PLACAR

Melo e Zverev levam virada e são vices em Monte Carlo

Foto: Divulgação

Monte Carlo (Mônaco) – Ainda não foi desta vez que Marcelo Melo conquistou seu título no Masters 1000 de Monte Carlo. Em sua segunda final no saibro monegasco, ele e o alemão Alexander Zverev saíram na frente, mas levaram virada dos belgas Sander Gille e Joran Vliegen, por 5/7, 6/3 e 10-5.

O mineiro de 40 anos voltou a disputar uma decisão de nível 1000 após quase cinco anos. Sua última final deste gabarito havia sido em Xangai de 2019, quando acabou derrotado ao lado do polonês Lukasz Kubot pela parceria do próprio Mate Pavic com o mineiro Bruno Soares.

Dono de 37 títulos no circuito, Marcelo Melo disputou a 73ª decisão da carreira e a 16ª de Masters 1000, com nove troféus levantados em eventos deste porte. A última conquista dele também aconteceu com Kubot em Xangai, mas no ano de 2018. O brasileiro não comemora um título desde que venceu o ATP 500 de Halle no ano passado junto ao australiano John Peers.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Ex-número 1 do mundo, Melo dará um bom salto no ranking desta segunda-feira. Atual 49º colocado, ele irá para a 34ª posição, recuperando o posto de melhor duplista do Brasil, já que o gaúcho Rafael Matos ficará estacionado no 45º posto. Zverev, por sua vez, disputou sua primeira final de Masters nas duplas e a oitava no geral. Atualmente no 168º lugar do ranking da especialidade, ele voltará ao top 100, saltando para 77ª colocação, nove abaixo do seu recorde pessoal, obtido há cinco anos.

Já os campeões Sander Gille e Joran Vliegen vão ganhar 10 posições no ranking e retornarão ao top 20, dividindo a 19ª colocação. Este foi o sexto e maior título da parceria, que também disputou outras sete finais. Além disso, foi a primeira decisão dos belgas em nível 1000 na carreira.

O início da partida deste domingo foi bem equilibrado, com os quatro jogadores confirmando seus serviços com certa facilidade. A primeira chance de quebra veio apenas no nono game, mas Melo e Zverev não aproveitaram. Logo depois, no 11º, não teve jeito. O brasileiro e o alemão venceram o ponto decisivo e abriram vantagem no placar, fechando a parcial na sequência, depois de salvarem dois break-points.

O segundo set foi bem mais movimentado desde o começo, e já no segundo game Melo e Sascha sofreram uma quebra que seria decisiva. Muito mal no saque, com apenas metade dos pontos vencidos com o primeiro serviço, eles enfrentaram break-points em todos os games da parcial, salvando oito de nove oportunidades concedidas aos adversários. Os belgas aproveitaram isso muito bem, não cerderam uma única chance de quebra e empataram o jogo, levando a definição para o match-tiebreak.

Apesar de ganharem o primeiro ponto, Melo e Zverev estiveram atrás por todo o restante da parcial e não conseguiram mais reverter a situação. Firmes, Sander Gille e Joran Vliegen administraram o placar até o fim e conquistaram o maior título de suas carreiras.

8 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Albert
Albert
1 mês atrás

Parabéns pelo vice. Mas Melo no saque é sempre um desespero.

Paulo Mala
Paulo Mala
1 mês atrás
Responder para  Albert

Melo e Bia, nossos tenistas mais altos e sofrem com o saque, ao invés de ser uma arma

F.F.
F.F.
1 mês atrás

Sverev fez o que pode parar carregar essa mala. Isso que é amizade.

Elaine Cristina Lima
Elaine Cristina Lima
1 mês atrás
Responder para  F.F.

Dispensável a sua opinião.
Pense no esforço dos atletas.
Vc deveria se identificar.

James Garcia
James Garcia
1 mês atrás
Responder para  F.F.

Zverev é um zero a esquerda em duplas enquanto Melo já foi número 1, quem foi carregado em alguma coisa foi o alemão que aliás não sei porque o Marcelo continua insistindo em fazer parceria com ele que é derrota certa

F.F.
F.F.
1 mês atrás
Responder para  James Garcia

Parece q vc n entende nada de tênis. Ou n sabe das regras. Ele n tem ranking para entrar nesse tipo de torneio. Ele usa o ranking de simples do Sverev e a influência p poder participar. Agora c esse ranking pode ser dependendo do parceiro ele entre em algum.

João Sawao ando
João Sawao ando
1 mês atrás

Que pena melo.vamos em frente

Tiago PW
Tiago PW
1 mês atrás

Parabéns Melo!

Excelente torneio! Pena q não deu na final, mas demonstraste mais uma vez o qt és inspirador aos brasileiros!

Continuo torcendo para q sejas feliz e continues a nos trazer alegrias!

Abs

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Nadal leva público italiano ao delírio com incrível reação

Conheça o que aconteceu nos bastidores do WTA 100 de Madri

PUBLICIDADE