PLACAR

Paul vence 150ª da carreira e faz terceira semi de Masters 1000

Tommy Paul (Foto: Adelchi Fioriti/FITP)

Roma (Itália) – O norte-americano Tommy Paul segue fazendo bonito no Masters 1000 de Roma. Depois de tirar o atual campeão Daniil Medvedev, nas oitavas, nesta quinta-feira ele bateu mais um top 10, derrubando o polonês Hubert Hurkacz por 2 sets a 1, com o placar final de 7/5, 3/6 e 6/3, depois de 2h34 de disputa. Esta foi sua 150ª vitória no circuito da ATP.

Classificado pela terceira vez para as semifinais de um Masters 1000, a primeira no saibro, Paul espera agora pela definição de seu próximo adversário, que sairá na última partida de quartas de final. Ele terá pela frente o vencedor do duelo entre o chileno Nicolas Jarry e o grego Stefanos Tsitsipas.

Terceiro melhor norte-americano no ranking, Paul é também o terceiro tenista do país em atividade com pelo menos 150 vitórias no circuito, atrás de Taylor Fritz (253) e Frances Tiafoe (187). Ele também é o quinto representante dos Estados Unidos a fazer semi em Roma nos anos 2000, se juntando a Andre Agassi (2002 e 2005), Andy Roddick (2002 e 2008), John Isner (2017) e Reilly Opelka (2021).

Embora nunca tenha conseguido alcançar uma final no saibro ainda como profissional, com dois títulos e dois vices na quadra dura e um outro vice na grama, Paul foi campeão juvenil de Roland Garros em 2015, ficando também o vice de duplas no mesmo ano.

Jogo parelho e com muita oscilação

A partida foi bastante disputada e cheia de altos e baixos dos dois lados. Paul começou melhor, teve chance de quebra no primeiro game e conseguiu bater o saque do rival no terceiro. Depois disso, foram dois breaks seguidos, um para cada lado, e vantagem para o norte-americano, que chegou a sacar para fechar em 5/4. Ele amargou nova quebra, mas obteve outra na sequência e fechou por 7/5.

Paul largou na segunda parcial vencendo os dois primeiros games e por pouco não abriu vantagem maior, perdendo um break-point no terceiro game. Hurkacz se recuperou e devolveu a quebra para fazer 2/2 e conseguiu a virada ao bater novamente o saque do norte-americano no oitavo game, de zero. Ele então confirmou em seguida para fechar o set e empatar o jogo.

O polonês largou na frente no terceiro e decisivo set, marcando 2/0 de cara, mas a vantagem não durou muito e foi devolvida no quarto game, que abriu uma série de quebras. Foram quatro em cinco games, com vantagem para Paul, que anotou três delas, saindo de 0/2 para sacar em 5/3. Ele sofreu para fechar, encarou seis break-points e converteu o quarto match-point que teve.

2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Kario
Kario
9 dias atrás

O Hurkacz deve estar de brincadeira. Mesmo ele tendo cometido o crime de derrotar o Nadal, eu estava torcendo pra ele. Como ele conseguiu perder o serviço tantas vezes em uma melhor de tres sets? Alguma vez na vida ele foi quebrado tantas vezes em um jogo?

Federer eterno GOAT
Federer eterno GOAT
9 dias atrás

taí o cara que vai destruir Djokovic em Roland Garros

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE