PLACAR

McEnroe quer Alcaraz e Djoko na final do US Open

Foto: Jared Wickerham/Western & Southern Open

Nova York (EUA) – A rivalidade entre o sérvio Novak Djokovic e o espanhol Carlos Alcaraz tem ganhado proporções cada vez maiores, principalmente depois das batalhas nas finais de Wimbledon e do Masters 1000 de Cincinnati, no último domingo, com uma vitória para cada lado.

Empolgado com o duelo mais recente, o norte-americano John McEnroe espera ver Alcaraz e Djokovic se enfrentarem novamente no US Open deste ano, onde o espanhol buscará defender o título, enquanto o sérvio retorna a Flushing Meadows pela primeira vez em dois anos.

“Mesmo que nos Estados Unidos você queira ver um norte-americano brilhar, todo mundo está dizendo ‘oh, quero ver Alcaraz jogar contra Novak’. Esse foi o primeiro torneio que ele (Djokovic) disputou aqui em dois anos. A coisa toda foi uma loucura, é uma grande história”, disse o norte-americano para a imprensa.

“Ver o maior jogador de todos os tempos contra o jovem astro é incrível. Eu adoraria ver essa partida novamente. As últimas vezes em que se enfrentaram foram todas apertadas e incríveis. Vamos torcer para que dure”, acrescentou o ex-número 1 do mundo.

McEnroe não poupou elogios aos dois rivais, começando pelo espanhol. “O que Alcaraz fez no último ano é inacreditável. Ele se colocou em uma posição em que atingiu um patamar comparável a Novak e Rafa (Nadal) de uma maneira incrível. É o melhor jogador que já vi na idade dele, é incrível como já é bom”, observou o norte-americano.

“Novak, é incrível ser ainda tão bom”, destacou McEnroe, enaltecendo a consistência do sérvio de 36 anos, que para ele é sem precedentes, apostando que ‘Nole’ ainda tem mais alguns anos de grande tênis para apresentar no circuito.

“Ele parecia incrível na final de Cincinnati, estava extremamente quente, teve que lutar com o calor e, de alguma forma, encontrou um caminho. É inacreditável que seja tão bom nessa idade. Do jeito que está, pode fazer isso mais 3 ou 4 anos. É difícil acreditar que alguém possa fazer isso tão bem quanto ele está fazendo com essa idade. É inédito”, encerrou McEnroe.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE