partir desse momento o Nardi não conseguia mais correr e nem sacar, tanto que ele começou a sacar quem nem a gente quando tá começando a aprender em qualquer aula de tênis. Aquele slicezinho básico, sem qualquer força, só colocando dentro de quadra e PASMEM: O WILD DEVOLVIA QUASE TODOS OS SAQUES NO CORPO DO NARDI!!!!!!! Velho, eu cheguei a gritar de raiva, é MUITA BURRICE!!! e eu disse quase todos, porque os outros ele isolava pra fora.

Me lembrou muito aquela partida do Belucci no ATP de Houston que pegou um adversário na final sem uma perna e conseguiu perder. Sério, o Wild devolvia o saque do cara no corpo dele, o Nardi, sem nada a perder, dava uma sapatada na bolinha e levava o ponto.

O Nardi chegou a confirmar o game de saque sem um tornozelo!

Na moral, se sou eu, vendo que meu adversário é cabeça dura e não quer parar de jogar, eu movimentava ele, dava deixadinhas (ELE NAO DEU NENHUMA!!!) eu abusava até o cara desistir, simples.

E por fim, sei lá, pra mim, o Nardi continuar no jogo soou como desrespeito.

Lembram do Alcaraz com o Monteiro? Tentou 1 game e saiu fora. O Nardi, PRA MIM, tinha em mente que ganharia do WILD mesmo sem o tornozelo, tanto que teve uma hora que ele riu e ficou discutindo estratégia com o treinador.

Wild teve MUITO, mas MUITO mais sorte do que juízo. 0 estratégia.

Luiz Fernando
Luiz Fernando
1 mês atrás
Responder para  Leandro Schulai

O jogo estava pau a pau até 2 a 2 do terceiro set. A partir daí o italiano que é muito bom jogador, jogou melhor. Realmente o wild teve sorte, mas é do game.

Thiago
Thiago
1 mês atrás
Responder para  Leandro Schulai

Concordo em gênero, número e grau. Entendo que o Wild no recomeço da partida tenha tirado o pé também, mas depois, vendo o cara partir pro tudo ou nada, tinha que jogar como se nada tivesse acontecido e ir pras angulações e drops. Ele não deu um mísero drop (até no meio da quadra funcionaria).

Leandro Schulai
Leandro Schulai
1 mês atrás
Responder para  Thiago

Exato, meu camarada! É a maior forma de respeito a um adversário, você jogar tudo o que pode!

Blumenau
Blumenau
1 mês atrás
Responder para  Leandro Schulai

Fantástico comentário, parabéns, fez um resumo de tudo como foi o jogo, tim-tim por tim-tim.

Grau
Grau
1 mês atrás

Começou a se desestabilizar e claramente iria perder se não fosse a lesão do adversário. Vamos ver se melhora, pois se for pegar o Navone mesmo vai ter que jogar muito mais

Leonardo Moura
Leonardo Moura
1 mês atrás

Cabeça boa salvando os match points. Se fosse outro jogador teria sucumbido. Teoricamente se Nardi ganhou de Djoko, Wild também pode, bora pra cima do Navone

Vanessa
Vanessa
1 mês atrás
Responder para  Leonardo Moura

Teoricamente qualquer um pode ganhar do Djokovic, mas com base neste jogo não sei se o Wild poderia uma vez que ele estava perdendo antes da torção do adversário, infelizmente. Inclusive ele admitiu isso na entrevista.

Refaelov
Refaelov
1 mês atrás

Ao meu ver foi um jogo parelho de bom nível dos 2 tenistas(o Nardi além da vitória contra o Djoko, vem de título recente no forte CHL125 de Nápoles), realmente a torção do Italiano teve papel importante mas, são situações q pertencem ao esporte.

Próxima rodada independente de quem venha, será um jogo duro mas, n se tratam de bichos-papoes, jogando nesse nivel, Wild deverá ter suas chances..

Última edição 1 mês atrás by Refaelov
Thiago
Thiago
1 mês atrás
Responder para  Refaelov

“Papel importante”, não. Papel DECISIVO, por favor. Vamos dar os nomes certos às coisas. E mesmo assim Wild quase entrega a paçoca, devolvendo ridiculamente pra fora ou no meio da quadra.

Última edição 1 mês atrás by Thiago
Vagner
Vagner
1 mês atrás

Parabéns Thiago … Avante Brasil

Weverton Pacheco
Weverton Pacheco
1 mês atrás

Carra se machucou praticamente no mach point… que zebra!

gil
gil
1 mês atrás

Nardi é, de fato, muito forte. Está em ascensão. Só de jogar de igual para igual já é muito legal. Mas sei lá, esse destempero do Wild tem algo a mais… é algo psiquiátrico.

Luiz Fernandes
Luiz Fernandes
1 mês atrás

Primeiro set wild ganhou com tranquilade, segundo Italiano equilibrou e venceu, Wild já ficou nervosinho, no terceiro estava irritado e msrrento levou sorte de não perder. Já o Italiano se manteve tranquilo tempo todo.

Paulo
Paulo
1 mês atrás
Balbino Neto
Balbino Neto
1 mês atrás

O Thiago aplicou no Nardi o mesmo tipo de estratégia aplicada no Taylor Fritz. Sorte do norteamericano que perdeu mas pelo menos foi esperto e não se quebrou tentando pegar as bolas venenosas do brasileiro. Estratégia e traquejo inegavelmente estão no estilo do Wild. O fator sorte está presente em todos os jogos para todos os tenistas.

Joaquim
Joaquim
1 mês atrás
Responder para  Balbino Neto

É isso mesmo, essas jogadas imprevisíveis de Wild afetam o mental e até o físico dos adversários.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Nadal leva público italiano ao delírio com incrível reação

Conheça o que aconteceu nos bastidores do WTA 100 de Madri

PUBLICIDADE