PLACAR

US Open terá bolas iguais no feminino e masculino

Foto: Mike Lawrence/USTA

Nova York (EUA) – Após reclamações principalmente das jogadoras da WTA, o US Open decidiu fazer uma mudança no torneio deste ano não só no que diz respeito à análise do vídeo, mas também às bolas utilizadas na competição, que agora serão as mesmas tanto na chave masculina como na feminina.

Na última quinta-feira, a diretora do torneio Stacey Allaster confirmou que, após consulta às jogadoras no ano passado, a organização do evento tomou a decisão de usar a mesma bola em ambas as chaves daqui para frente.

Atual número 1 do mundo, a polonesa Iga Swiatek foi uma das críticas mais veementes das bolas usadas no ano passado, chamando-as de ‘horríveis’ e que ela não entendia por que as mulheres não usavam as mesmas bolas dos homens, algo que acontece em vários outros torneios. Ainda assim, ela conquistou o título na última edição.

Outra novidade em 2023 será o sistema de revisão de vídeo (VR) para auxiliar os árbitros quando as chamadas forem contestadas. Isso permitirá que os jogadores desafiem uma série de decisões, como quique duplo, utilizando vários ângulos de câmera para obter a melhor visão do incidente.

“O oficial de VR e o operador de VR enviarão o vídeo para uma tela na cadeira do árbitro, bem como para as telas do estádio, quando disponíveis”, disse o organização do torneio. Os árbitros de cadeira revisarão as evidências para determinar se a decisão original deve ser anulada ou confirmada.

De acordo com a direção do US Open, os jogadores e suas equipes terão três desafios por set e um adicional para os tiebreaks. O sistema estará disponível apenas em algumas quadras como o Estádio Arthur Ashe, o Estádio Louis Armstrong, a Grandstand e as quadras 5 e 17.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE