PLACAR

Sabalenka sobrevive a 3 match-points e busca virada dramática

Foto: Giampiero Sposito

Roma (Itália) – No jogo que encerrou as oitavas de final do WTA 1000 de Roma, Aryna Sabalenka sobreviveu a três match-points e superou Elina Svitolina com parciais de 4/6, 6/1 e 7/6 (9-7) em 2h24 de partida nesta segunda-feira. A número 2 do mundo, que ficou doente na semana passada e teve pouco tempo de preparação, ainda precisou lidar com um desconforto nas costas desde o fim do segundo set.

Vinda de um vice-campeonato em Madri, onde conseguiu duas viradas e jogou três sets em cinco das seis partidas, Sabalenka estreou em Roma vencendo a norte-americana Katie Volynets também de virada. Já no domingo de manhã, a bielorrussa bateu a ucraniana Dayana Yastremska. A vitória sobre Svitolina, 19ª do ranking, foi sua terceira em quatro jogos contra a rival.

Garantida nas quartas de final em Roma, Sabalenka tem como melhor resultado no torneio a semifinal em 2022. Ela enfrenta na quarta-feira a letã Jelena Ostapenko, número 10 do mundo. A bielorrussa venceu os dois duelos anteriores contra Ostapenko no circuito, o mais recente no ano passado em Dubai.

Sabalenka começou a partida com dificuldades no saque. E mesmo depois de confirmar o primeiro game salvando três break-points, ela acabou sofrendo uma quebra pouco depois. Svitolina abriu 3/1, mas permitiu o empate depois de cometer três duplas faltas. No entanto, a ucraniana voltou a quebrar e fechou o primeiro set. Sabalenka tinha 14 a 6 nos winners, mas cometeu 22 erros contra 10.

Desconforto nas costas preocupa Sabalenka

A número 2 do mundo começou melhor no segundo set, conseguiu duas quebras e saiu vencendo por 4/0. Mas então ela começou a sentir o desconforto nas costas, que dificultava a execução do movimento de saque. Mesmo sofrendo uma quebra e encurtando ao máximo os pontos, ela conseguiu vencer a parcial em sua quarta oportunidade e igualou o jogo. Sabalenka fez 14 a 3 nos winners durante o segundo set e cometeu 15 erros contra 11.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Depois de ser atendida no intervalo entre os sets, Sabalenka teve o serviço quebrado no início do set decisivo. Mas a instabilidade de Svitolina no saque possibilitou o empate da bielorrussa. A vice-líder do ranking passou à frente no placar, executando muito bem os drop-shots em momentos importantes e abriu 4/2 antes que a ucraniana voltasse a confirmar o serviço.

Sabalenka chegou a liderar por 5/3 e sacou para o jogo no 5/4, mas teve o serviço quebrado. Dois games mais tarde, encarou um 15-40 e salvou dois match-points, o primeiro jogando de forma agressiva e o segundo num erro de devolução de Svitolina. A definição ficou para o tiebreak, em que a bielorrussa abriu vantagem e chegou a liderar por 5-3, mas cometeu dois erros seguidos. Svitolina salvou um match-point com winner de forehand e perdeu sua chance de fechar o jogo numa devolução errada, até que Sabalenka tivesse uma nova chance e não deixasse escapar. Ela fez 45 a 21 nos winners e cometeu 64 erros contra 37 da ucraniana.



Ostapenko também venceu um jogo duro nesta segunda

A adversária nas quartas de final será a letã Jelena Ostapenko, número 10 do mundo, que precisou de três sets e 2h46 para vencer a eslovaca vinda do quali Rebecca Sramkova, 120ª do ranking, por 4/6, 6/4 e 7/6 (7-3).

Campeã de Roland Garros em 2017, Ostapenko tem como melhor resultado em Roma a semifinal do ano passado. A vaga nas quartas é de fundamental importância para que ela tente se manter no top 10, apesar de Danielle Collins e Madison Keys ainda ameaçarem sua posição.

Superada por Ostapenko nas oitavas, Sramkova fez grande campanha em Roma e eliminou jogadoras como a britânica Katie Boulter e a norte-americana Sofia Kenin. A tenista de 27 anos nasceu com a visão do olho esquerdo comprometida e ainda sofreu uma série de lesões ao longo da carreira. Ela entrará no top 100 pela primeira vez após o torneio.

22 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
João Sawao ando
João Sawao ando
11 dias atrás

Que pena Elina

YAN
YAN
11 dias atrás

Uma pena essa derrota da Svitolina, tava torcendo pra ela, não gosto da postura e dos gritos da outra, acho bem desnecessário.

Rodrigo
Rodrigo
11 dias atrás

Que jogo! As mulheres entregando muito em madri e agora Roma.
Grande jogo.. gostando muito da variação de jogo da Saba,usando mais largadas, gosto muito da Rybakina mas Sabalenka está cada dia mais ganhando minha admiração pela garra. Torcendo por ela.

Arajaribu
Arajaribu
11 dias atrás
Responder para  Rodrigo

Pensei que não ia aguentar o tranco, mas lutou muito! Baita jogo!

DENNIS SILVA
DENNIS SILVA
11 dias atrás

Venceu a melhor. Melhor impossível

Carlos Roberto Gomes
Carlos Roberto Gomes
11 dias atrás

Parabéns, jogo maravilhoso, a sua força bruta e a agressividade de Sabalenka é impressionante com a potência com sua e a determinação, criando um clima empolgante durante suas partidas, apenas comparo seu estilo de jogo ao de grandes nomes como Serena Williams e Justine Henin.

Fernando Venezian
Fernando Venezian
11 dias atrás

Svitolina tá tendo performance de top ten! Tá jogando muito! Aryna teve muita sorte!

Ricardo
Ricardo
11 dias atrás
Responder para  Fernando Venezian

Pois é Fernando, e veja que a Bia esta na frente da Svitolina e na bola sabemos que a Bia e a Sakkari não são melhores do que a Svitolina.

Fernando Venezian
Fernando Venezian
11 dias atrás
Responder para  Ricardo

Ricardo, exatamente! Mas ela voltou à pouco no circuito.

Flávio
Flávio
11 dias atrás
Responder para  Ricardo

Falou verdade Ricardo.

Sérgio Ribeiro
Sérgio Ribeiro
11 dias atrás
Responder para  Fernando Venezian

Não foi apenas sorte , meu caro. Ao contrário do que diz aquele ” especialista” , Aryna nada amarelou contra IGA . Ambas tiveram seus match points e ela os salvou com muita coragem contra uma determinada Svitolina . Mais um jogão da WTA calando críticos de ocasião.. Abs!

Sérgio Ribeiro
Sérgio Ribeiro
11 dias atrás
Responder para  Fernando Venezian

Onde está meu comentário citando os dois jogos . Sabalenka e IGA e agora contra Svitolina ? . Não existe nada que pudesse fazê-lo ficar na moderação

Marcus Martins
Marcus Martins
11 dias atrás

Que jogo. O melhor foi no final teve um cumprimento mesmo que sutil entre elas.

Claudio Marçal
Claudio Marçal
11 dias atrás

Aproveitar as oportunidades! Svitolina não aproveitou e…do outro lado tinha uma jogadora cheia de problemas mas com uma raça e vontade de ganhar insuperáveis! Sou muito fã da Svitolinda, mas hoje a Sabalenka levou! Se tivesse como dar empate, este seria um jogo para este placar pelo equilíbrio e entrega das duas!

Ricardo
Ricardo
11 dias atrás
Responder para  Claudio Marçal

Svitolina deu uma pipocadinha que nem a Sabalenka deu ao entregar o título para a polonesa, que é a pior número 1 dos últimos 4 anos.

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
11 dias atrás
Responder para  Ricardo

Nos últimos 4 anos qual tenista foi melhor nº 1 que a Iga Swiatek? Fala pra gente aí.

Ricardo
Ricardo
10 dias atrás

Carlos tem um tal de Flávio aqui que as vezes escreve demais, mas a maioria das vezes ele escreve tem razão cara porque a Iga é limitada demais para uma número 1 e acho que a Barti foi uma número 1 melhor do que a Iga.

Refaelov
Refaelov
11 dias atrás

Sabalenka é uma tremenda lutadora, msm num dia ruim busca alternativas e leva a adversária ao limite, difícil n simpatizar com a Bielorrussa..

Brunno
Brunno
11 dias atrás

Avante, Aryna!

Mark
Mark
11 dias atrás

Gosto de Saba pq tem raça, vontade de vencer e ainda sorri!!! Ou seja é simpática, o q falta na Iga….por exemplo..

Última edição 11 dias atrás by Mark
Carlos Alberto Alves
Carlos Alberto Alves
11 dias atrás
Responder para  Mark

Mark, o seu comentário é perfeito! A Iga é a número 1 mas sem sal e açúcar que já vi. Sou 1000x a Sabalenka, que além de ser uma gata tem uma simpatia e carisma sem iguais. Gosto também da Rybakina, que quando está num dia bom, bate inclusive nessa número 1 insuportável que é a Iga. Para o bem do tênis feminino que Aryna e Rybakina sempre sem mantenham no topo.

Ricardo
Ricardo
10 dias atrás
Responder para  Carlos Alberto Alves

Carlos eu não acho que a Iga não tenha simpatia porque o jeito dela é assim, agora o problema que o estilo de jogo dela é horrorosa porque só joga na grosseria e para uma número 1 jogar assim é entediado, então também acho Ribakina e Sabalenka mais legal de se assistir.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE