PLACAR

Número 1 australiana fica sem convite para o AO

Arina Rodionova (Foto: Jason O'Brien/Tennis Australia)

Melbourne (Austrália) – Na manhã desta sexta-feira em Melbourne a organização do Australian Open divulgou os convites que faltavam ser distribuídos para a competição. Os australianos Daria Saville, Jason Kubler e James McCabe ganharam a chance de jogar a chave principal, mas Arina Rodionova, atual número 1 do país na WTA, acabou ficando de fora.

Além de ser a melhor australiana do momento no ranking feminino, Rodionova vive grande fase e começou bem na temporada, batendo duas top 50 em sequência em Brisbane, a italiana Martina Trevisan e a norte-americana Sofia Kenin. Aos 34 anos, ela ficou a uma vitória de se tornar a mais velha a debutar no top 100 e agora precisará jogar o quali em Melbourne.

Saville, Kubler e McCabe juntam-se aos compatriotas Kimberly Birrell, Olivia Gadecki, Taylah Preston, James Duckworth, Marc Polmans e Adam Walton na chave principal. Isso aumenta o número de jogadores australianos no sorteio principal do AO para 18: são 13 homens e cinco mulheres.

O ascendente chinês Juncheng Shang também está entre os contemplados, com a vaga Ásia-Pacífico. No feminino, a escolhida foi a japonesa Mai Hontama, que teve bom desempenho nos torneios menores da temporada asiática do ano passado. Os convites franceses vão para Alizé Cornet e Arthur Cazaux, de 21 anos, enquanto os norte-americanos ficarão com Patrick Kypson e McCartney Kessler.

Veja a lista completa dos convidados para o Australian Open:

Masculino: James Duckworth (AUS), Marc Polmans (AUS), Adam Walton (AUS), Jason Kubler (AUS), James McCabe (AUS), Juncheng Shang (CHN), Patrick Kypson (EUA) e Arthur Cazaux (FRA)

Feminino: Caroline Wozniacki (DIN), Kimberly Birrell (AUS), Olivia Gadecki (AUS), Taylah Preston (AUS), Daria Saville (AUS), Mai Hontama (JAP), McCartney Kessler (EUA) e Alize Cornet (FRA)

4 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Adalberto
Adalberto
5 meses atrás

´Hum…
Ela não é australiana de nascimento…
Será que por isso baixo empenho da organização do AO?

SANDRO
SANDRO
5 meses atrás
Responder para  Adalberto

Pode ser porque ela não quis disputar a UNITED CUP pela AUSTRÁLIA…

Weverton Pacheco
Weverton Pacheco
5 meses atrás

Uma pena… pq cansada de vencer nesse primeiro torneio, provavelmente não conseguirá passar pelo quali! Muita injustiça! Essas organizações são “osso”!

josé kwong
josé kwong
5 meses atrás

a Daria saville também não é australiana de nascimento

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Toda a comemoração de Alcaraz na conquista de Roland Garros

Jannik Sinner é o 29º homem a liderar o ranking profissional

PUBLICIDADE