PLACAR

Stefani e Pigossi conquistam ouro nas duplas do Pan

Foto: Gaspar Nóbrega/COB

Santiago (Chile) – Mais uma vez, a parceria entre Luísa Stefani e Laura Pigossi consegue um grande resultado para o tênis brasileiro. Medalhistas olímpicas de bronze em Tóquio no ano passado, Stefani e Pigossi conquistaram o ouro nos Jogos Pan-Americanos de Santiago. As brasileiras venceram a final deste sábado contra as colombianas Maria Fernanda Herazo e Maria Paulina Perez por 7/5 e 6/3.

E as duas brasileiras têm chance de conquistar mais uma medalha de ouro neste Pan. Stefani volta a atuar ainda neste sábado, ao lado de Marcelo Demoliner, na final de duplas mistas. Será outra final contra uma parceria colombiana, Yuliana Lizarazo e Nicolas Barrientos. Já a final de simples terá Laura Pigossi, número 2 do Brasil e 125ª do mundo enfrenta a argentina Lourdes Carlé, 146ª colocada, neste domingo às 17h (de Brasília).

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

As medalhistas de ouro e prata em simples no Pan têm vagas garantidas para os Jogos Olímpicos de Paris do ano que vem. Os únicos requisitos para elas são a manutenção do ranking entre as 400 melhores do mundo até 10 de junho de 2024 e não ser ultrapassadas por quatro tenistas do mesmo país que tenham ranking suficiente para a qulificação olímpica.

Para Stefani, 14ª do mundo no ranking de duplas, as vagas olímpicas viriam com um top 10 ou então somando seu ranking com o da melhor brasileira em simples no momento da qualificação. Foi assim, por exemplo, que ela e Pigossi conseguiram uma vaga de última hora para jogar juntas em Tóquio e conseguiram a primeira medalha olímpica do tênis brasileiro.

Vindas de duas vitórias pelo mesmo placar nas quartas e semifinal, 6/2 e 6/3, as brasileiras encaram muito mais resistência na final deste sábado. E a combinação com Pigossi muito sólida do fundo de quadra e Stefani fechando a rede de forma eficiente. A aplicação tática da parceria, complementando os movimentos uma da outra, e com Pigossi liderando a comunicação em quadra também fez a diferença em momentos importantes.

O primeiro set teve cinco quebras de serviço, com as medalhistas olímpicas estando por duas vezes com quebra acima. As colombianas buscaram o empate por 5/5, mas Stefani e Pigossi voltaram a quebrar na reta final da parcial. Logo no início do segundo set segundo set, as brasileiras abriram uma quebra de vantagem. E elas voltariam a quebrar no último game da partida, com grande atuação de Stefani tanto nas devoluções, quanto na hora de definir cada ponto até a vitória.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE