PLACAR

Sinner anota 10ª vitória em Wimbledon e enfrenta Berrettini

Foto: Florian Eisele/AELTC

Londres (Inglaterra) – Com a liderança do ranking garantida independente do que acontecer em Wimbledon, o italiano Jannik Sinner iniciou sua caminhada na grama do All England Club nesta segunda-feira. O alemão Yannick Hanfmann deu mais trabalho do que da outra vez que se enfrentaram e até venceu um set, mas ainda assim acabou derrotado com parciais de 6/3, 6/4, 3/6 e 6/3 em 2h58 de partida.

Esta foi a 10ª vitória de Sinner no tradicional Grand Slam britânico, onde tem como melhor campanha a semifinal alcançada no ano passado, parando apenas diante do sérvio Novak Djokovic. Vivendo grande temporada, ele tenta se tornar o segundo italiano a disputar uma final em Wimbledon, repetindo Matteo Berrettini, que será seu adversário na dura segunda rodada que terá pela frente.

Os dois italianos se enfrentaram apenas uma vez no circuito, ano passado na segunda rodada do Masters 1000 de Toronto, onde o atual número 1 do mundo levou a melhor em sets diretos. Enquanto Berrettini tenta recobrar seu melhor tênis e usar a experiência que tem na grama, piso sobre o qual já conquistou quatro títulos, Sinner pode aproveitar o embalo de um grande 2024, vindo do título no ATP 500 de Halle.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

A conquista na grama alemã, inclusive, fez de Sinner o jogador com mais troféus na atual temporada da ATP, com quatro no total, e o quarto tenista do seu país a triunfar neste piso na Era Aberta, se juntando a Berrettini, Andreas Seppi e Lorenzo Sonego.

Sinner muito firme nos dois primeiros sets

Vindo de cinco derrotas seguidas em Grand Slam, Hanfmann não conseguiu incomodar o rival italiano no primeiro set, terminando sem ter uma chance sequer de quebra a seu favor, muito também em função do grande aproveitamento de Sinner, que venceu 71% dos pontos com o saque. Depois de salvar um break-point contra no quarto game, o germânico acabou quebrado no sexto e assim largou atrás.

Com o placar favorável, Sinner tratou de dar um passo mais em direção à vitória abrindo 3/1 na segunda parcial, após anotar quebra no terceiro game e salvar três break-points no quarto. Ele voltou a ser ameaçado no sexto, mas se manteve firme e salvou mais duas chances de quebra. A partir de então, o italiano administrou bem a vantagem e marcou 2 a 0 para cima de Hanfmann.

Reação de Hanfmann e teto fechado por chuva

O alemão voltou mais agressivo e consistente para o terceiro set, em que cometeu apenas cinco erros não forçados e disparou 15 bolas vencedoras. Indo para cima de Sinner, ele anotou duas quebras seguidas e só não abriu 5/0 porque o italiano devolveu uma das quebras no quinto game, salvando três break-points no sexto. Hanfmann não deu brechas para o rival e diminuiu a desvantagem

Durante a virada de set, a chuva veio e o teto foi fechado para a quarta parcial, que foi controlada pelo número 1 do mundo a partir do quarto game com uma quebra de serviço após quatro igualdades. A partir daí, Sinner apenas precisou administrar a vantagem e, sem sustos, confirmou a vitória com uma bela esquerda no contrapé.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Wimbledon seleciona os melhores backhands de 1 mão

Os históricos duelos entre Serena e Venus em Wimbledon

PUBLICIDADE