PLACAR

Monteiro perde posições, Alves tem maior ascensão

Mateus Alves (Foto: Luiz Candido/CBT)

Londres (Inglaterra) – A tentativa do cearense Thiago Monteiro de terminar a temporada no top 100 acabou frustrada por causa da lesão na mão direita que o atrapalhou na final do challenger de Montevidéu e depois o impediu de competir em Brasília. No ranking divulgado nesta segunda-feira, ele perdeu três colocações e agora é apenas o 120º do mundo.

Seu substituto no torneio brasiliense, entrando como lucky-loser na chave, o paulista Mateus Alves foi o brasileiro que mais subiu nesta semana entre os principais nomes do país. Com uma vitória no quali e depois uma na chave principal, o tenista de 22 anos ganhou 29 colocações e alcançou o 413º lugar, um pouco abaixo da melhor marca da carreira (395º).

Jogando em casa, Gilbert Klier aproveitou o convite dado em Brasília para vencer um jogo na chave principal e com isso somou importantes pontos que lhe renderam uma ascensão de 25 colocações, levando o brasiliense de 23 anos para o 461º posto.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

Número 1 do país, o paranaense Thiago Wild se manteve firme na 80ª posição e segue como único top 100 do país. Além de Monteiro, dentro do top 200 o Brasil tem apenas mais um nesta faixa de ranking, o paulista Felipe Meligeni, que subiu três colocações e agora é o 146º do mundo.

Um pouco mais embaixo, destaque para as subidas dos cariocas Wilson Leite e João Fonseca. O experiente tenista de 32 anos ganhou 37 colocações nesta semana e subiu para o 590º posto, enquanto o atual campeão juvenil do US Open, com apenas 17 anos, deu uma arrancada de 72 posições para chegar ao 718º lugar, ainda abaixo do 636º que é o mais alto da carreira.

Veja como está o top 10 dos brasileiros na ATP:

Thiago Wild – 80º
Thiago Monteiro – 120º (-3)
Felipe Meligeni – 146º (+3)
Gustavo Heide – 244º (+4)
João Lucas Reis – 321º (+4)
Eduardo Ribeiro – 342º (+2)
Orlando Luz – 344º (+2)
Matheus Pucinelli – 353º (+5)
Pedro Sakamoto – 365º (+12)
Pedro Boscardin – 404º (+2)

3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
VivaBolsonaro
VivaBolsonaro
3 meses atrás

Monteiro brincou excessivamente em Masters 1000 neste ano, resultado, caiu pra fora dos 150 do mundo e agora demorará pra voltar pros 100 melhores, pois é trabalho formiguinha, ele não consegue pegar nenhum resultado acima de 120 pontos em um torneio. Ele está chegando na casa dos 30 anos de idade, eu se fosse ele focaria em tentar obter o melhor ranking da vida, evitando ao máximo jogar em torneios onde ele não aguenta o tranco (ATP 500, Masters 1000), jogando unicamente Challengers médios e fortes e ATP 250 fracos no saibro onde ele possa fazer entre 45 e 100 pontos com tranquilidade.

Gusmão
Gusmão
3 meses atrás

Tem como corrigir a pontuação do Sakamoto, é 365.

Gusmão
Gusmão
3 meses atrás

Parabéns aos Brasileiros.
Mesmo com poucos torneios no Brasil conseguem se manter no ranking ATP de Simples.

A CBT não tem dedicado em realizar torneios ITF no Brasil.
Sem Torneios ITF, a maioria dos Jogadores Brasileiros ficam sem atividades e sem oportunidades de crescimento no ranking.
O Sujeito está acumulando 3 cargos. Não tem dedicar aos 3 ao mesmo tempo.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE