PLACAR

Rune confirma o favoritismo e chega à primeira final do ano

Foto: Tennis Australia

Brisbane (Austrália) – Depois de ter passado por dois jogos longos nas primeiras rodadas do ATP 250 de Brisbane, Holger Rune conseguiu embalar na reta final do torneio e garantiu vaga na final. Principal cabeça de chave nesta semana, o atual número 4 do mundo venceu o russo Roman Safiullin por 6/4 e 7/6 (7-0).

Aos 20 anos, Rune acumula quatro títulos de ATP e disputará sua nona final na carreira. O dinamarquês espera o vencedor entre o búlgaro Grigor Dimitrov, cabeça 2 em Brisbane, e o australiano Jordan Thompson. Seu histórico contra Dimitrov é de uma vitória e uma derrota, enquanto um duelo com Thompson seria inédito.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

“Foi uma boa partida. Comecei muito bem e quebrei o saque dele logo no primeiro game para imediatamente colocar aquela pressão. Depois, no segundo set, consegui a vantagem novamente. Ele devolveu a quebra e foi um set um pouco mais apertado, mas consegui manter um bom tênis no tiebreak quando foi importante”, disse Rune após a partida.

Durante a semifinal deste sábado, Rune disparou sete aces e enfrentou apenas dois break-points, ambos já na segunda parcial. O dinamarquês saiu vencendo por 2/0, cedeu a virada para 3/2 e ainda escapou de mais um break-point no sexto game. Depois, voltou a confirmar o serviço de forma tranquila para vencer o jogo.

A campanha de Rune começou com uma virada contra o australiano Max Purcell e outro duelo de três sets, com 2h27 de duração, contra o russo Alexander Shevchenko nas oitavas. Já nas quartas, ele havia superado o tenista da casa James Duckworth em sets diretos.

“Tem sido uma ótima semana até agora. Estou fazendo boas partidas contra grandes jogadores e fico muito animado para amanhã e depois para Melbourne”, comenta o dinamarquês. “É exatamente como eu queria que fosse. Queria jogar o máximo de partidas possível antes do Australian Open”.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE