PLACAR

Tsonga: “Djokovic queria ser Federer ou Nadal”

Foto: Site oficial/Laver Cup

Nova York (EUA) – Aposentado desde 2022 e atualmente acionista majoritário do ATP 250 de Metz, o francês Jo-Wilfried Tsonga concedeu entrevista ao podcast Generation Do It Yourself e falou, entre outros temas, sobre a carreira de Novak Djokovic. Segundo análise do finalista do Australian Open em 2008, houve um período em que o sérvio gostaria de ser como Roger Federer e Rafael Nadal.

“Por que algumas pessoas odeiam Djokovic? Porque acho que houve um período em que ele não queria ser ele mesmo, queria ser Roger Federer ou Rafael Nadal, quando talvez devesse ter sido ele próprio o tempo todo. Hoje, ele é completamente honesto, mesmo que divida opiniões. Embora às vezes se fale de Djokovic de forma controversa, essa é a principal razão pela qual ele é apreciado por muitas pessoas, porque agora ele é completamente honesto”, opinou.

Ainda seguindo sua linha de raciocínio, o ex-jogador de 38 anos gostaria de ver a verdadeira personalidade do agora número 1 do mundo em todos os momentos e acredita que o sérvio seria ainda mais idolatrado se adotasse essa postura desde o início da carreira.

“Ele não faz nada para ser apreciado, ele faz as coisas porque quer fazê-las assim. Ganhamos muito quando somos nós mesmos. Por um momento ele quis fugir dessa imagem de guerreiro que possui, porque é um sérvio que passou por coisas difíceis na infância. Ele é um guerreiro e deveria ter assumido isso desde o início. Acho que ele teria sido amado por isso”, disse Tsonga.

43 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
ricardo
ricardo
2 meses atrás

sempre achei isso!
Simplesmente assumir: sou um escroto, um cara desagradável, fascista  mas sou o que tem mais títulos!
Faça como Piquet que assumiu integralmente essa visão de si mesmo.

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
2 meses atrás
Responder para  ricardo

Vou orar por você. É uma alma sofredora esportivamente.

Ricardo
Ricardo
2 meses atrás
Responder para  Paulo Sérgio

Ser um fanático pelo djocovid se assemelha a uma seita não? Há uma cegueira seletiva

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
2 meses atrás
Responder para  Ricardo

Seita é negar o título de goat para o recordista de tudo no tênis. Será que os títulos e premiações milionárias de Djoko valem menos do que o seu “gostar” do freguês Federer?

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
2 meses atrás
Responder para  Ricardo

Será que ter 71 Big Titles é menos importante do que o seu sentimento por Federer no debate sobre o goat? Quem participa de seita mesmo?

Ricardo
Ricardo
2 meses atrás
Responder para  Paulo Sérgio

que beleza! vc deve ser vidente ou adivinho hehe. De onde vc tirou que sou fanático pelo federer? Mas é isso, um fanático como vc tem uma visão limitada. Denunciar as falcatruas e as escrotices do djocovid não significa ser fanático por outro. Admiro um bom jogo. Mas quando o cara é um escroto fica difícil. Entendeu agora? Expanda um pouco seu mundinho

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
2 meses atrás
Responder para  Ricardo

O seu fanatismo pode ser medido pelas suas ofensas contra todos que discordam de você. Toda notícia referente ao goat fica vomitando sua raiva gratuita contra o maior de todos. Jamais imaginei que sucessivas derrotas fossem despertar tanto ódio contra o goat. Se um extraterrestre chegasse agora na terra iria imaginar que você deve estar falando do Rei Leopoldo da Bélgica ou de algum outro genocida famoso, mas você só está falando de um tenista profissional que nunca cometeu nenhum crime hediondo. Ou será que WB 2019 pode ser tipificado como crime grave pelo código penal? Você é um belo exemplo de onde a frustração esportiva pode levar.

Ricardo
Ricardo
2 meses atrás
Responder para  Paulo Sérgio

De novo vc usa termos que te denunciam. “Contra todos que discordam”. Essa é uma fala estereotipada típica de uma mente estreita, um fanático. Sou preciso, falo dele, somente. Houve recentemente a eleição legislativa na sérvia, a extrema direita venceu. É o mesmo grupo que está no poder que executou genocídio na bósnia. O mesmo grupo que pratica atrocidades no Kosovo atualmente. Djocovid apoia integralmente esse grupo. Mas fique com sua visão de mundo estreita se te conforta.

Afonso Junior
Afonso Junior
2 meses atrás
Responder para  ricardo

Piquet pelo que sei, nunca escondeu seu pensamento, desde que competia, que aliás, em termos de competição não era diferente de Senna nem aos olhos dos adversários. (pesquise fora da midia nacional)
Quanto ao termo fascismo, bem, hoje em dia tachamos de fascista qualquer coisa, um fascista em geral vai em seu discurso utilizar falácias lógicas para validar o seu discurso, entre essas simplesmente dizer o que pensa sobre um indivíduo sem ter qualquer elemento real, não é capaz de tecer o porque acha algo fala pois o “Dulce” falou, no nosso caso o líder seria talvez uma midia catequizadora?
Os povos europeus em geral (sim, em geral) tacharam os judeus de algo a ser exterminado e os chamavam de desagradáveis e escrotos.
Qual a sua visão de si mesmo que através de julgamentos de massa, pois não conhece o sujeito pessoalmente faz ao se olhar em um espelho? Ao julgar quem não conhece ou prova o negativo pode não ser tratado como um escroto e desagradável?
Todos nós temos em algum momento uma escrotidão, um lado desagradável, agora só tem essa visão própria quem não se ama e ai é problema da pessoa que talvez tenha que procurar o CVV.
Os franceses ao menos no tenis, não gostam do Djokovic, más fazer o quê? Aliás já odiaram outros jogadores e jogadoras porém pela cultura de lá, não entram em julgamentos e fofocas, é mais direto, tem a ver tbm com origem, no grosso, saxônica ou eslava que forma inclusive a margem Ocidente e leste europeu…
Más em vez de criar base, é melhor simplificar, chama a quem não corresponde a seu pensamento de coisas que não sabe o que foram, estudar pra quê afinal se podemos só soltar a nossa alma e ressentimentos no teclado?

Ricardo
Ricardo
2 meses atrás
Responder para  Afonso Junior

Leia minha resposta acima após ser liberada. Seu textão pseudointelectual só dá mais trabalho pro Dalcim hehe. Até mais, fique com seu discurso falacioso

Afonso Junior
Afonso Junior
2 meses atrás
Responder para  Ricardo

Quem considera ler um trabalho é quem resume tudo a um adjetivo sem saber se o uso convém ou não.
Falácia é não ter argumento, não ter argumento é não usar contextos, não ter contextos advém de formação precária e transferida a terceiros de sua opinião como fala a grande Lúcia Helena Galvão.
Pseudo – intelectual sim, más com algum fundamento.

Ricardo
Ricardo
2 meses atrás
Responder para  Afonso Junior

“mas” é sem acento agudo.

Afonso Junior
Afonso Junior
2 meses atrás
Responder para  Ricardo

Mais uma vez aliás, usando o termo solto: explique onde está a falácia, sabe o que isso significa ou usa como faz com o termo político – social que é “fascismo”?
é preciso fundamento, para convencer que entendeu tem que contextualizar ou é apenas mais um que adora suas verdades e ignora suas dúvidas?
Não adianta dizer que meu discurso é uma falácia, aponte onde ele mente.

Ricardo
Ricardo
2 meses atrás
Responder para  Afonso Junior

Vc não leu minha resposta ao outro post logo acima do seu textão prolixo sobre a eleição recente na sérvia. Leia!

Rubens Aguiar
Rubens Aguiar
2 meses atrás
Responder para  Ricardo

Que amor pelo Djoko héin. Não adianta camarada, Djoko é o melhor tenista de todos os tempos e não precisa ser igual a ninguém. O resto é torcida contra que não aceita esse fato e inventa história como o invejoso e freguês Tsonga.

Ricardo
Ricardo
2 meses atrás
Responder para  Rubens Aguiar

Sim é indiscutível que detém recordes. Agora dizer que o Tsonga é mentiroso e invejoso, só mesmo um fanático da seita djcovídica, como os outros dois acima, pra pensar (?) dessa forma. Mas ok, um país que elegeu bolsonaro tem uma visão pobre de mundo, além de limitações cognitivas.

Carlos
Carlos
2 meses atrás

Quanta bobagem.

Haters odeiam sem motivo.
A diferença é que Nadal e Federer têm toda propaganda do mundo ocidental nas costas… Sempre forçando a “melhor imagem”.
O resto é balela.

Vamos, Nole!

Wilton Bernardes
Wilton Bernardes
2 meses atrás
Responder para  Carlos

meu jovem, foi o tsonga que falou cara kkkkk
o cara convive com ele no circuito. não é um fanatico torcedor igual a voce que nunca nem viu o cara.

Vander Matos
Vander Matos
2 meses atrás
Responder para  Wilton Bernardes

Perfeito !!

Carlos
Carlos
2 meses atrás
Responder para  Wilton Bernardes

E você, por acaso me conhece para me chamar de fanático e jovem? Não consegue tecer um comentário sem desmerecer alguém.

Apenas confirmou o que eu disse. Haters gonna hate. Vá em paz.

Wilton Bernardes
Wilton Bernardes
2 meses atrás
Responder para  Carlos

Pelo seu comentario ficou nitido que é fanatico. Eu torço pro Nadal e Djokovic é o melhor de todos os tempos disparado. E levo isso numa boa. Quem disse isso foi o TSONGA, o cara viveu com djokovic por anos no circuito. Isso não é frase de torcedor, que aliás ja diziam isso sempre o que o Tsonga falou. Então releva ai fanatico.

Gusmão
Gusmão
2 meses atrás

Força Djokovic.

Leonardo
Leonardo
2 meses atrás

Números são números. O resto é torcida ou melhor dizendo, cada um tem sua predileção. Mas o Djokovic é o maior de todos os tempos , quer queiram ou não.

NAILSON MAURICIO LOUREIRO
NAILSON MAURICIO LOUREIRO
2 meses atrás
Responder para  Leonardo

Prezado. O fato der ter títulos não quer dizer que vá ser lembrado daqui a alguns anos. No tênis, o que prevale é o nível de empatia entre o jogador e a torcida em geral. E convenhamos, igual a Federe na há.

Rodri
Rodri
2 meses atrás

Kkkkk SÓ no tênis os maiores números do esporte não serão lembrados.
Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
É cada uma. Chega a dor dó

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
2 meses atrás

E quem disse que no tênis prevalece a empatia? Sampras era lembrado pelo recorde de majors antes de Federer e não por empatia. Vocês, federetes, parecem tias do zap que vivem num mundo à parte. Onde está estabelecido na ATP que o que vale a empatia. Me mostre onde de você tirou essa ideia.

Jorge Luiz
Jorge Luiz
2 meses atrás

Discordo totalmente

Wilton Bernardes
Wilton Bernardes
2 meses atrás
Responder para  Leonardo

mas oque isso tem haver com a materia cara? kkkkkkk

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
2 meses atrás

O Djokovic, como todo jovem no início da carreira, buscava sua identidade própria como pessoa e esportista. Então, acho que é natural pegar algumas pessoas como referência. O Federer é quase seis anos mais velho que o Djokovic e já tinha alcançado o sucesso quando o sérvio começou a carreira e o Nadal, pouco menos de um ano mais velho, alcançou o sucesso de forma precoce, bem antes do Djokovic. Então, acho super normal o Djokovic ter se espelhado no Federer e no Nadal no começo de sua carreira. Em 2023 vimos várias vezes o Alcaraz, de 20 anos, se referir ao Djokovic como modelo a ser seguido. Quanto ao fato do atual nº 1 do ranking ser odiado por muitas pessoas, acredito que a grande maioria dos que dizem odiar o Djokovic são fãs do Federer e do Nadal.

André Borges
André Borges
2 meses atrás

Sim, a pandemia trouxe a chance de ele poder ser publicamente o cara vil, sem caráter e sem humanidade que sempre foi, mas tentava esconder em busca de amor e aprovação de todos. Hoje ele consegue angariar a admiração e a defesa apaixonada de seus iguais, de quem se identifica com essa personalidade e conseguiu construir uma bolha onde é amado sem precisar ficar fazendo micagens em quadra ou simulando carisma em entrevistas.

Ricardo
Ricardo
2 meses atrás
Responder para  André Borges

Muito bom!

Jorge Luiz
Jorge Luiz
2 meses atrás
Responder para  André Borges

Isso na sua triste opinião

Andre Borges
Andre Borges
2 meses atrás
Responder para  Jorge Luiz

A sua defesa apaixonada corrobora meu comentário

Danilo
Danilo
2 meses atrás

Quanta baboseira esses ex-jogadores falam, tudo para aparecer na mídia. Djoko é o melhor de todos os tempos, além de ter muito mais personalidade e coragem do que seus concorrentes. Quanto mais criticam, mais títulos ele conquista. Um verdadeiro vencedor e exemplo de ser humano, para desespero dos invejosos.

hyrata hykeno abe
2 meses atrás

Gosto muito do fato do Djoko não ser próximo do Federer e do Nadal. Se não tem mesma visão de mundo, tem de ser assim mesmo. Espero um dia que o Federer perceba a virtude moral do Djoko e se achegue mais. O nadal …espero nada desse aí.

Ricardo
Ricardo
2 meses atrás
Responder para  hyrata hykeno abe

Virtude moral? Vc só pode estar brincando. Ou melhor, é tal da cegueira seletiva da seita djcovídica

Josh
Josh
2 meses atrás

Espero q continuem falando mal do Nole, quanto mais isso, mais ele ganha titulos! kkk

Jophe
Jophe
2 meses atrás

Parem com essa bobagem de que o Nadal e o Federer ser amigos. Eles não são amigos e nunca foram, o Federer que deu uma forçada e a midia tentou, só isso e nada mais.

hmsl
hmsl
2 meses atrás

Se a tradução estiver correta: quanta baboseira.Mente colonizada.

Última edição 2 meses atrás by hmsl
Alessandro
Alessandro
2 meses atrás

Depois da final de 2008 só acumulou derrotas. Necessidade de aparecer.

Osvaldo
Osvaldo
2 meses atrás

o negacionista nunca será GOAT

Jorge Luiz
Jorge Luiz
2 meses atrás

Ficar muito tempo fora da mídia da nisso

Lucas
Lucas
2 meses atrás

Quem é Tsonga na fila do pão?? Simplesmente inveja do maior tenista de todos os tempos. Os cara não tem argumento nenhum e ficam com esse papinho de miss Simpatia de Federer e Nadal.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE