PLACAR

Sabalenka avança e faz 5ª semifinal seguida em Slam

Foto: Brad Penner/USTA

Nova York (EUA) – Jogadora mais consistente em Grand Slam na atual temporada, a bielorrussa Aryna Sabalenka manteve o nível alto no US Open e mais uma vez vai disputar uma semifinal. Futura número 1 do mundo, ela confirmou o favoritismo nesta quarta-feira contra a chinesa Qinwen Zheng e levou a melhor em sets diretos, marcando placar final de 6/1 e 6/4, em apenas 74 minutos.

Campeã do Australian Open e semifinalista em Roland Garros e Wimbledon, a bielorrussa vai para sua quinta semi consecutiva, já que também ficou entre as quatro melhores no ano passado em Nova York. Em busca de sua primeira final na competição, ela terá pela frente a vencedora do duelo entre a tenista da casa Madison Keys e a tcheca Marketa Vondrousova.

A bielorrussa tem vantagem no retrospecto contra ambas as possíveis rivais, batendo Keys em dois dos três embates anteriores, o mais recente deles nas quartas de Wimbledon neste ano, e superando Vondrousova nas últimas quatro vezes que se cruzaram, depois de ter perdido os dois primeiros confrontos entre elas.

“Definitivamente joguei muito bem hoje, é ótimo ser a futura número 1, mas ainda tenho que cumprir uma missão aqui em Nova York. Hoje me sinto preparada para disputar pontos e games mais longos, sem depender tanto do saque”, destacou Sabalenka na entrevista em quadra logo após sua vitória sobre Zheng.

Sempre bastante agressiva, a bielorrussa não fez diferente contra a chinesa e disparou 17 winners e cometeu 12 erros não forçados. Do outro lado, Zheng terminou com menos bolas vencedoras (13) do que erros não forçados (16). O saque de Sabalenka também fez bastante diferença, com ela vencendo 80% dos pontos contra um aproveitamento de apenas 57% da rival.

Logo de cara, Sabalenka tratou de se impor e venceu os cinco primeiros games do jogo. Zheng confirmou o serviço pela primeira vez no sexto game e evitou o ‘pneu’, mas também não fez mais do que isso no set inicial. A partida ficou mais parelha na segunda parcial, e a definição veio apenas na segunda metade, com uma quebra solitária para a bielorrussa no sétimo game, com uma dupla falta e três erros de Zheng, dois deles não-forçados com o forehand. A nova número 1 teve seu primeiro match-point quando vencia por 5/3, mas a vitória só viria no game seguinte.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE