PLACAR

Jovem japonês surpreende de novo e pega Karatsev

Shintaro Mochizuki (Foto: Hiroshi Sato/JTA)

Tóquio (Japão) – Sem jamais ter vencido uma partida de nível ATP em 11 torneios anteriores, o jovem Shintaro Mochizuki, convidado de apenas 20 anos, continua a fazer a festa para o tênis local no ATP 500 de Tóquio. Apenas 215º do ranking, ele superou desta vez o experiente australiano Alexei Popyrin, por 7/5, 2/6 e 7/5.

Mochizuki chegou a ser líder do ranking mundial juvenil em 2019, quando venceu Wimbledon e se tornou o primeiro homem de seu país a ganhar um Grand Slam em qualquer nível. Desde os 12 anos, ele se mudou para os Estados Unidos e passou a treinar na renomada academia IMG.

Nesta temporada, ele conquistou seu primeiro título de challenger no saibro italiano e pouco depois furou o qualificatório de Wimbledon, onde caiu na estreia para o norte-americano Tommy Paul. Jogador de 1,75m, ele deve saltar mais de 80 posições na próxima lista do ranking, depois de ter vencido também o atual campeão Taylor Fritz e Tomas Etcheverry.

Seu adversário na semifinal deste sábado será o russo Aslan Karatsev, que dominou totalmente o australiano Alex de Minaur, por 6/3 e 6/2. Hoje número 50 do ranking, o russo já havia eliminado na estreia o top 20 Frances Tiafoe. “Estou com as coisas muito claras na cabeça”, definiu. “Me mantive calmo quando Alex reagiu e tentou complicar”.

Karatsev tem três títulos de ATP na carreira, porém o mais recente foi em janeiro do ano passado. Ele ganhou um 500, em Dubai de 2021. Já De Minaur ficou mais distante na luta por vaga no Finals de Turim, mantendo-se no 13º posto e a 550 pontos do oitavo colocado.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE