PLACAR

Medvedev vira o jogo e confirma duelo russo

Foto: Pete Staples/USTA

Nova York (EUA) – Depois de um primeiro set muito difícil nesta segunda-feira, Daniil Medvedev conseguiu uma vitória de virada e garantiu vaga nas quartas de final do US Open. O número 3 do mundo superou o australiano Alex de Minaur, 13º do ranking, por 2/6, 6/4, 6/1 e 6/2 em 2h39 de partida. A vitória serviu de revanche para o russo, que havia sido superado por De Minaur no Masters 1000 de Toronto, no início deste mês.

Campeão do US Open em 2021 e vice em 2019, Medvedev chega às quartas de final pela quarta vez na carreira aos 27 anos. Ele enfrenta na próxima fase um de seus melhores amigos no circuito, o também russo Andrey Rublev, oitavo do ranking. No histórico de confrontos, Medvedev lidera por 5 a 2.

Eliminado nas oitavas, Alex de Minaur ficou a uma vitória de igualar o melhor resultado da carreira em Grand Slam. O australiano de 24 anos alcançou as quartas em Nova York em 2019. Durante a preparação para este US Open, ele disputou as finais de Toronto e Los Cabos, atingindo também o melhor ranking da carreira, na 12ª posição.

O início de partida foi complicado para Medvedev, que enfrentou break-points em três games distintos e permitiu duas quebras para De Minaur. O australiano cedeu apenas cinco pontos em seus games de serviço. No intervalo entre os sets, o russo foi atendido pela equipe médica do torneio, relatando dificuldades para respirar, e utilizou uma bombinha de asma para aliviar os sintomas.

A segunda parcial também foi bastante equilibrada, mas desta vez Medvedev não teve o serviço ameaçado e teve mais chances de atacar o saque do australiano. Depois de muita pressão e seis break-points, ele finalmente conseguiu a quebra no último game do set para empatar a partida.

Medvedev ganhou confiança no terceiro set e conseguiu duas quebras sem enfrentar break-points. O domínio do russo continuou na quarta parcial, quando ele novamente quebrou duas vezes. Desta vez, De Minaur até teve suas chances, mas o ex-número 1 foi muito firme no saque nos momentos importantes e definiu a vitória de virada.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE