PLACAR

Promotoria acusa Zverev de agressão e julgamento segue na 2ª

Foto: Loic Wacziak/FFT

Berlim (Alemanha) – Um tribunal em Berlim começou a ouvir nesta sexta-feira o recurso apresentado por Alexander Zverev contra uma multa que lhe foi aplicada sob a acusação de violência doméstica. Enquanto o atual número 4 do mundo compete em Roland Garros, seus advogados recorrerem de uma decisão tomada em outubro do ano passado, quando Zverev foi multado em 450 mil euros por supostamente tentar estrangular Brenda Patea, sua então parceira e mãe de sua filha de três anos, Mayla. O tenista de 27 anos nega as acusações.

Segundo informou o jornal Guardian, o tribunal ouviu do procurador que “depois de uma discussão acalorada” num apartamento de Berlim, em maio de 2020, Zverev supostamente empurrou a companheira contra uma parede e a estrangulou com as duas mãos. Ainda de acordo com a promotoria, Patea teve dificuldade para engolir e respirar e sofreu de dores durante vários dias.

O principal advogado de defesa de Zverev, Alfred Dierlamm, disse ao tribunal que as acusações eram “infundadas e contraditórias”. Ele ainda afirma que serão ouvidos depoimentos de testemunhas oculares e examinadas mensagens de celular, que dariam “uma visão objetiva dos eventos”. O julgamento, para o qual estão previstos 10 dias não consecutivos, será retomado na segunda-feira.

Zverev continua jogando em Roland Garros

Zverev não é obrigado a comparecer em tribunal nesta fase. A abertura do julgamento coincide com a disputa de Roland Garros, que começou no domingo passado e continuará até 9 de junho. Espera-se que a disputa judicial continue durante o torneio de Wimbledon e termine pouco antes do início das Olimpíadas de Paris. O alemão foi campeão olímpico nos Jogos de Tóquio em 2021.

Antes do julgamento, o tenista de 27 anos afirmou que não se deixaria distrair pelo processo e disse estar confiante de que seria considerado inocente. “Acredito no sistema alemão e também acredito na verdade. Sei o que fiz, sei o que não fiz. Isso é – no final das contas – o que vai acontecer, e tenho que confiar nisso”, disse ele na semana passada. “Acredito que não vou perder esse processo. Não há absolutamente nenhuma chance de acontecer. É por isso que posso jogar com calma”.

Alemão já havia acusado de agressão por outra ex-namorada

Zverev já havia enfrentado acusações de violência doméstica contra uma colega tenista, sua ex-namorada Olya Sharypova. Mas a ATP, organização responsável pelo circuito masculino, suspendeu a sua própria investigação sobre as alegações em janeiro de 2023, após mais de dois anos, devido à insuficiência de provas.

5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Israel
Israel
22 dias atrás

Sverev está matando a pau (literalmente).

Fernando S P
Fernando S P
21 dias atrás
Responder para  Israel

Então ele não foi inocentado, Israel? Explique melhor o teu ponto de vista acima da lei para os leigos (a maioria de nós que não entendemos o que você afirmou).

A justiça alemã é considerada uma das cinco melhores do mundo: https://worldjusticeproject.org/rule-of-law-index/global/2023/Germany/

Paulo Mala
Paulo Mala
21 dias atrás

Vai vencer a injustiça fora de quadra e vencera dentro de quadra nesse Rg. Tomara!

Jonh
Jonh
21 dias atrás

Se fosse o wild já tinha um monte de vira lata falando aqui mas é um alemão então tá tudo bem!

Tatiana
Tatiana
21 dias atrás
Responder para  Jonh

Se duvidar , o Wild é mais alemão que ele.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Alcaraz e Murray: treino entre campeões em Queen's

Os melhores lances da campeã Boulter na grama de Nottingham

PUBLICIDADE