PLACAR

Tribunal considerou intencional o doping de Halep

Foto: Corinne Dubreuil/FFT

Londres (Inglaterra) – Por causa da grande polêmica envolvendo a suspensão de 4 anos para a romena Simona Halep, a Agência Internacional para a Integridade do Tênis (ITIA) publicou a decisão completa do tribunal independente do caso, descrevendo com detalhes a audiência realizada em 28 e 29 de junho de 2023.

De acordo com a ITIA, a decisão final do tribunal independente foi tomada com base em uma série de justificativas, a primeira delas é a conclusão de que a violação da regra antidopagem da jogadora em relação ao Roxadustat (substância encontrada em seu exame) foi intencional.

O documento afirma que o painel estava “confortavelmente satisfeito” de que a tenista cometeu uma violação das regras antidoping como resultado dos dados do passaporte biológico do atleta. Também garante que o conhecimento dos especialistas sobre a identidade da atleta não teve impacto na sua visão dos dados do Passaporte Biológico.

Em outro ponto, há uma declaração do painel de que “a Sra. Halep certamente não é responsável por qualquer atraso na audiência e determinação deste caso. No entanto, apesar dos repetidos protestos da jogadora em contrário, nem a ITIA nem qualquer outra pessoa está envolvida”.

Ainda foi esclarecido que a pena de quatro anos não se deu por qualquer tipo de “circunstâncias agravantes”, que não se aplicavam neste caso e a sua decisão. Por fim, os recursos da decisão no âmbito do Programa Antidopagem do Tênis serão apresentados ao Tribunal Arbitral do Desporto (TAS/CAS).

Para os interessados, a ITIA ainda publicou a decisão na íntegra, que pode ser lida clicando neste link.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Toda a comemoração de Alcaraz na conquista de Roland Garros

Jannik Sinner é o 29º homem a liderar o ranking profissional

PUBLICIDADE