PLACAR

Monteiro vira contra Heide e garante bronze no Pan

Foto: Reprodução/Instagram

Santiago (Chile) – Em duelo entre dois brasileiros, Thiago Monteiro levou a melhor sobre Gustavo Heide e garantiu a medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Santiago. O cearense buscou a virada contra o paulista com parciais de 1/6, 6/3 e 7/6 (7-5) em 2h15 de partida.

Os dois brasileiros haviam perdido nas semifinais do Pan, que valia duas vagas olímpicas em simples, que ficaram com o chileno Tomas Barrios Vera e o argentino Facundo Diaz Acosta. Eles agora precisam subir no ranking até 10 de junho de 2024 para buscar a classificação para os Jogos de Paris. Atualmente, Monteiro é o 119º do mundo e Heide está no 252º lugar.

Monteiro ganha nova chance de ir a Paris
Mas para Monteiro existe mais uma possibilidade de jogar em Paris com o bronze do Pan. Para isso, seria necessário que quatro argentinos se classifiquem diretamente para os Jogos por meio do ranking. E assim, Diaz perderia a vaga para o medalhista de bronze. Isso já aconteceu nos Jogos de Tóquio, quando a norte-americana Caroline Dolehide foi medalhista no Pan de Lima. Mas como quatro tenistas dos Estados Unidos tinham ranking melhor, a paraguaia Veronica Cepede Royg jogou no Japão.

Já Gustavo Heide tem a comemorar a medalha de ouro nas duplas ao lado de Marcelo Demoliner, conquistada numa virada contra a dupla chilena de Tomas Barrios e Alejandro Tabilo. Ele chegou a ter um match-point na semifinal contra Diaz Acosta, também definida no tiebreak do terceiro set. O jovem paulista vive o melhor momento na carreira, com as primeiras semifinais e final de challenger na atual temporada.

Definição apenas no tiebreak do terceiro set
O primeiro set foi dominado por Heide, que conseguiu duas quebras e cedeu apenas sete pontos em seus games de serviço. Nas condições mais rápidas de Santiago, por conta da altitude e também do horário da partida, o jovem paulista contava muito com a eficiência de seu saque.

Monteiro passou a confirmar seus serviços com mais frequência no segundo set, mas teve um game duro quando o placar estava empatado por 3/3. Logo na sequência, ele conseguiu uma quebra de serviço e terminou a parcial vencendo três games seguidos.

Já no terceiro set, Heide apresentou maior limitação nos movimentos. O jovem paulista tentou forçar ainda mais os serviços e encurtar os pontos. Fez até saque e voleio. Monteiro salvou break-points quando perdia por 4/3 e quebrou logo no game seguinte. O cearense não aproveitou a chance de sacar para o jogo, em game muito agressivo de Heide, mas sua maior efetividade desde o fim do segundo set fez a diferença nos momentos decisivos e ele abriu grande vantagem no tiebreak até vencer o jogo.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE