PLACAR

Melo e Vasselin caem nas quartas após dois tiebreaks

Marcelo Melo e Edouard Roger-Vasselin (Foto: Maria Christina Acosta)

Miami (EUA) – Depois de duas vitórias nas fases iniciais do Masters 1000 de Miami, Marcelo Melo e o francês Eduard Roger-Vasselin se despediram nas quartas de final do torneio. Eles foram superados nesta quarta-feira pelo croata Ivan Dodig e o norte-americano Austin Krajicek, cabeças de chave 2, por 7/6 (7-1) e 7/6 (7-4) em 1h54 de partida.

A campanha até as quartas rende até três posições no ranking da ATP para Marcelo Melo, que sobe para o 48º lugar e segue sendo o número 2 do Brasil. À frente dele está Rafael Matos, atual 43º do mundo e que deve perder uma posição. Melo poderia voltar a ser o número 1 nacional se fosse semifinalista. Já Matos e o colombiano Nicolas Barrientos chegaram a se inscrever para Miami e esperavam por desistências, mas a soma dos rankings foi insuficiente para entrar na chave.

Aos 40 anos, Marcelo Melo fez sua 16ª participação no Masters de 1000 Miami e foi campeão em 2017, ao lado do polonês Lukasz Kubot. O mineiro também foi semifinalista em 2015 e 2019. Na atual temporada, ele jogou as semifinais de ATP em Buenos Aires e Santiago, jogando ao lado do holandês Matwe Middelkoop. Já Vasselin, também de 40 anos, é o 12º do ranking e foi campeão no ano passado, ao lado do mexicano Santiago Gonzalez.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

Foi a segunda derrota seguida de Melo para Dodig e Krajicek. Há duas semanas, em Indian Wells, o mineiro e o alemão Alexander Zverev e foram superados nas oitavas pelos rivais. O croata e o norte-americano enfrentam na semifinal os alemães Kevin Krawietz e Tim Puetz. Já na outra semi, o espanhol Marcel Granollers e o argentino Horacio Zeballos enfrentam o indiano Rohan Bopanna e o australiano Matthew Ebden, principais cabeças de chave.

O primeiro set da partida teve uma quebra para cada lado e dominínio de Dodig e Krajicek no tiebreak. Já a segunda parcial foi inteiramente sem quebras e com apenas break-point disputado. Em novo tiebreak, também mais equilibrado, Melo acabou perdendo o serviço no 4-4, permitindo aos rivais definirem a partida no primeiro match-point que tiveram no saque.

3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Marildo Rondineli Lara
Marildo Rondineli Lara
20 dias atrás

lutou muito. mas caiu no final. e uma pena, freguês do ex-parceiro. mas será que o Melo quer entrar pro Guiness? com o maior número de parceiros no circuito? ele não mantém nunca uma dupla fixa (ou será que não mantém com ele). sei lá. pode ser que queira o recorde mesmo.

Paulo Mala
Paulo Mala
20 dias atrás
Responder para  Marildo Rondineli Lara

Difícil ter um parceiro fixo, dado o seu declínio técnico e físico natural da idade avançada. Ninguem deve fazer uma parceria com ele visando titulo. Pega o que sobra e jogam por um punhado de dólares.
Imagino que ele também está aproveitando para disfrutar da amizade com Zverev, vivenciando a elite técnica e financeira do tenis de perto

Márcio
Márcio
20 dias atrás

Jogo de alto nível e decidido no detalhe, o que é praxe em duplas! Parabéns pela boa campanha, Marcelo!!

Última edição 20 dias atrás by Márcio

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da decisão em Monte Carlo

Medvedev em outro ataque de fúria e desconta na raquete

PUBLICIDADE