PLACAR

Meligeni: “A galera me puxou nos momentos difíceis”

Felipe Meligeni (Foto: Fotojump)

Felipe Priante

Rio de Janeiro (RJ) – O paulista Felipe Meligeni conseguiu manter o bom ritmo mostrado no qualificatório do Rio Open e superou também sua estreia na chave principal, batendo nesta terça-feira o argentino Pedro Cachin em uma batalha de três sets. O brasileiro destacou seu poder de reação, saindo atrás nas três parciais, e agradeceu o importante apoio da torcida, que para ele foi fundamental no resultado final.

“Foi um dia longo, não sabia o que ia acontecer com o jogo, para falar a verdade não aqueci bem porque estava chovendo e fiz um aquecimento rápido. Demorei um pouco para engrenar, tomei um break no segundo game, mas depois consegui encaixar uma boa intensidade e uma boa mentalidade para voltar e foi o que aconteceu, passei a jogar intenso nos pontos”, comentou Felipe.

“Fui muito bem no primeiro set, no segundo dei uma duvidada, acabei pensando demais, baixei um pouco errei muito mais e ele se sentiu confortável. No terceiro, tive break abaixo, mas não deixei de lutar em nenhum momento, a torcida me ajudou demais. A galera me puxou nos momentos difíceis”, acrescentou o campineiro

Meligeni explicou que deixou para se apoiar na torcida nos momentos importantes, usando suas experiências anteriores para escolher as situações. “Sofri fisicamente aqui contra (Dominic) Thiem, chamei a torcida o tempo inteiro, no segundo set acabei com um pouco de cãibra e isso me prejudicou, por isso tentei usar de uma forma diferente a torcida, só quando senti que tinha que chamar. No terceiro set foi quando eu mais precisei. Isso fez a diferença”

Feliz com sua primeira vitória na chave principal do ATP 500 carioca, ele espera seguir crescendo na competição. “Estou melhorando a cada jogo, estou bem contente e é seguir nesse foco de trabalho para fazer melhor no próximo jogo”, afirmou o paulista, que vai enfrentar o compatriota Thiago Monteiro na busca de um lugar nas quartas de final no Rio.

“Thiago eu conheço demais, a gente já jogou uma vez, treinamos direto e somos companheiros de Davis, então conhecemos muito bem o jogo um do outro. Vai ser um jogo legal e interessante, vou tentar me preparar da melhor maneira possível”, afirmou Meligeni, que perdeu para Monteiro na única vez que se cruzaram, no challenger de Punta del Este em 2020.

4 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Albert
Albert
5 meses atrás

Grande vitória do Felipe, apesar de eu infelizmente nao ter visto. Pensei q fosse entregar a rapadura no terceiro set, quando ficou 0/2, mas de repente o placar mostrava 5/2, pra minha surpresa. Hoje tem confronto nacional, contra o Monteiro, q nao tem nada a ver com a lesão do Carlitos (muito azar, espero q se recupere logo, pq é um grande jogador). Q vença o melhor hoje, boa sorte pros dois brazucas.

Alex Lima Junior
Alex Lima Junior
5 meses atrás
Responder para  Albert

Não é hoje não, tá loko ?

Albert
Albert
5 meses atrás
Responder para  Alex Lima Junior

Ah, loko eu estou ha muito tempo. Mas neste caso, escrevi sem pensar. Deixa os brazucas descansaram, po.

Antônio Luiz Júnior
Antônio Luiz Júnior
5 meses atrás

Uma grande campanha até o momento de Felipe Meligeni no Rio Open. Um jogo de brazucas sem favorito. Monteiro deu sorte e ganhou de Alcaras sem jogar, nada que desabone sua classificação, são ossos do ofício. Não consigo apontar um favorito, mas, teremos a certeza de um brasileiro nas quartas de final…

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE