PLACAR

Protesto contra combustíveis fósseis interrompe semi

Nova York (EUA) – A semifinal entre Coco Gauff e Karolina Muchova no US Open precisou ser interrompida por aproximadamente 40 minutos nesta quinta-feira. Gauff havia vencido o primeiro set por 6/4 e liderava a segunda parcial por 1/0, quando quatro torcedores realizaram um protesto no anel superior das arquibancadas do Arthur Ashe Stadium contra o uso de combustíveis fósseis.

Três manifestantes saíram tranquilamente após o ato, mas um deles colou os próprios pés ao estádio. A segurança do torneio, equipes médicas e até a polícia de Nova York foram chamadas para que ele fosse retirado do estádio sem maiores riscos.

Por conta da longa paralisação, as tenistas foram ao vestiário e tiveram que se aquecer novamente antes que a semifinal fosse retomada.

Nos últimos anos, algumas partidas de tênis foram interrompidas por protestos que chamam atenção para as mudanças climáticas. Isso aconteceu na semifinal de Roland Garros do ano passado, entre Casper Ruud e Marin Cilic, quando uma manifestante invadiu a quadra e se amarrou à rede. Já neste ano, em Wimbledon, o grupo ‘Just Stop Oil’ atirou papeis coloridos na quadra de grama.

O caso mais recente foi em Washington, no início de agosto, quando ativistas climáticos de várias organizações desfraldaram faixas, cantaram e jogaram na quadra três bolas de tênis enormes pintadas com chamas para interromper o jogo entre Taylor Fritz e Andy Murray.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE