PLACAR

Victória avança no Banana Bowl, João Bonini despacha cabeça 1

João Pedro Bonini (Foto: Luiz Candido/CBT)

Blumenau (SC) – A estreia das chaves dos 18 anos do 54º Banana Bowl foi positiva para três brasileiros: Victória Barros, João Pedro Bonini e Thiago Guglieri, que venceram suas partidas de estreia no Tabajara Tênis Clube, em Blumenau. A programação, que previa a realização de 44 jogos, acabou prejudicada por causa da chuva e alguns jogos foram remarcados para terça-feira. O torneio prossegue a partir das 8h (de Brasília). Em sua categoria principal, de 18 anos, o evento é um ITF J500 no circuito mundial juvenil.

Entre as meninas, Victória Barros foi a única brasileira a avançar na chave ao vencer um duelo nacional contra a paulista Luiza Esteves, por 6/1 e 6/2. A potiguar de apenas 14 anos e já 102ª colocada no ranking mundial categoria pode enfrentar outra brasileira, a paulista de 13 anos Nauhany Silva, ou a belga Jeline Vandromme, cabeça 8 do torneio.

“Consegui jogar bem, fiquei focada, confiante no jogo. A chuva parou o jogo quando estava 3/0 para mim, acabou atrapalhando um pouco, e quando voltou, desfoquei um pouco em dois games, mas consegui voltar rápido e fechar o jogo. Estou feliz com a minha vitória e o foco agora é para o próximo jogo”, analisou Victória, que jogou o Banana Bowl pela última vez em 2022, quando foi finalista na categoria 14 anos.

No masculino, o paranaense João Pedro Bonini roubou a cena e eliminou o principal favorito ao título, o cazaque Amir Omarkhanov, por 1/6, 6/4 e 6/2. Bonini foi convidado pela CBT para jogar a chave principal, depois de ter sido finalista da categoria 16 anos na temporada passada. Seu próximo rival é o argentino Lucca Guercio.

“Gostaria o convite. É muito importante ter a oportunidade de disputar o Banana”, disse Bonini após a partida. “As condições no primeiro set não estavam muito favoráveis para mim, não estava confortável na quadra, com chuva. Depois, mudamos para uma quadra coberta, comecei a me soltar, sacando bem, confirmando meu serviço tranquilo, fui aos poucos entrando no game saque dele e consegui algumas quebras. Meu mental foi muito bem, não demonstrei a pressão, soube me conter muito bem. Essa vitória me dá muita confiança e começo a olhar com outros olhos para o torneio”.

Já o gaúcho Thiago Guglieri completou as vitórias brasileiras na estreia do Banana Bowl, ao derrotar o equatoriano Francisco Castro, por 6/2, 5/7 e 6/4. Ele enfrenta o colombiano Miguel Tobon, cabeça 11 do evento.

+ Confira a programação completa dos 18 anos

+ Veja a chave masculina do Banana Bowl

+ Confira a chave feminina do Banana Bowl

6 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Leonel
Leonel
1 mês atrás

Vencer o cabeça 1 mostra que tem qualidades e não importa se o número 1 jogou mal. Fez sua tarefa de casa. Vai com moral para as próximas partidas. Da pra acreditar em título se jogar com consistência as próximas.

Matheus
Matheus
1 mês atrás

O Banana Bowl entra em qual categoria de torneios da ITF?

Ivan
Ivan
1 mês atrás
Responder para  Mário Sérgio Cruz

Caramba, nem sabia que existia J500. Seria então uma espécie de master do juvenil. Legal vai ser o confronto entre a Vic e a Nahuani, se tudo der certo.

trackback

[…] Victória avança no Banana Bowl, João Bonini despacha cabeça 1 […]

trackback

[…] para o torneio, Bonini segue aproveitando muito bem a oportunidade. Depois de ter vencido o cabeça 1 cazaque Amir Omarkhanov na estreia, ele também passou pelo argentino de 18 anos Lucca Guercio, […]

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da rápida final masculina de Miami

Collins segura os nervos e bate Rybakina: veja o melhor da final

PUBLICIDADE