PLACAR

Korda vence batalha com Shelton e desafia Hurkacz

Foto: Rolex Shanghai Masters

Xangai (China) – Em duelo 100% norte-americano que fechou a rodada desta quinta-feira no Masters 1000 de Xangai, Sebastian Korda, cabeça de chave 26, buscou a virada e eliminou o compatriota Ben Shelton, 19º pré-classificado, em uma batalha disputadíssima, definida depois de 2h54 de confronto e com o placar final de 6/7 (10-12), 6/2 e 7/6 (8-6).

Classificado para as semifinais, Korda terá pela frente o polonês Hubert Hurkacz, 16º favorito, que mais cedo também encarou uma partida de três sets e venceu de virada, batendo o surpreendente húmgaro Fabian Marozsan com parciais de 4/6, 6/1 e 6/3, depois de 1h43 de embate.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

O duelo que valerá um lugar na final de Xangai será um tira-teima entre o polonês e o norte-americano, que se enfrentaram duas vezes no circuito, com um triunfo para cada lado. Hurkacz levou a melhor no primeiro encontro, na final de Delray Beach em 2021. O troco veio no começo deste ano, quando Korda venceu um jogo de duas viradas nas oitavas de final do Australian Open.

Shelton levou a melhor em um primeiro set bastante disputado, no qual chegou a sacar em 6/5 para fechar, levou a quebra de volta e depois venceu o tiebreak após salvar três set-points, fechando no primeiro que teve a seu favor. Só que ele não manteve o nível no segundo set e foi dominado por Korda, que abriu 3/0 com duas quebras.

O cabeça de chave 19 até esboçou reação e devolveu um dos breaks,mas perdeu o saque de novo em seguida e não teve mais chances. A decisão foi então para a terceira parcial, na qual Korda novamente largou melhor e abriu 2/0. Shelton buscou a igualdade no oitavo game e veio mais um tiebreak para definir o vencedor.

Korda dominou as ações no início e conquistou uma incrível vantagem de 6-1, mas então levou um susto, perdendo cinco match-points seguidos, dois deles com o saque. Depois de uma grande recuperação, empatando por 6-6, Shelton vacilou e perdeu o saque no 13º ponto e viu o compatriota fechar o jogo logo em seguida, na sexta chance que teve.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE