PLACAR

Para Becker, Djoko tem de ser comparado aos melhores atletas

Foto: Eurosport

Munique (Alemanha) – Ex-treinador de Novak Djokovic e um dos responsáveis pelo primeiro grande salto de qualidade do sérvio, o alemão Boris Becker mostrou toda sua admiração pelo pupilo em entrevista concedida ao podcast da Eurosport e acha que Nole tem agora de ser comparado aos melhores esportistas.

“Talvez devamos ver Novak de forma mais geral, não apenas como o melhor tenista do momento, mas também o melhor atleta. Quero compará-lo a Lionel Messi, LeBron James e Tom Brady. Para mim, é nesse nível que se encontra Djokovic porque são todos atletas que dominam ou dominaram suas modalidades, e todos com idade além dos 30 anos. Djokovic está nessa categoria”, afirma Becker.

“Para mim, ele é o rei Leão”, comparou. “É incrível o que este jogador conquistou ao longo de 16 ou 17 anos de carreira e mais ainda o fato de estar jogando seu melhor tênis aos 36 anos. Só nesta temporada, ergueu três troféus de Grand Slam e ainda fez final no outro, ou seja, ficou muito perto de completar o calendário de Slam. Nessa idade, é algo do outro mundo”.

O notável preparo físico do sérvio impressiona o alemão. “Em Paris, Djokovic encarou partidas de três horas diante de jogadores jovens, como Holger Rune e Andrey Rublev. Um tenista normal ficaria cansado, mas Novak ainda melhora e aí derrota Grigor Dimitrov em sets diretos na final. E logo em seguida fez algo semelhante no Finals”, enumerou.

E Becker espera que o sérvio tenha mais temporadas vitoriosas pela frente, porque isso ajudaria o desenvolvimento do próprio tênis. “Espero que Novak continue jogando nesse nível por muito tempo, porque não há nada melhor para os tenistas mais jovens do que competir no mesmo nível com o melhor jogador de todos os tempos. Essa é a melhor lição que se pode ter no tênis”.

Problemas de Alcaraz
No podcast, Becker também falou do espanhol Carlos Alcaraz e sobre sua queda de rendimento depois de conquistar Wimbledon. “Manter esse alto padrão é a coisa mais difícil do tênis. Um jogador pode ter um bom torneio ou um bom ano, mas manter um nível alto por muitos anos é o verdadeiro desafio. Costuma-se dizer que o vestiário nunca dorme e isso quer dizer que todos os demais jogadores já se deram conta de como enfrentar Alcaraz. O que aconteceu é que os outros evoluiram e o espanhol, não”.

O treinador alemão no entanto vê muito potencial no jovem espanhol. “Ele segue jogando um tênis fantástico, adoro vê-lo jogar quando está em seu melhor momento, o jogo de pés, a variação, o saque, o forehand. Os adversários já se adaptaram a isso e sabem como contra-golpear. Acredito que haverá mudanças na pré-temporada com Juan Carlos Ferrero e ele irá inovar e melhorar. Precisa fortalecer seus pontos forte. Acredito que veremos um Alcaraz muito forte no Australian Open”.

16 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Marcos
Marcos
3 meses atrás

correto ficou só preocupado com Djokovic e esqueceu dos outros

Alquingel
Alquingel
3 meses atrás

Quando o cara é o maior, ele simplesmente o é, não precisa de toda hora alguém ter que dizer ou detalhar.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
3 meses atrás
Responder para  Alquingel

Você sofre demais, Alquingel.

Julio Cesar
Julio Cesar
3 meses atrás

A questão é, será que Alcaraz alcançou seu teto muito precocemente?

Paulo Almeida
Paulo Almeida
3 meses atrás

Becker está errado.

Na verdade, Djokovic é o GOAT de todos os esportes com folga. Todos os citados estão bem abaixo dele.

Marcos
Marcos
3 meses atrás

Concordo completamente

Nei Costa
Nei Costa
3 meses atrás

Djokovic veio pra mudar o rumo do Tênis. Merece, sem dúvidas, o posto de melhor atleta entre todas as modalidades. O tênis já não comporta a grandeza de Novak.

Marlon
Marlon
3 meses atrás

Nickola Tesla não inventou a energia elétrica, mas aperfeiçoou com a corrente alternada. Djoko não inventou o tênis, mas está aperfeiçoando e sendo um ícone de sucesso na modalidade. Quem quiser ter sucesso na modalidade, segue o caminho do Sérvio.

Marlon
Marlon
3 meses atrás

No antigo formato do site após uma reportagem vc ficava livre para comentar sua opinião através do Facebook. Vc só não tinha autonomia qnd o Dalcim emitia sua opinião no blog; aí sim ficava em análise. Agora, qlqr reportagem a nossa opinião fica em análise. Ou seja, uma forma de controlar a nossa opinião.

Marlon
Marlon
3 meses atrás
Responder para  José Nilton Dalcim

Felizmente, eu não entro nesse contexto de ofensa. Mas já opinei fazendo críticas respeitosas com relação a algumas posições parciais nas opiniões de vcs, e não foi publicadas.

Murer
Murer
3 meses atrás
Responder para  José Nilton Dalcim

Dalcim bom dia!

Lembra que no último comentário no BLOG fiz essa pergunta se há uma discussão no meio jornalístico sobre DJOKO ser o maior esportista rsrs

Algumas pessoas já estão com o pensamento parecido.

Acho justo porque o DJOKO construiu a carreira em cima do 2° e 3° do esporte dele e não aconteceu com ninguém em outro esporte a mesma coisa.

É um tema para o Sr fazer um estudo e um belo texto hein rsrsrs

Abraço é um excelente Domingo

Ah o Galão vai passar o Palmeiras hein rsrsrs

João
João
3 meses atrás

Porque será que djoko tem relutância em teste anti doping? Será que toda essa vitalidade é natural?

JOSÉ PETREQUÉ
JOSÉ PETREQUÉ
3 meses atrás
Responder para  João

Acredito que não seja relutância por que porque o teste é obrigatório a todos. Mas o momento que tentaram fazer não é o ideal. Acredito que alguns atletas se lesionam de forma suspeita e somem depois voltam contudo, isso é estranho mesmo. Também acho que a vitalidade não é normal, mas quem tem dinheiro consegue investir em melhorar a performance. Digo que tem grana e é obcecado né

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE