PLACAR

Linette revela razão que levou o Finals a Cancún

Magda Linette (Foto: Galaxy Holding Group Guangzhou Open)

Cancún (México) – Em meio a críticas por causa da organização desastrada, o WTA Finals de Cancún por pouco não aconteceu em outro lugar. Segundo afirma a polonesa Magda Linette em entrevista para o Interia Sport, a competição só foi para o México porque houve receio que russas e bielorrussas poderiam ser impedidas de competir se o torneio fosse disputado em Ostrava.

Segundo a polonesa, o Conselho de Jogadores da WTA votou em setembro para que a cidade de Cancún sediasse as WTA Finals em detrimento de Ostrava, por causa do medo que tenistas como a atual número 1 do mundo, a bielorrussa Aryna Sabalenka, não pudesse entrar na República Tcheca.

“A desvantagem de Ostrava era que não tínhamos uma garantia absoluta de que todas as meninas poderiam jogar. Se uma não fosse autorizada a entrar no país, o torneio não se realizaria, o que resultaria numa multa enorme, aproximadamente o tamanho de todo esse investimento”, afirmou a polonesa de 31 anos e atual 23 do mundo.

Linette esteve na disputa do WTA Elite Trophy na semana passada, mas sequer passou da fase de grupos, perdendo ambas as partidas em sets diretos, a primeira delas para a tcheca Barbora Krejcikova e a outra para a russa Daria Kasatkina, que se classificou para as semifinais e então foi derrotada pela brasileira Beatriz Haddad Maia.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE