PLACAR

Stefani ganha quatro lugares e volta ao top 10 na dupla

Foto: Manuela Davies/USTA

Miami (EUA) – A paulista Luísa Stefani aproveitou a boa campanha no US Open, onde foi até as semifinais ao lado da norte-americana Jennifer Brady, para retornar ao top 10 de duplas. Ela subiu quatro colocações no ranking desta segunda-feira e agora é a número 10 do mundo, apenas uma posição abaixo de sua melhor marca.

Luísa teria conseguido igualar seu melhor ranking se a ex-parceira Gabriela Dabrowski não conquistasse o título em Nova York ao lado da neozelandesa Erin Routliffe, que levou a canadense ao nono lugar e deixou a brasileira em décimo.

Outra que acabou subindo um pouco no ranking após a disputa do último Grand Slam do ano foi a paulista Beatriz Haddad Maia. Quadrifinalista do torneio ao lado da bielorrussa Victoria Azarenka, ela ganhou uma colocação nas duplas e agora é a 15ª do mundo, cinco posições abaixo da melhor marca da carreira até então.

Terceira representante do país no top 100, a carioca Ingrid Martins segue cada vez mais firme nesta faixa de ranking, ganhando mais duas colocações para atingir o 57º posto, um abaixo do mais alto que já conseguiu. Ela está a apenas 158 pontos de uma inédita vaga no top 50.

Mais quatro brasileiras aparecem entre as 400 melhores duplistas do mundo. A paulista Laura Pigossi é a 281ª colocada, uma posição acima da última lista, depois dela vem a campineira Carolina Meligeni Alves, que caiu um lugar e agora é a 371ª, seguida de perto pela paulista Ana Candiotto (380ª) e a fluminense Rebeca Pereira (385ª), ambas com ascensão de um lugar.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Alcaraz e Murray: treino entre campeões em Queen's

Os melhores lances da campeã Boulter na grama de Nottingham

PUBLICIDADE