PLACAR

Tsitsipas e Ruud disputam a 2ª final seguida no saibro

Foto: Pedro Salado/Barcelona Open Banc Sabadell

Barcelona (Espanha) – Protagonistas da final do Masters 1000 de Monte Carlo na última semana, Stefanos Tsitsipas e Casper Ruud vão decidir mais um título no saibro. Eles vão se enfrentar neste domingo às 11h (de Brasília) pelo título do ATP 500 de Barcelona. O histórico de confrontos está empatado por 2 a 2 e Tsitsipas busca o segundo título seguido no saibro.

Ruud foi o primeiro a entrar em quadra neste sábado. O atual número 6 do mundo superou o argentino Tomas Etcheverry, 30º do ranking, por 7/6 (8-6) e 6/4 em 1h57 de partida. Aos 25 anos, o norueguês disputará sua 22ª final da carreira, com 10 títulos de ATP 250, nove deles no saibro. Ele busca, portanto, a maior conquista da carreira.

Ruud tenta seu maior título e encerrar série negativa

Além disso, Ruud também tenta acabar com um histórico negativo de finais na temporada. Além de ter ficado com o vice em Monte Carlo, ele também perdeu as finais de Acapulco e Los Cabos em 2024. “Essas derrotas nas finais do ano têm me deixado com mais fome. Na semana passada, coloquei muita pressão sobre mim mesmo. Eu jogo o meu melhor quando estou tranquilo e não penso muito nisso. Foi o que fiz hoje”, disse Ruud após a partida.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

“Tomas é um jogador fantástico. Ele melhorou muito nos últimos dois ou três anos”, avaliou o norueguês. “Tenho muito respeito por ele. Sei que ele poderia facilmente ter vencido a primeira parcial hoje. Eu tive alguns set-points e ele um. Estou muito feliz com meu nível de tênis. Acho que foi meu melhor jogo aqui em Barcelona”.

Tsitsipas chega a dez vitórias seguidas no saibro

Por sua vez, Tsitsipas conseguiu sua segunda virada no seguida. Depois de ter escapado de dois match-points na última sexta-feira, diante do argentino Facundo Diaz Acosta, o grego superou neste sábado o sérvio Dusan Lajovic por 5/7, 6/4 e 6/2 em 2h10 de partida. Foi sua décima vitória seguida jogando no saibro.

Tsitsipas sofreu uma quebra no último game do primeiro set, mas aproveitou uma rara oportunidade de quebra no início da segunda parcial. O grego ganhou confiança durante a parcial decisiva. Ele não enfrentou break-points e cedeu apenas um ponto em seus games de serviço, conseguindo duas novas quebras para consolidar a virada.

“Eu diria que o primeiro game do segundo set me deu uma direção. Entendi que se eu continuasse com pressão constante desde a primeira bola que conseguisse ditar os pontos, tudo poderia mudar”, disse Tsitsipas após a partida. “Mesmo tendo perdido aquele game, eu percebi naquele momento que estava fazendo a coisa certa e que precisaria continuar jogando daquela forma”.

O grego também falou sobre o reencontro com Ruud. “Quando você enfrenta alguém com alguns dias de diferença, eles sempre apresentam novos planos. Esses jogos seguidos são complicados. Vou tentar trabalhar, fazer uma boa recuperação e trabalhar pensando na final de amanhã”.

Tsitsipas tem 11 títulos no circuito da ATP e disputará sua 29ª final na carreira. Jogando no saibro, acumula cinco conquistas. Mas em Barcelona tem três vices, em 2018 e 2021 para Rafael Nadal e no ano passado para Carlos Alcaraz.

7 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Federer eterno GOAT
Federer eterno GOAT
1 mês atrás

tão jogando demais esses dois… temos 2 caras prontos pra esmagar Djokovic no saibro

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
1 mês atrás
Responder para  Federer eterno GOAT

O seu medo do Djokovic é grande, hein! Esmagar o Djokovic no saibro, por enquanto só o Nadal conseguiu, por exemplo na final de Roland Garros 2020.

Flávio
Flávio
1 mês atrás

Concordo Carlos, acho que o tal aí fica viajando na salada estragada kkkkkk, embora eu também fui, pois ele já parou, admirador do tênis de alta técnica do maestro, Federer, mas não dar par negar o óbvio e o cara vem dizer asneira do sérvio aí não dá, né.kkk

Alessandro Siqueira
Alessandro Siqueira
1 mês atrás
Responder para  Federer eterno GOAT

Ruud ganhou por 2 a 1 no detalhe, sendo que Djokovic fez mais games (14 a 13) e pelo menos 10 pontos mais. Ganhou sim, mas bem longe de esmagar.

Gustavo Luis
Gustavo Luis
1 mês atrás

Esses ae estão se aproveitando da ausência de Alcaraz e de que Djoko não ta na sua melhor forma.

João Sawao ando
João Sawao ando
1 mês atrás

Acho que dá casper

Ana
Ana
1 mês atrás

6X1 6X4 Tripas… O Rudd tem uma cara de Medroso que ave Maria!!!!!

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE