PLACAR

Meligeni perde vantagem no 3º set e cai nas oitavas na França

Foto: Nicolas Averty/Open Aix Provence Crédit Agricole

Aix-en-Provence (França) – Depois de conseguir a maior vitória da carreira, batendo o atual 62 do mundo Aleksandar Vukic na primeira rodada do challenger de Aix-en-Provence, o paulista Felipe Meligeni não conseguiu avançar. Nesta sexta-feira, ele foi superado pelo monegasco Valentin Vacherot, 131º do mundo, em batalha de três sets e 1h57, definida com o placar final de 6/3, 3/6 e 7/6 (7-4).

Atual 128 do mundo, o tenista de Campinas vai amargar uma queda de pelo menos quatro colocações no próximo ranking, indo para o 132º lugar, ao passo que seu algoz está subindo cinco posições e vai ultrapassá-lo. Meligeni ainda volta para quadra mais tarde nesta sexta-feira para disputar as quartas de final na chave de duplas ao lado do gaúcho Rafael Matos.

Felipe teve as primeiras chances de quebra da partida, ambas no primeiro game, quando o rival saiu de 15-40 para confirmar o serviço. Os break-points desperdiçados acabaram custando caro, uma vez que o brasileiro foi quebrado na única oportunidade que deu para Vacherot, no sexto game. O monegasco então administrou a vantagem até o fim e fechou o set inicial.

O equilíbrio se manteve para a segunda parcial, que teve margens mínimas e apenas três break-points disputados, todos o sexto game, em que Vacherot encarou 0-40 com o saque, salvou os dois primeiros, mas foi quebrado no terceiro. Em seguida foi a vez de Meligeni segurar o placar favorável para empatar o jogo e levar a definição para o terceiro set.

Com uma quebra logo de cara, Meligeni abriu 2/0 na parcial decisiva, só que não manteve o break de frente até o final. Após salvar um break-point no quarto game, ele foi quebrado no oitavo e viu a decisão da partida ir para o tiebreak, em que Vacherot foi melhor, cresceu depois do 4-4 e venceu os últimos três pontos da partida para ficar com a vitória e a vaga nas quartas.

18 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Blumenau
Blumenau
16 dias atrás

Surpresa zero. Já acostumado com as amareladas.

Última edição 16 dias atrás by Blumenau
Evandro
Evandro
16 dias atrás
Responder para  Blumenau

Está confundindo. O nome do que aconteceu não é “amarelada”. Pode ser falta de consistência tática, de apuro nos golpes, de resistência física e/ou mental em momentos críticos da partida… situações que ele, se souber aproveitar, servirão para aprender e evoluir.

José Silva
José Silva
16 dias atrás

Péssimo mentalmente! Perdeu uma excelente oportunidade de se aproximar do top 100 nesse torneio!

F.F.
F.F.
16 dias atrás

Esse adora perder da maneira mais cruel possível
Inacreditável

Scott
Scott
16 dias atrás
Responder para  F.F.

Esperado filme de terror!

Cesar Augusto Groff
Cesar Augusto Groff
16 dias atrás
Responder para  Scott

Joga só no sobre nome… quando o tio não está chama o chilique… {meu nome é eneias… opa meu nome é meligeni}.. não está virando pelo jeito…

fernando
fernando
16 dias atrás

Felipe é gente fina, mas a forma como conduz a carreira e percorre o circuito é, no mínimo, inusitada. Tem talento, potencia, mas falta aquele detalhe a mais pra furar a bolha dos ATPs (foco). Lembro que perdeu uma jogo ganho na rodada final do qualy do USopen. No dia seguinte postou passeio de carruagem no Central Park. Enfim, prioridades.

Veridiana Parmegierri
Veridiana Parmegierri
16 dias atrás

que dó… por saber que estava na frente no último set e perdeu fôlego no final. nos resta parabenizar o monegasco pela resiliência.

Thiago
Thiago
16 dias atrás

Eeeee Felipinho… esse mental já tirou muito jogo dele. Impressionante. Ele mesmo gritou “coragem” no tie break, quando errou o ponto que deixou 4×5. O Vacherot simplesmente cozinhou ele e levou. Dureza.

Paulo Mala
Paulo Mala
16 dias atrás

É isso que desanima nele e no Monteiro. Quase sempre vencem um bom adversário e perdem para um bem pior

João Sawao ando
João Sawao ando
16 dias atrás
Responder para  Paulo Mala

Os dois são para estar entre os 125/130 Do mundo. Pedir mais do que isso é pedir demais

Fernando S P
Fernando S P
16 dias atrás
Responder para  João Sawao ando

Comparável a carreira dos dois? O Thiago é um tenista mais consistente (golpes). Rankings diferentes, portanto (ainda hoje).

Paulo Mala
Paulo Mala
16 dias atrás
Responder para  João Sawao ando

Sim, exato. O Monteiro ainda conseguiu surfar uma inacreditável onda dentro do top 100, mas essa que vc falou é a faixa dele mesmo.

Fernando S P
Fernando S P
16 dias atrás
Responder para  Paulo Mala

Depois dessa semana com 4 vitórias em um M1000, sendo uma sobre o tenista que mais somou ou havia somado pontos no saibro nesta temporada, você ainda tem a cara de pau de fazer este comentário? Trabalho e disciplina não contam não? Vocês devem ser chegados em uma mamata para achar que tudo se resume a sorte.

Scott
Scott
16 dias atrás

A verdade é que foi longe. Parabéns, campanha campeão. Foi além de suas possibilidades.

Marcelo Ikeda
Marcelo Ikeda
16 dias atrás

Que pena. Foi ponto a ponto. 4×4 no tie do 3o. set… putz. Grande chance desperdiçada num chl de 175 pontos

Guilherme Ribeiro
Guilherme Ribeiro
16 dias atrás

Jogo era sem favoritos. Vacherot já ganhou 3 Challengers este ano e está praticamente com o mesmo ranking do Felipe. Jogo normal. Poderia cair para qualquer lado

Walter
Walter
16 dias atrás

Quando vc pensa “agora vai”, volta ao normal. Depois de RG, vai despencar no ranking. Pena!

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Nadal leva público italiano ao delírio com incrível reação

Conheça o que aconteceu nos bastidores do WTA 100 de Madri

PUBLICIDADE