PLACAR

Sinner: “É um prazer jogar contra Djokovic em Melbourne”

Foto: ATP Tour

Melbourne (Austrália) – Pela quarta vez em pouco mais de dois meses, Novak Djokovic e Jannik Sinner se enfrentarão em um grande torneio. Depois de duelarem na fase de grupos e na decisão do ATP Finals e na semifinal da Copa Davis, o sérvio e o italiano medirão forças nas quartas de final do Australian Open.

Nos três encontros mais recentes, Sinner levou a melhor duas vezes, no primeiro duelo de Turim e no confronto em Málaga, enquanto Nole venceu para ficar com o seu sétimo título do Finals. Em Grand Slam, o atual número 1 do mundo tem dois triunfos em Wimbledon, além de uma vitória no Masters 1000 de Monte Carlo.

Disputando sua segunda semifinal da carreira e novamente diante de Djokovic, o italiano de 22 anos afirma não temer o poderoso adversário e diz que é uma honra enfrentá-lo no palco onde mais vezes foi campeão ao longo da carreira.

“Eu treino para jogar contra os melhores do mundo. Obviamente, ele tem um histórico incrível aqui, então para mim é um prazer jogar contra ele, principalmente na fase final do torneio, quando as coisas são um pouco mais interessantes. Estou ansioso por isso e vai ser difícil, eu sei. Vou controlar o que é possível, que é dar 100%, ter a atitude certa e lutar por cada bola. E aí a gente vê o resultado. Mais do que isso, não posso fazer. Realmente não importa quem é meu oponente”, frisou após derrotar Andrey Rublev por 6/4, 7/6 (7-5) 6/3.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

Sobre a vitória sobre o russo, aliás, Sinner destacou as dificuldades impostas pelo adversário e enfatizou que vencer os pontos mais importantes foi fundamental, principalmente na segunda parcial, decida no tiebreak. “Eu esperava um jogo muito veloz, como foi principalmente no primeiro set. Houve muitos pontos de pressão, que na maioria das vezes foram para o meu lado. Quando você vence um set crucial como foi o segundo, ajuda um pouco para o terceiro. Acho que lidei com isso da maneira certa”, analisou.

Ainda de acordo com o italiano, a possibilidade de terminar o jogo tarde não seria um problema, uma vez que o foco estava totalmente dentro de quadra. “Quando você disputa as quartas de final de um Grand Slam, não importa o tempo que vai durar. Na minha cabeça, eu sabia que se ganhasse teria dois dias de folga, e mesmo que terminasse muito tarde, poderia me recuperar. Neste momento você não olha para o relógio”, explicou.

9 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Leo realista
Leo realista
5 meses atrás

Estou apreensivo com o problema abdominal do Sinner. Certamente ele não vai estar 100% para jogar. Mas vamos torcer para que seja algo tratável nesses dias de descanso.

Caio
Caio
5 meses atrás
Responder para  Leo realista

O q houve com ele ?

Leo realista
Leo realista
5 meses atrás
Responder para  Caio

No segundo set ele estava levando a mão ao abdomen direto. Seu staff se levantou com apreensão… mas ele não pediu pedido médico e disse que parou de sentir depois em entrevista.
Esperamos que não seja nada sério…

Joselito
Joselito
5 meses atrás

Com o encerramento da carreira do GOAT, acredito que chegará a vez de Sinner. Mas por enquanto, não.

José Afonso
José Afonso
5 meses atrás

Jogo vai ser duro. Mas quero ver se ele vai achar tão bom assim caso saia derrotado, rs.

Gustavo Franchi
Gustavo Franchi
5 meses atrás
Responder para  José Afonso

Ele não é mala igual ao Djokovid, que não sabe perder.

Fernando Venezian
Fernando Venezian
5 meses atrás

Pra quem achava que na ausência do Fedal não teríamos mais grandes duelos, olha esse jogo, mano! Nível lá no Evereste!

Marcos Antonio Vargas Pereira
Marcos Antonio Vargas Pereira
5 meses atrás

Aposto minhas fichas no sinner

David Almeida
David Almeida
5 meses atrás

Sinner jogou mal contra Rublev, porém o russo não aproveitou suas chances. Se El Pecador jogar nesse ritmo contra Djokovic vai tomar um 3 x 0, se Sinner quiser ter chance terá que jogar com mais agressividde e com o 1° serviço. Rublev é fraco pra devolver, agora Nole é o melhor devolvedor do mundo. Acredito numa Vitória do Sérvio por 3 x 1.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE