PLACAR

Pegula e Boulter são surpreendidas na segunda rodada

Xinyu Wang. (Foto: AELTC)

Londres (Inglaterra) – Campeã de Berlim há duas semanas, a norte-americana Jessica Pegula entrou no rol das favoritas para Wimbledon, mas a número 5 do mundo foi surpreendida nesta quinta-feira pela chinesa Xinyu Wang, 42ª colocada e com currículo pequeno na grama, com parciais de 6/4, 6/7 (7-9) e 6/1.

Esta foi a primeira vitória de Xinyu diante de uma adversária de nível top 10. Ela disputa Wimbledon apenas pela terceira vez e nunca havia vencido dois jogos seguidos. A maior campanha de uma tenista chinesa no Grand Slam da grama coube a Jie Zheng, semifinalista em 2008.

Sua adversária será outra surpresa, Harriet Dart, 100ª colocada, que superou confronto nacional contra Katie Boulter, cabeça 32. Foi sua segunda vitória sobre a compatriota em nove confrontos e uma reação incrível. Boulter fez 6/4, ela empatou por 6/1 e o terceiro set virou montanha russa para ambas. No supertiebreak, Dart perdia por 2-6, empatou, virou depois para 8-7 e fechou com 10-8, Repete assim a terceira rodada de 2019.

Wang aproveitou o único momento ruim de Jessica no saque durante a primeira série, abriu 0-40 e fechou na terceira tentativa. Pegula parecia em reação quando fez 2/0 no segundo set, mas permitiu reação. Voltou a ter vantagem, com 4/2. e outra vez o serviço não funcionou. Para piorar, Wang quebrou e sacou com 6/5 para a vitória, mas sentiu a pressão.

O tiebreak foi uma gangorra, com chances para os dois lados, incluindo match-point da chinesa com saque na mão. Nada menos que 11 dos 16 pontos foram vencidos pela devolvedora e Pegula se safou. Mas foi só. Caiu drasticamente de rendimento e só conseguiu evitar o ‘pneu’.

Já a tcheca Barbora Krejcikova confirmou sua condição de cabeça 31, superou em sets diretos a norte-americana Katie Volynets, em dois tiebreaks, parciais de 8-6 e de 7-5, e terá pela frente na terceira rodada Jessica Bouzas, 83ª do mundo, que levou a melhor no duelo todo espanhol contra Cristina Bucsa, por 7/6 (7-1) e 6/3.

3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Blumenau
Blumenau
8 dias atrás

Jogo é vencido na quadra. Ranking e estatística não ganham jogo.

Flávio
Flávio
8 dias atrás
Responder para  Blumenau

Verdade, ainda mais no tênis feminino que esta limitadíssimo.

Neto Gomes
Neto Gomes
8 dias atrás
Responder para  Flávio

Acredito que o tênis fica mais interessante quando há algo parecido com “caça à raposa”.

Um número 01 dominante e os demais procurando uma maneira de derruba-lo.

Federer, Djokovic e Serena já exerceu esse papel de ser o alvo dos outros tenistas.
No entanto, esse papel ainda não foi exercido por Sinner, Alcaraz e Swiatek.

A polonesa já venceu um Grand Slam, fora do seu “habitat natural (saibro), no passado – Usopen.
Se vencer Wimbledon aí sim começará a ser considerada a raposa….rsrsrs…e a época da caça se iniciará.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Wimbledon seleciona os melhores backhands de 1 mão

Os históricos duelos entre Serena e Venus em Wimbledon

PUBLICIDADE