PLACAR

Pliskova e Stephens confirmam duelo, Andreeva larga bem

Foto: Open Capfinances Rouen Métropole

Rouen (França) – Na rodada de abertura do WTA 250 de Rouen, Sloane Stephens e Karolina Pliskova venceram seus jogos e garantiram um duelo nas oitavas de final do torneio francês disputado em quadras de saibro e com estádio coberto. Stephens tem ampla vantagem no histórico de confrontos contra Pliskova. A norte-americana venceu cinco dos seis jogos que fez contra a tcheca no circuito.

Pliskova fez seu primeiro jogo no saibro em 2024 e teve trabalho para superar a jovem russa de 20 anos Polina Kudermetova por 7/5, 1/6 e 7/5. A experiente tcheca de 32 anos escapou de um 15-40 quando o último set estava empatado por 5/5. E depois, quebrou de zero o serviço da jovem russa, com direito a um winner de devolução e uma dupla falta da rival no último game. Já no match-point venceu uma disputa na rede.

“Muito feliz por conseguir minha primeira vitória no saibro este ano. As estreias nunca são fáceis, porque você ainda não tem muito tempo de jogo no saibro e fazia quase um ano que não atuava nessa superfície. Fico feliz pela vitória e espero melhorar na próxima rodada”, disse Pliskova, ex-líder do ranking e atual 47ª colocada.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

A tcheca disparou 12 aces na partida e fez 8 duplas faltas. Ela aproveitou três de suas seis chances de quebra e fez só dois pontos a mais que a adversária, 102 a 100. “O segundo set não foi tão bom para mim, mas sinto que fiz alguns bons pontos. Meu foco no terceiro set era começar bem e, felizmente, meu saque estava funcionando. É uma parte importante do meu jogo. Isso me salvou nos momentos decisivos do terceiro set”.

Já Stephens, que é cabeça 6 do torneio e 39ª do ranking, venceu de virada um duelo norte-americano contra Peyton Stearns, 79ª colocada, marcando as parciais de 1/6, 6/1 e 6/3 em 1h40 de partida. A ex-número 3 do mundo disputa seu segundo torneio na temporada de saibro, depois de ter chegado às oitavas em Charleston há duas semanas.

Mirra Andreeva inicia parceria com Conchita Martínez

Outro destaque da rodada foi a vitória da jovem russa de 16 anos Mirra Andreeva, que estava sem jogar desde Indian Wells por uma tendinite no braço e sem vencer desde o Australian Open. A atual 43ª do ranking superou a argentina Nadia Podoroska por 6/1 e 6/3. Sua próxima rival pode ser a francesa Fiona Ferro ou a russa Elina Avanesyan.

Andreeva está iniciando uma parceria com Conchita Martínez, que já foi técnica de Karolina Pliskova e Garbiñe Muguruza. A russa diz que o trabalho é recente. Elas começaram a treinar juntas “há duas ou três semanas”, segundo a jovem jogadora, e agora estão testando o relacionamento em torneios.

“Até agora, tudo bem. Estou gostando e espero que ela também goste”, disse Andreeva. “Veremos como será e depois decidiremos sobre nossos próximos passos. Não posso dizer que há aspectos especiais que estamos trabalhando. Mas a primeira coisa que trabalhamos foi no meu slice, porque ela fazia isso muito bem e me deu algumas dicas”.

2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Wild enfrenta inspirado Monfils e a torcida francesa em Paris

A homenagem de Roland Garros ao adeus de Alizé Cornet

PUBLICIDADE