PLACAR

Wild joga muito, mas perde para Rublev em 5 sets

Foto: ATP Tour

Melbourne (Austrália) – Assim como fez na primeira rodada de Roland Garros, o paranaense Thiago Wild mostrou um grande tênis contra um favorito russo, só que neste domingo não foi o suficiente para surpreender Andrey Rublev pela primeira rodada do Australian Open. O brasileiro não começou tão bem, mas cresceu e levou o rival até o quinto set, caindo com parciais de 7/5, 6/3, 3/6, 4/6 e 7/6 (10-6), em batalha de 3h45. Wild chegou a ter 6-4 no match-tiebreak.

Campeão de Hong Kong na primeira semana da temporada, o cabeça de chave número 5 evitou sua segunda derrota em estreias no Melbourne Park, algo que só aconteceu em 2019, quando foi superado pelo norte-americano Mackenzie McDonald em 4 sets. Na segunda rodada, Rublev terá pela frente o vencedor da partida entre o japonês Taro Daniel e o norte-americano Christopher Eubanks.

Sempre muito agressivo, o russo não fez diferente neste confronto e disparou 88 winners (21 deles em aces), contra 68 de Wild. Nos erros não forçados, ele teve 40 contra 45 do brasileiro, que se destacou nos pontos importantes, salvando 19 dos 23 break-points que enfrentou. O paranaense teve as mesmas quatro quebras do rival, só que Rublev teve “apenas” oito break-points no total.

Começo superior de Rublev

Apesar das duas duplas faltas e do break-point enfrentado logo no primeiro game, Wild começou bem na partida, conseguiu confirmar o serviço e logo em seguida quebrou Rublev para depois abrir 3/0. Porém, aos poucos o jogo do russo foi se encaixando e a situação ficou mais complicada para o brasileiro, que foi quebrado de volta no quinto game e no sétimo salvou mais dois break-points.

Rublev já estava mais firme em quadra quando anotou uma quebra crucial no 11º game, sacando em seguida para fechar a parcial e largar na frente. A consistência maior do russo foi fundamental, com ele anotando mais bolas vencedoras (14 a 9) e cometendo menos erros não forçados (10 a 19) para abrir vantagem de 1 set a 0.

O momento de baixa do fim da parcial inicial se manteve no começo da segunda, com Wild chegando a perder cinco games seguidos ao levar nova quebra. Depois de abrir 2/0, Rublev ampliou a vantagem com novo break e 5/1 no placar. O número 1 do Brasil até reagiu e devolveu uma das quebras, no oitavo game, mas não foi além e o russo levou também o segundo set.

Wild cresce depois do 2 a 0 contra

Wild subiu de nível no terceiro set, melhorou o aproveitamento de saque, chegando a 62%, e teve maior consistência, com 13 winners e 7 erros não forçados. Ele também brilhou nos pontos importantes, salvou os três break-points que enfrentou, todos no terceiro game, e na sequência aproveitou a única chance de quebra que teve para assim reduzir a desvantagem.

A partir de então o brasileiro se soltou mais e conseguiu pressionar Rublev, vencendo alguns dos pontos mais disputados da partida. No quarto set ele também pressionou bem mais o saque do russo, que salvou dois break-points no terceiro game, levou uma quebra no sétimo e salvou mais duas chances de quebra no nono antes de ver Wild empatar o jogo.

Match-points salvos e chance perdida no tiebreak

No quinto e decisivo set, o russo elevou novamente o nível com o saque e não deu chances ao brasileiro. Do outro lado, Wild teve mais trabalho, salvou triplo break-point no quarto game, saindo de 0-40, e enfrentou situação ainda mais delicada no 12º, quando também saiu de 0-40 e salvou quatro match-points com o serviço. A definição foi para o tiebreak, no qual o Wild começou com dois mini-breaks, fez 4-1 e 5-2 e ainda liderou até 6-4 antes de Rublev reagir com autoridade, impor sua experiência e vencer seis pontos seguidos.

68 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
João Caetano
João Caetano
5 meses atrás

Incrível !! Jogou muito

Paulo A.
Paulo A.
5 meses atrás
Responder para  João Caetano

Ainda não pude ver o jogo mas foi uma grande pena. Wild teria sido a maior surpresa da rodada, sem dúvida. E ele fez mais pontos que o Rublev e o mesmo número de games vencidos. Jogo para ficar entre os melhores ele tem.

Edinho Godoy
Edinho Godoy
5 meses atrás

Impressionante o que jogou o Thiago e o que teve de jogar o Rublev pra vencê-lo.
Jogando assim, o brasileiro enfrenta qquer adversário do circuito
Jogo espetacular, por muito pouco não rolou uma virada histórica na Austrália.
Uma pena o voleio que ficou na rede quando tinha 6/4 no super tie break, mas não era pra ser.
Jogando assim, vem muita coisa boa pela frente. Valeu a pena ter ficado acordado mesmo com 2 sets a 0 contra. Seguimos!!!

SuperKing
SuperKing
5 meses atrás
Responder para  Edinho Godoy

Wild vem aí e o bicho vai pegar. Não duvido lá por setembro ele ser top 40 mundial tendo ganho algum ATP 250 no saibro. Vai fazer estrago no circuito esse ano. Fevereiro começa a temporada de saibro que é o forte dele.

Hater Maximo da Silva
Hater Maximo da Silva
5 meses atrás
Responder para  SuperKing

mano isso é meio que impossivel, o nivel dele é pra fica entre 120 a 150, pode num moneto chega ate top 80 por um tempinho, mas ele é jogador top 200

Clóvis Rizzi
Clóvis Rizzi
5 meses atrás

O Wild jogou muito! Se mantiver este nível ao longo da Temporada deve chegar ao Top 30.

Alberto Carlos Vaz ferreira
Alberto Carlos Vaz ferreira
5 meses atrás
Responder para  Clóvis Rizzi

Top 50 é quase certeza, top 30 é sonhar demais

Ubiratan (Black)
5 meses atrás

Foi gigante! faltou o finalzinho do tiebreak que estava até então na mão.
Conseguir igualar o jogo em sets após 0x2.
Conseguir fechar a porta no 5o. set para 3 MP seguidos e outro logo após. Teria sido mais frustrante pra ele e injusto ter perdido o jogo no último game de serviço sem levar pro tiebreak.
E o tiebreak estava tão bom na vantagem.
Bem! perdeu, infelizmente, mas Wild está de parabéns por conseguir ficar no jogo após grande desvantagem de 2 sets abaixo e fazer um jogo desse com Rublev.

Leonel
Leonel
5 meses atrás
Responder para  Ubiratan (Black)

A vitória maior é ver o Wild feliz em quadra e jogando parelho com os top 10(lembrado Medvedev). Ganhar o jogo seria ótimo mas nada tão ótimo de ver o Wild arrebentando TB na quadra dura. Wow. Meu Deus o que esse garoto poderá surpreender em 2024??? De olho nele.kkkk

Eduardo
Eduardo
5 meses atrás

Por isso o Wild deve ser respeitado. É inegavelmente o melhor do Brasil no momento, o mais talentoso. Wild tem tênis pra chegar pelo menos no ranking do Bellucci. Se tudo der certo e ele jogar no seu máximo nos torneios de saibro desse ano, não duvido faturar ATP 250 e fazer estrago em torneios grandes.

Ernesto
Ernesto
5 meses atrás
Responder para  Eduardo

Pois é, temos a alegria de ter ele e o Fonseca. Também temos em um segundo plano Meligeni e Monteiro. Problema do Wild é que ele só gosta de jogo grande e está naquela, entra em vários ATP’s, mas alguns deles no quali.

Leonel
Leonel
5 meses atrás

Assisti o jogo na íntegra.. Tava na cara que Wild queria e ia aprontar. Não deu outra. Jogou muito bem, se divertiu e quase levou a partida (merecia). Mostra que tá pronto pra encarar qualquer um e fazer bonito entre os top 20 ou top 10. Come on! Bora ser feliz..É só começo. Será que é a Bia na versão masculina? Veremos.

Ernesto
Ernesto
5 meses atrás
Responder para  Leonel

Não dei conta, assisti um set e dormi, uma pena.

Guilherme do ES Ribeiro
Guilherme do ES Ribeiro
5 meses atrás

Que jogaço do Thiago. Bom pra dar confiança nas quadras rápidas. Se manter o foco e continuar trabalhando, pode chegar ao TOP 50 e melhor, manter-se nesta faixa e sempre jogando os melhores torneios do mundo.

Ernesto
Ernesto
5 meses atrás
Responder para  Guilherme do ES Ribeiro

A meta na minha opinião é se firmar no top 100 esse ano, ficar lá. Chegar no top 50 ano que vem!

SuperKing
SuperKing
5 meses atrás
Responder para  Guilherme do ES Ribeiro

Wild não vai mais sair do top 100, pode anotar. O nível dele é pelo menos igual ao do Bellucci. Vai pro top 40 ou 30 esse ano mesmo

Fernando Venezian
Fernando Venezian
5 meses atrás

Parabéns, Wild!!! Fez mais um top ten suar sangue!

Leonel
Leonel
5 meses atrás
Responder para  Fernando Venezian

Fernando. Pelo que ele tinha feito nos torneios Hard anteriores pensei que sairia derrotado até com facilidade. Quebrei a cara. Ele gosta é de peixe graúdo. Torneios menores parece que baixa a bola dele.kkkk

Fernando Venezian
Fernando Venezian
5 meses atrás
Responder para  Leonel

Realmente. A motivação dele é outra contra grandes adversários. Lembra o Kyrgios nesse aspecto

Marcos
Marcos
5 meses atrás

Jogador nível top 20. Só precisa ter cabeça que chegará ainda esse ano.

Haroldo Guimarães
Haroldo Guimarães
5 meses atrás

O Rublev entrou naquela de já ganhei… e quase dança. Parabéns ao Wild pela luta. Ter um pouco mais de sorte nos sorteios de 1a e 2a rodada, e jogar assim contra os piores que ele. Se chegar ao top 50 ou 40 tá no lucro. Deve ficar aí rondando o top 100 ou 90.

SuperKing
SuperKing
5 meses atrás
Responder para  Haroldo Guimarães

Pelo nível de jogo que o Wild demonstra, ganhando do Medvedev n.2 do mundo no saibro, quase ganhando do Rublev n.5 do mundo em hard onde ele nem joga tão bem assim, não é de se duvidar que o Wild entre no top 50 pra nunca mais sair, podendo até bater o Bellucci como 2º melhor brasileiro de todos os tempos.

Refaelov
Refaelov
5 meses atrás
Responder para  Haroldo Guimarães

Cara, a questão é q, se vem um sorteio favorável, ele simplesmente n consegue performar nesse nivel(esses ene torneios ATP em Hard q ele tentou jogar tão ae de prova)..

Leonel
Leonel
5 meses atrás
Responder para  Haroldo Guimarães

Haroldo. Nunca tinha visto o Wild tão solto e seguro como estava a partir do 3 set . Que loucura aquilo. Era outro atleta. Lembrei do 1 título dele em Santiago. 2020. Ele jogou solto e detonou o Casper Ruud.

Andy Schmid
Andy Schmid
5 meses atrás

O que aprendemos hoje nos comentários e na matéria? Que o objetivo no tênis é “jogar muito”. É com essa passação de pano que o tênis brasileiro vai longe mesmo…

José Nilton Dalcim
Admin
5 meses atrás
Responder para  Andy Schmid

Sua capacidade de falar bobagem é assombrosa.

Luiz Eduardo
Luiz Eduardo
5 meses atrás
Responder para  José Nilton Dalcim

Dalcim, a pagina mudou o layout e ficou muito legal, vejo que muitos comentarios ruins, desagregadores que existiam nao aparecem mais, alguma figurinhas carimbadas desapareceram, acho que esse filtro é necessario para manter um ambiente saudavel e de bom nivel, esse é um exemplo do passado que deve ter passado no filtro.

Arangomie
Arangomie
5 meses atrás
Responder para  Luiz Eduardo

Aí eu não concordo.

Embora seja uma bobagem pra maioria, ainda é uma opinião.

Não sendo ofensiva, não há que se bloquear o comentário.

Andy Schmid
Andy Schmid
5 meses atrás
Responder para  José Nilton Dalcim

Ah, desculpa. Aqui só não é bobagem se tecer loas e cozer broas para resultados “Bulhões de Carvalho”. Entendi. Falar que é exatamente igual “jogar muito” e “jogar nada” e tomar 1R no coco é bobagem. Ok, entendi. É que sou meio burrinho mesmo.

José Nilton Dalcim
Admin
5 meses atrás
Responder para  Andy Schmid

Nisso concordamos, até porque parece que você nunca pegou numa raquete e/ou é daqueles que só pensam que vale resultados, típico de apostadores, sem jamais enxergar a conjuntura. Mas claro que isso é pedir demais, né?

Flavio
Flavio
5 meses atrás
Responder para  José Nilton Dalcim

Parabéns pela resposta, Dalcim.
Esse tal de Andy deveria ser banido daqui. Sujeito imprestável.
Há alguns anos desdenha dos resultados de todos os brasileiros, inclusive, pasmem, da Bia. A criticava quando era 200 do mundo, quando era 100, quando era 50 e chegou até a criticar como top 10.
Enfim, um desqualificado.
Belíssima resposta !

Luiz
Luiz
5 meses atrás
Responder para  Andy Schmid

Perfeito
Onde assino?

SuperKing
SuperKing
5 meses atrás
Responder para  Andy Schmid

Esse resultado é um claro demonstrativo do poder do Wild.Com isso ele mostra que pode ficar no top 50 a vida inteira, não é de se duvidar que ele alcance um ranking de 25 do mundo como o Meligeni ou de 21 do mundo como o Bellucci.

Marcos
Marcos
5 meses atrás
Responder para  SuperKing

Acredito que ele tem tenis pra top 20

Ernesto
Ernesto
5 meses atrás
Responder para  Andy Schmid

Engraçado, e vc aqui lendo. O que aprender com isso… Ache outro esporte onde considere o Brasil vencedor e deixe o tênis para quem realmente aprecia.

Davi Cezar
Davi Cezar
5 meses atrás
Responder para  Andy Schmid

Trofeu “jogou muito”

Vitor
Vitor
5 meses atrás
Responder para  Andy Schmid

Concordo com o Andy

Matheus Ferreira
Matheus Ferreira
5 meses atrás

Caramba se o Wild conseguir manter esse nível de jogo,tem tudo pra sonhar com um top 10, é evidente que ele joga muito mais motivado contra os jogadores top.

Henrique
Henrique
5 meses atrás

Vamos Thiago! Você está chegando lá caraaaaaa!!!!!

Luiz
Luiz
5 meses atrás

E assim o tênis brasileiro vai vivendo ad eternum do quase, de uma pena, de jogou muito, do potencial para top X, das lamentações
Lamentável

Rogério Falco
Rogério Falco
5 meses atrás

Faltou um pouquinho! Mas o Wild está de parabéns! Se tivesse jogado neste nível o ATP anterior tinha avançado bastante na chave. Mas jogos grandes estimulam. Agora é virar a chave para o saibro, grande expectativa na gira sul-americana da ATP, em simples.

Refaelov
Refaelov
5 meses atrás
Responder para  Rogério Falco

Esse é o “x” da questão: contra os adversários mais ganhaveis ele simplesmente n conseguiu performar nesse nivel.. ele e o staff dele vão precisar descobrir o pq disso..

Fernando S
Fernando S
5 meses atrás
Responder para  Refaelov

No ano passado, ele ganhou 4 CH e saiu do Top 500 para o Top 80. Não compreendi a tua afirmação.

Refaelov
Refaelov
5 meses atrás
Responder para  Fernando S

É só olhar essa sequência de torneios em Hard dele pré AOpen, só lembrar do seguimento da campanha dele em RG a o passado, dos qualys de Wimblendon e USOpen..

Jorge Luiz
Jorge Luiz
5 meses atrás

Pronto para grandes jogos, deve ir muito bem na gira de saibro sul-americana

Claudio Marçal
Claudio Marçal
5 meses atrás

Me passou ao final do jogo que ,apesar da derrota, ele demonstrou que ganhou ainda mais confiança pra temporada que está apenas começando! Jogou muito tenis e perdeu no detalhe! Que venha 2024!

Luiz Eduardo
Luiz Eduardo
5 meses atrás

Tanto medvedev como rublev elogiaram o tenis do thiago, mas chamaram atencao a uma coisa ser necessaria: manter essse nivel de excelencia com constância, rublev ate cita: quando esta com o espirito(mood) correto eh muito perigoso, pode fazer winners de qualquer lugar. Alcancando isso e se motivando por jogos e objetivos grandes, ele pode ir longe.

Refaelov
Refaelov
5 meses atrás

Eu tinha falado no pré jogo: pela fase terrível em q vinha, um sorteio duro acabaria sendo bom pela completa ausência de responsabilidade pela vitória, dito e feito..

Qnt ao jogo per si: O Russo foi dominante nos 3 1°os sets, Wild contou com muita resiliência e até um bocadinho de sorte pra conseguir copar o 3° set e, a partir dali, com a confiança, começar a jogar mto melhor, dominando o Russo no 4° set.. No set derradeiro, o Russo claramente elevou o nível de concentração e n deu chances ao Wild com o próprio saque, ae n tem como n dar uma graaaande menção positiva ao BR por sair de 2 0-40(no segundo salvando 4 MP), a despeito do Russo ser beeem comhecido pelas paçocadas mentais e ter tido realmente chances de corfirmar as quebras nesses 2 games..

O tie break decisivo confesso q foi frustrante pra mim, dpois de todo aquele perrengue no 5°set, tendo abrido 5-2, n achei q deixaria escalar, olhando o restrospecto recente o BR parece estar desenvolvendo algum tipo de bloqueio com os TBs e isso é bem preocupante..

De positivo, uma bela recuperada na confiança pra essa gira sudaca no saibro(onde, ae sim, haverá uma considerável pressão por resultados) e ter dado uma enterrada nessa falácia de “o jogo do Wild n encaixa em quadras hard”.. A falta de resultados nessa gira em nada teve relação com falta de repertório para..

Fabio
Fabio
5 meses atrás

Não é fácil o cara se esforçar em quadra e ainda ser bombardeado por alguns

Fernando Venezian
Fernando Venezian
5 meses atrás
Responder para  Fabio

O Wild tem a rejeição alta pelos problemas extra quadra dele. É o fardo que ele terá de carregar por toda sua carreira

NFdS
NFdS
5 meses atrás

Uma pena! Teve 3×0, 4×1 e 5×2 e saque no tie-break, aí parou…
O Rublev aumentou o nível do serviço no quinto set pra poder levar essa. Foram 4 games que ele ganhou de zero. E o Thiago sacando precisou reverter dois 0-30 e dois 0-40, sendo o último 3 match points…

NFdS
NFdS
5 meses atrás

A dúvida agora é saber se o Thiago consegue jogar assim regularmente, ou seja, jogar nesse nível contra o 50, o 95, o 42, o 115 do ranking, etc
Desde a vitória sobre Medvedev esperávamos por mais grandes desempenhos, mas eles não vieram.
Parece que falta motivação contra tenistas menos rankeados. Vale a pena investir num trabalho psicológico.

Fernando S
Fernando S
5 meses atrás
Responder para  NFdS

Wild ocupava a 172ª posição antes de RG. Quando o torneio acabou ele era o 131. Encerrou o ano dentro do Top 80, acumulando um total de 23 vitórias e 12 derrotas após RG.

Arangomie
Arangomie
5 meses atrás

Eu DORMI.

Dormi após o Rublev fechar o segundo set.

Vi os melhores momentos agora e eu devia ter tomado uns cafés.

O rali segurando as pancadas do Rublev na rede foi coisa de top 10.

Se com a vitória sobre o Medvedev ele certamente já havia deixado os outros mais espertos com ele, agora é certeza que ninguém subestima o cidadão.

Márcio
Márcio
5 meses atrás

O Thiago certamente se firmará entre os melhores, parabéns pelo excelente jogo e bora pra próxima!!

Leonel
Leonel
5 meses atrás

Cada ser humano tem seu jeito de apreciar ou se contentar,se satisfazer. Gosto de ver espetáculo igual o de hoje. Se a vitória vier, ótimo porém o que é ruim é ver jogador sem sangue nos olhos, sem alegria de jogar. Wild foi esse cara deprê depois do título de 2020 e felizmente ano passado voltou a jogar bem, com alegria. Vamos curtir pq outro melhor que ele no Brasil pode demorar.

Cacio Luiz Crozariolo
Cacio Luiz Crozariolo
5 meses atrás
Responder para  Leonel

Ele não estava mentalmente preparado quando ganhou título. A arrogância dele sempre o acompanhava. Depois tivemos o Covid. Hoje ele está mais maduro. Já não é mais uma criança como era quando ganhou. Foi um jogo fantástico, valeu cada minuto acordado. Vamos ver o que o restante da temporada nos reserva.

Leonel
Leonel
5 meses atrás

Alguém dúvida que vamos ganhar da Suécia na Davis?.

Alexandre
Alexandre
5 meses atrás

Jogou muito, até que quando se viu na posição de vencer, derreteu

Flavio
Flavio
5 meses atrás
Responder para  Alexandre

Tem razão, bem lembrado!
Igual ao que aconteceu em RG quando tbm se viu na posição de vencer e amarelou pro 2º do mundo.
Abração, sabe muito!

Luiz
Luiz
5 meses atrás
Responder para  Flavio

O censor do site. Sabe muito

Carlos Lima
Carlos Lima
5 meses atrás

O que me pegou é que nas duas grandes disputas que ganhou ele sorriu ao invés de vibrar soltar uma puta comemoração. Quando você joga tem que vibrar demonstrar pro outro lado que vc ta vivo e vai lutar muito, não ficar dando risadinha

Marcos Fontes
Marcos Fontes
5 meses atrás

Wild, que é o melhor dos brasileiros na atualidade, ainda precisa melhorar a dispersão e a concentração em inícios de partidas. Não é a primeira vez que tem que “correr atrás”. O garoto é bom, mas para competir com os melhores, ele precisa acertar isso. Poderia ter passado do Russo, que é muito bom.

Fabricio
Fabricio
5 meses atrás

Que jogasso do wild! Faltou sangue nos olhos pra fechar o jogo no tie break, mas é de se exaltar o jogo que fez! O detalhe fundamental é que precisa jogar assim sempre, o foco tem de ser a cada jogo e não apenas contra os top 10 !

Patricia
5 meses atrás

As vezes parecia que o Thiago estava se divertido tanto e querendo dar show com aqueles pontos incríveis, que podia perder o foco e errar logo adiante

Patricia
5 meses atrás

Foi um belo jogo !
Mas às vezes acho que o Thiago estava se divertindo tanto e parecia estar dando um show com aqueles pontos incríveis, que perdia o foco e errava logo adiante

Murer
Murer
5 meses atrás

Wild me faz lembrar o Luan Santana rsrs
Torci bastante mas o Rublev é um grande jogador e não é fácil vence-lo

Joaz
Joaz
5 meses atrás

Depois da campanha em RG ano passado e esse grande jogo no AO ,fica a esperança de que ele participe de grandes torneios esse ano.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Alcaraz e Murray: treino entre campeões em Queen's

Os melhores lances da campeã Boulter na grama de Nottingham

PUBLICIDADE