PLACAR

Wild estreia com vitória em 3h no quali em NY

Foto: Debbie Jayne Kinsey/Brawo Open

Nova York (EUA) – Depois de chegar à terceira rodada de Roland Garros e de parar na fase final do quali de Wimbledon, Thiago Wild iniciou com vitória sua busca por vaga no US Open. O número 1 do Brasil e 107º do mundo superou o búlgaro Dimitar Kuzmanov, 193º colocado, por 7/6 (9-7), 6/7 (4-7) e 6/4 em 3h de jogo. Foi a primeira vitória de Wild em três jogos contra Kuzmanov.

O jogo desta quarta-feira foi o primeiro que Wild disputou numa quadra dura em 2023. O paranaense de 23 anos iniciou a temporada jogando challengers no saibro e praticamente só atuou nesse piso durante todo o ano, saindo apenas para jogar na grama no quali de Wimbledon e agora no piso duro de Nova York.

Na segunda rodada do quali, Wild enfrenta o tcheco Zdenek Kolar, 176º do ranking, que derrotou o holandês Gijs Brouwer por 7/6 (7-1) e 6/4. O confronto entre eles é inédito no circuito profissional e será por volta das 16h (de Brasília) desta quinta-feira. Para uma eventual terceira rodada, os possíveis rivais seriam o também tcheco Jakub Mensik ou o suíço Leandro Riedi. Já o experiente Fabio Fognini caiu na estreia.

Thiago Wild tem duas participações em chaves principais de Grand Slam. Ele entrou diretamente no US Open de 2020 e fez boa campanha no saibro de Roland Garros este ano, saindo do quali e chegando a vencer o então número 2 do mundo Daniil Medvedev. O paranaense também está apenas uma posição abaixo do melhor ranking da carreira.

Partida teve dois tiebreaks e apenas três quebras
Com uma quebra logo no início da partida, Wild chegou a liderar o set inicial por 3/1, mas passou por um breve momento de oscilação ao perder três games seguidos. O paranaense buscou o empate no oitavo game. E depois disso, os sacadores prevaleceram até o fim da parcial.

A definição do set ficou para o tiebreak, em que Wild chegou a estar perdendo por 5-4, mas permanecia muito firme no saque. E foram necessários três set-points para que ele saísse na frente na partida.

Rapidamente, Kuzmanov pediu atendimento do fisioterapeuta para um possível desconforto na perna direita em uma das viradas de lado, mas não precisou usar o tempo médico de três minutos. Wild iniciou o segundo set salvando um break-point, mas depois passou a confirmar seus games de saque de forma mais tranquila. Ele chegou a ter uma chance de quebra no oitavo game, mas Kuzmanov manteve o serviço e forçou um novo tiebreak para vencer a parcial.

Em um jogo dominado pelos sacadores, uma quebra de serviço foi determinante para o resultado final. E ela aconteceu no início do terceiro set. Wild abriu a parcial decisiva escapando de um 15-40, e pouco depois conseguiu quebrar para fazer 4/2. O brasileiro se manteve à frente no placar até o fim do jogo sem ter mais o saque ameaçado.

Felipe Meligeni joga às 11h
Outro brasileiro na segunda rodada do quali do US Open é Felipe Meligeni. O paulista de 25 anos e 170º do ranking joga às 11h (de Brasília) contra o argentino Facundo Bagnis, canhoto de 33 e 136º colocado. Meligeni busca uma vitória inédita contra o rival, que venceu o único duelo de nível ATP e outros três encontros válidos por torneios challenger.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE