PLACAR

Stefani é cabeça 3 em Paris, Ingrid tem estreia dura

Foto: Internationaux de Strasbourg

Paris (França) – Uma das grandes chances de sucesso para o tênis brasileiro em Roland Garros deste ano, a paulista Luísa Stefani garantiu condição de cabeça 3 na chave de duplas, em que atuará mais uma vez ao lado da holandesa Demi Schuurs. As duas estão em sexto lugar no ranking desta temporada.

O dueto da brasileira estreará contra a romena Irina Begu e a argentina Nadia Podoroska, podendo depois enfrentar as russas Mirra Andreeva e Vera Zvonareva. As primeiras cabeças no eventual caminho são a norueguesa Ulrikke Eikeri e a estoniana Ingrid Neel e as oitavas de final mais prováveis teriam Marie Bouzkova/Sara Sorribes ou Leyla Fernandez/Erin Routliffe.

Como ficaram no lado superior da chave, o desafio maior são as favoritas Su-Wei Hsieh e Elise Mertens. A taiwanesa ganhou o torneio do ano passado ao lado de Wang Xinyu ao vencer Fernandez e Taylor Townsend.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Roland Garros é o único dos Grand Slam em que Stefani não atingiu pelo menos quartas de final. Suas melhores campanhas vieram em 2020 e 2023, com terceira rodada. A atual top 10 do ranking já fez semi no US Open duas vezes, em 2021 e 2023, e quartas na Austrália de 2024 e em Wimbledon do ano passado.

Ingrid enfrenta as cabeças 2

A segunda brasileira na chave de duplas é a carioca Ingrid Martins, que terá como parceira a britânica Olivia Nicholls. Elas no entanto não deram muita sorte na formação da chave e estreiam logo contra as cabeças 2, a norte-americana Nicole Melichar-Martinez e a australiana Ellen Perez. Junto à britânica Maia Lumsden, a carioca número 60 do ranking caiu diante de Melichar e Perez em challenger disputado em Lleida no começo do mês.

Ingrid disputa seu quinto Grand Slam consecutivo de duplas, tendo alcançado a terceira rodada de Wimbledon e ganhado uma partida em Roland Garros. Nesta temporada, soma apenas quatro vitórias com parceiras diferentes. Há uma semana, parou na estreia de Rabat ao lado da mesma Nicholls.

+ Veja como ficou a chave de duplas femininas

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Guilherme do ES Ribeiro
Guilherme do ES Ribeiro
19 dias atrás

E o João Eduardo Schiessl acaba de vencer seu 1° ITF na carreira. Venceu o experiente Blaz Rola, dentro da casa dele. Parabéns João. Salvando a geração 2004. Já a geração 2005 pelo jeito será perdida igual a geração 1995

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Toda a comemoração de Alcaraz na conquista de Roland Garros

Jannik Sinner é o 29º homem a liderar o ranking profissional

PUBLICIDADE