PLACAR

Pegula bate Swiatek de novo e decide no Canadá

Foto: Site oficial/Mathieu Belanger

Montréal (Canadá) – Em jogo de bons lances mas de grande irregularidade dos dois lados, a norte-americana Jessica Pegula obteve sua segunda vitória da temporada em cima da líder do ranking Iga Swiatek e, com o duro placar de 6/2, 6/7 (4-7) e 6/4, avançou para decidir neste domingo o WTA 1000 do Canadá.

A adversária da cabeça 4 sairá do duelo noturno a ser disputado entre a cazaque e número 3 do mundo Elena Rybakina e a russa Liudmila Samsonova.

Aos 29 anos, Pegula ainda persegue o primeiro título da temporada, que pode ser também seu segundo de nível 1000 e o terceiro de toda a carreira. Ela foi finalista de Madri no ano passado e conquistou Guadalajara no final da temporada. No geral, tem agora três vitórias em oito semifinais de nível 1000 já disputadas.

As duas vitórias da norte-americana sobre líderes do ranking vieram em cima de Swiatek. Em janeiro, Pegula levou a melhor na United Cup, mas perdeu logo depois na final de Dubai. No geral, a polonesa ainda tem vantagem de 5 a 3 nos confrontos diretos.

Swiatek vinha de jogos muito duros na semana, mas ainda assim atingiu a 50ª vitória da temporada durante Montréal. Ela tem quatro títulos no ano, incluindo Roland Garros, e buscava a oitava final e o sexto título de nível 1000. Esta foi apenas sua segunda derrota em semi desse quilate em nove já realizadas.

Dificuldades com o saque
O começo da partida foi marcado por cinco games muito longos, todos com quebra de serviço, já que as devoluções eram muito superiores aos saques. Enfim, Pegula conseguiu sustentar um serviço e de zero, o que lhe deu confiança. Aproveitou o quarto break-point do sétimo game para abrir ainda mais vantagem e fechou com autoridade.

A dificuldade em sacar continuou em todo o segundo set, em que oito dos 12 games foram de quebra. Mais firme na base, Swiatek fez 2/0- e 3/1, mas levou a virada no sétimo game. Pegula então sacou para ampliar o marcador e dar grande passo e outra vez teve o saque para concluir o jogo no 5/4. No desempate, fez 4-2 e não ganhou mais pontos.

Esperava-se então que Swiatek ganhasse confiança e crescesse no terceiro set e ela saiu com 2/0. Após nova troca de quebras, fez 4/2 e, ao invés de se desperar, Pegula mostrou grande equilíbrio emocional. Reagiu em seguida, não perdeu qualquer ponto com o saque nos dois serviços seguintes e finalizou com dois erros de forehand da instável número 1.

Pegula tenta agora ser a primeira tenista norte-americana a conquistar o WTA 1000 do Canadá desde Serena Williams, há exatos 10 anos.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE