PLACAR

McEnroe: “Seria uma pena a Laver Cup deixar de existir”

Foto: Ben Solomon/Laver Cup

Vancouver (Canadá) – Um dia antes do início das partidas da Laver Cup, que terá largada nesta sexta-feira às 17h (horário de Brasília), os capitães do Time Europa e do Time mundo, respectivamente Bjorn Borg e John McEnroe, falaram com a imprensa em entrevista coletiva, analisando a competição e os jogos que terão pela frente.

“É incrível que finalmente tenhamos conseguido vencer no ano passado. Acho que quem acompanhou esse evento sabe que adoro e o que significa para mim idolatrar Rod (Laver) e ter o Roger (Federer) fazendo parte de todo, fora esse espírito de equipe que sempre amei na Copa Davis”, disse McEnroe, lembrando da conquista do Time Mundo no ano passado.

Após hegemonia dos europeus nas quatro primeiras edições, em 2022 o Time Mundo conseguiu vencer o torneio pela primeira vez. “Infelizmente perdemos no ano passado em Londres. Isso foi uma decepção muito grande. Sei que estes seis rapazes estão ansiosos por trazer o troféu de volta”, afirmou Borg, o capitão da Europa.

McEnroe acredita que a Laver Cup deste ano é uma oportunidade para as estrelas em ascensão. “Não temos as lendas de todos os tempos, mas podemos ter aqui futuros vencedores de Grand Slam. Acho que é aqui que o tênis perceberá o presente que recebeu ao ter Rod Laver e Roger Federer associados a um evento coletivo como este. Acho que seria uma pena se isso deixar de existir no calendário” falou o ex-número 1.

Do outro lado, Borg afirma que embora não vá jogar, a presença de Federer no evento pode ajudar os europeus com sua proximidade da equipe. “O Big 3 não vai jogar, mas estou muito feliz com o meu time. Temos seis grandes jogadores e tenho certeza que eles vão se sair muito bem. O fato de Roger estar aqui ajuda, não tenho conversado com ele todos os dias, mas temos um bom contato e ele estará o fim de semana inteiro”.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE