PLACAR

Juvenil suíço vence mais uma e é comparado com Federer

Henry Bernet (Foto: Daniel Kopatsch/ITF)

Paris (França) – Aos 17 anos, o suíço Henry Bernet vem sendo uma das grandes sensações da chave juvenil neste Roland Garros. Mais do que as surpreendentes vitórias nas rodadas iniciais contra adversários considerados favoritos, depois de furar o qualificatório, o tenista nascido na Basileia chama a atenção pelas impressionantes similaridades com Roger Federer, que nasceu na mesma cidade que o jovem compatriota.

As comparações com o ex-número 1 do mundo não são de hoje e Bernet já desperta comentários há algum tempo, inclusive porque ele representa o mesmo clube onde Federer jogou em sua juventude e o capitão de sua equipe é Marco Chiudinelli, amigo próximo e antigo companheiro de Copa Davis do dono de 20 títulos de Grand Slam.

Mas não são apenas essas coincidências que fazem Henry Bernet despertar lembranças sobre um dos maiores jogadores de todos os tempos. Dentro de quadra, o adolescente tem um estilo muito parecido com o de Federer, a começar pelo backhand de uma mão. Ele também costuma aproveitar sua estatura de 1,92m para para atacar a rede, abrindo a quadra com ângulos e toques precisos.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Apesar de todos esses holofotes, Bernet tenta manter os pés no chão, mas admite que ser comparado ao multicampeão é um motivo de orgulho e motivação. “É uma honra vê-los interessados ​​no meu jogo. Já fui comparado com Roger, mas é como se ele fosse de outro mundo. Ele jogou em outro nível e eu estou muito longe disso, mas isso me mantém motivado”, declarou o jovem, que também afirmou que ainda não teve a oportunidade de conhecer Federer.

Campanha em Roland Garros

Atual número 45 do mundo no ranking da ITF, Henry Bernet precisou disputar o qualificatório para entrar na chave principal. Sua estreia no torneio foi contra o norueguês Nicolai Budkov Kjaer, número 4 do mundo e terceiro principal favorito ao título, e ele surpreendeu com uma vitória por 6/1 e 6/3.

Na fase seguinte, disputada nesta terça-feira, o suíço enfrentou o alemão Max Schoenhaus, 26º colocado, e mais uma vez saiu vencedor, desta vez pelo placar de 6/2, 3/6 e 6/3. Seu próximo desafio será contra o italiano Andrea De Marchi, que ocupa a 41ª posição do ranking.

Carreira juvenil

Vivendo sua última temporada no circuito juvenil, Bernet possui quatro títulos de simples, sendo três em quadra dura e um no saibro. Em 2022, ele faturou o J4 de Rhodes (Grécia) e os J5 de Jonkoping (Suécia) e Leime (Alemanha). Sua maior conquista, no entanto, veio no ano passado, quando conquistou o J100 de Bromma, de novo em solo sueco. Em Paris, ele disputa nesta semana o primeiro Grand Slam de sua vida.

11 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
marcos
marcos
13 dias atrás

Mas a empunhadura de forhand já não é a mesma de Federer

Paulo A.
Paulo A.
13 dias atrás

Backhand simples no tênis-força atual é uma desvantagem e uma limitação insuperáveis. Eu, se fosse ele, mudaria enquanto é tempo…

Oscar
Oscar
13 dias atrás
Responder para  Paulo A.

Até pode se dizer que é uma desvantagem, mas nem tão grande quanto você imagina. Vai depender do dominio do tenista. Wawrinka mesmo sendo meio lento, conseguiu alguns êxitos contra o big3. Thiem idem, antes de se lesionar.

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
13 dias atrás

Novo terceirão?

Belarmino Jr
Belarmino Jr
13 dias atrás

Novo goat? Lembrando a todos que Federer é o maior e melhor tenista da história com certeza vantagem sobre os demais..

Carlos Alberto
Carlos Alberto
13 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

Djokovic e Nadal , te desejaram uma ótima quarta feira.

Charlie
Charlie
13 dias atrás
Responder para  Carlos Alberto

É sério mesmo que tu acha Djokovic e Nadal melhor que o Federer? Me diz uma habilidade como: saque, voleio, drop shot, slice… que esses dois fazem melhor que o Roger? Sem contar a arte de jogar que o suíço tem.

Rose Axe
Rose Axe
13 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

Ele foi um grande tenista isso é indiscutível mais o melhor de todos Aida tá jogando e é recordista de grandes marcas inclusive várias do Federer.

helio
helio
13 dias atrás

O eterno e incomparável Federer deixou um vazio e nos faz falta a sua classe categoria e carisma que só o Nadal chega perto.

Charlie
Charlie
13 dias atrás
Responder para  helio

O tênis nem tem mais graça. O que assistimos é dois tenista trocando pancada lá atrás. Qual a graça disso? O tênis perdeu muito com a saída do Roger :(

René Ribeiro
René Ribeiro
12 dias atrás
Responder para  Charlie

Falou tudo. Pouca classe. A esquerda virou golpe de segurança. Igualou. Mas Roger é incomparável. Acho Rafa e Djoko fora da curva, e são mesmo. Mas RF está em outra dimensão. Vi o cara jogar em Roterdam. Pode parar!!!

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Alcaraz e Murray: treino entre campeões em Queen's

Os melhores lances da campeã Boulter na grama de Nottingham

PUBLICIDADE