PLACAR

Sabalenka volta a superar Collins e reencontra Iga na final

Foto: Internazionali BNL d'Italia

Roma (Itália) – Assim como já havia acontecido em Madri, há duas semanas, a final do WTA 1000 de Roma terá novamente as duas primeiras colocadas no ranking. Após a classificação de Iga Swiatek no início da programação, foi a vez de Aryna Sabalenka avançar na competição. A número 2 do mundo superou nesta quinta-feira a norte-americana Danielle Collins, 15ª do mundo, por 7/5 e 6/2 em 1h23 de partida.

Sabalenka mantém sua invencibilidade em seis duelos disputados contra Collins no circuito. Ela também já havia derrotado a rival na campanha até a final de Madri. A bielorrussa tentará a revanche contra a polonesa, que lidera o histórico de confrontos por 7 a 3, e venceu os dois duelos mais recentes. O reencontro será no sábado, ao meio-dia (de Brasília).

Aos 26 anos, Sabalenka acumula 14 títulos no circuito. Em torneios WTA 1000, tem cinco conquistas e dois vices. Ela chega à final de Roma pela primeira vez e supera a campanha de 2022, quando foi semifinalista. Já Swiatek, bicampeã do torneio, disputará sua 12ª final de WTA 1000 aos 22 anos, com 9 títulos e dois vices. A polonesa vai em busca de sua 21ª conquista na carreira e a quarta na temporada.

Já Danielle Collins, que faz sua última temporada da carreira aos 30 anos, nunca havia passado das oitavas em Roma. Ex-número 7 do mundo e finalista do Australian Open em 2022, a norte-americana ganha mais três posições no ranking. Ela poderia voltar ao top 10 se fosse finalista em Roma. Collins vive ótima fase no circuito, com conquistas recentes no WTA 1000 de Miami e no 500 de Charleston.

Primeiro set equilibrado e domínio de Sabalenka no 2º

No encontro entre duas jogadoras de estilo agressivo e com golpes potentes, a disputa teve ralis definidos em poucas trocas e o primeiro set foi bastante equilibrado, com 52 minutos de duração. A bielorrussa salvou break-point ainda no começo, e logo depois conseguiu a quebra para fazer 3/1. Ela vinha sustentando a liderança até ter o serviço quebrado no sétimo game, com uma dupla falta, e permitindo o empate na sequência.

Já no último game da parcial, quando Sabalenka liderava por 6/5, um winner de devolução logo no início deu muita confiança para a número 2 do mundo. A pressão sobre o serviço de Collins rendeu uma nova quebra, que foi decisiva para fechar o primeiro set.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Cada vez mais confiante na parida, Sabalenka não enfrentou break-points no segundo set e cedeu apenas cinco pontos em seus games de serviço. Ela conseguiu uma quebra cedo para sair vencendo por 3/0 e voltaria a quebrar no último game da partida. Sabalenka liderou a estatística de winners por 21 a 15 e cada jogadora cometeu 19 erros.

Subscribe
Notificar
guest
3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Luiz Álvaro
Luiz Álvaro
2 dias atrás

Joguinho mais ou menos este Sabalenka x Collis, e fraco Iga x Gauf esperava um pouco mais da americana COLLINS, mas tênis é assim há jogos bons e ruins, hoje vi um show de bola Tsitsipas x jarry e espero que ambas finais seja muito boa.

Gisele Matias
Gisele Matias
2 dias atrás
Responder para  Luiz Álvaro

Vai lá e joga melhor cara

Flávio
Flávio
2 dias atrás
Responder para  Gisele Matias

Gisele hoje não fui para faculdade e vi os jogos, então eu falo o que vi ora será que não pode falar verdade?

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Nadal leva público italiano ao delírio com incrível reação

Conheça o que aconteceu nos bastidores do WTA 100 de Madri

PUBLICIDADE