PLACAR

Thiem joga até as 2h20 da manhã e supera Wawrinka

Foto: Corinne Dubreuil/ATP

Paris (França) – Em uma segunda-feira de jogos longos e com seis partidas marcadas para o estádio principal do Masters 1000 de Paris, Dominic Thiem e Stan Wawrinka entraram em quadra já durante a madrugada e protagonizaram uma partida de 2h30, com vitória do austríaco por 3/6, 6/3 e 7/5. A rodada terminou por volta de 2h20 da madrugada na capital francesa, 22h20 de Brasília.

Vindo de duas vitórias no quali em Paris, sobre Lorenzo Sonego e Christopher O’Connell, Thiem terá um dia de descanso e recuperação na terça-feira antes de enfrentar o dinamarquês Holger Rune, número 7 do mundo e atual campeão do torneio. O único duelo anterior entre eles foi vencido por Rune, no saibro de Monte Carlo, em abril deste ano.

A partida que encerrou o primeiro dia da chave principal em Paris teve um primeiro set com apenas uma quebra a favor de Wawrinka, que não enfrentou break-points. Na segunda parcial, Thiem abriu 3/0, cedeu o empate, mas voltou a quebrar. Já no set decisivo, o suíço chegou a liderar por 5/3 e teve um match-point, mas não aproveitou a chance de sacar para o jogo e permitiu a virada do austríaco, que fez quatro games seguidos.

Wawrinka fez 36 a 34 nos winners e cometeu 31 erros contra 28 do austríaco. O suíço disparou 10 aces, dois a mais que o rival, mas cometeu seis duplas faltas. Nos break-points, aproveitou apenas três em 13 chances. Por sua vez, Thiem foi muito mais preciso, com quatro quebras em cinco chances.

Fritz, Paul e Dimitrov também avançam em Paris
Outro experiente tenista com backhand de uma mão a vencer nesta segunda-feira em Paris foi Grigor Dimitrov. O búlgaro superou o italiano Lorenzo Musetti por 6/2, 6/7 (4-7) e 6/3. Dimitrov reencontra o número 3 do mundo Daniil Medvedev. Eles se enfrentaram na semana passada em Viena, com vitória do russo em três sets.

A rodada foi boa para os norte-americanos. O cabeça 9 Taylor Fritz bateu o argentino Sebastian Baez por 6/1 e 6/4. Seu próximo rival virá do jogo entre o alemão Daniel Altmaier e o francês Arthur Fils. Já Tommy Paul virou o jogo contra o francês Richard Gasquet por 0/6, 6/2 e 7/6 (8-6). Paul salvou três match-points e enfrenta o holandês Botic van de Zandschulp, que bateu o anfitrião

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE