PLACAR

Kyrgios afunda e sairá do top 100 com Carreño

Londres (Inglaterra) – O australiano Nick Kyrgios segue afastado do circuito e com isso vai cada vez mais se afundando no ranking da ATP. Na semana que passou, ele não defendeu o título no ATP 500 de Washington e por isso acabou amargando uma dura queda de 57 colocações, indo parar no 92º posto na lista desta segunda-feira.

Sem competir desde outubro do ano passado, Kyrgios não disputará o Masters 1000 de Toronto, onde defende 180 pontos das quartas de final em 2022, e por isso sairá do top 100. O australiano de 28 anos vai perder pelo menos mais 34 colocações, descendo provisoriamente para o 126º lugar.

Desafeto do australiano, o espanhol Pablo Carreño terá um destino parecido. Campeão do Masters 1000 canadense no ano passado, em Montréal, ele está se recuperando de uma lesão no cotovelo direito e não defenderá o título. Atual 24 do mundo, o tenista de 32 anos vai despencar pelo menos 100 lugares e deixará o top 100 pela primeira vez em 10 anos.

Com apenas quatro partidas disputadas ao longo da temporada, Carreño não figurava fora do top 100 desde 29 de julho de 2013, quando era o então 111º do mundo. Desde então, o espanhol não apenas se firmou entre os 100 melhores do mundo, como chegou ao top 10, alcançando em seu auge a sétima posição na ATP, em setembro de 2017.

Kyrgios inclusive comentou a situação na semana passada ao saber da desistência de Carreño em Toronto e cobrou da imprensa uma compreensão igual a dada ao espanhol quando os dois fossem sair do top 100.

 

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE