PLACAR

Pegula diz que partida foi uma ‘montanha russa’

Jessica Pegula em Montreal
Foto: Omnium Banque Nationale

Montréal (Canadá) – Enfim, Jessica Pegula conseguiu superar uma semifinal do WTA 1000 do Canadá. Ela havia perdido as duas tentativas anteriores, mas desta vez derrotou nada menos que a número 1 do mundo Iga Swiatek e vai lutar por seu segundo troféu desse porte neste domingo.

“Foi um grande jogo”, avaliou Pegula. “Foi duro, como se fosse uma montanha russa, indo para cima e para baixo. Mas estou feliz por ter conseguido manter meu saque no final”, resumiu, referindo-se às 19 quebras de serviço que aconteceram na partida, 11 a seu favor e oito para a polonesa.

A norte-americana chegou a sacar para a vitória no segundo set, quando tinha 6/2 e 5/4, e depois ainda abriu 4-2 no tiebreak antes de ser levada à série decisiva. Aí foi a vez de Swiatek abrir 4/2. “Acho que quando saquei para fechar no segundo set, ela jogou um grande game, deu duas bolas na linha, isso acontece. No terceiro set, me sentia frustrada, mas sabia que ela também não estava firme com o saque”.

Durante um ponto importante do tiebreak do segundo set, os alto-falantes soltaram repentinamente uma música e isso interrompeu a disputa. Pegula perdeu o set, mas levou com bom humor. “Acabou sendo engraçado. Nunca tinha acontecido isso. Estava ouvido ‘Cotton-Eye Joe’ no meio do ponto, fiquei até me perguntando se aquilo realmente estava acontecendo”.

Há chance de Pegula recuperar o terceiro posto do ranking desde que seja campeã em Montréal. E ainda pode ser um duelo direto contra a cazaque Elena Rybakina, que faz nesta noite a segunda semi contra a russa Liudimila Samsonova.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE