PLACAR

Invasão de abelhas também rouba a cena com tenistas

Foto: Reprodução/TennisTV

Indian Wells (EUA) – A invasão de abelhas que marcou a partida entre o espanhol Carlos Alcaraz e o alemão Alexander Zverev não apenas roubou a cena entre os fãs de tênis, mas também com os jogadores que estão na disputa em Indian Wells. A situação foi tão inusitada que repercutiu em praticamente todas as entrevistas coletivas da última quinta-feira.

O ocorrido aconteceu exatamente quando a polonesa Iga Swiatek dava sua entrevista coletiva e tanto ela quanto os jornalistas acompanharam ao vivo pela TV na sala. “Estou feliz por não estar mais aí”, comentou a número 1 do mundo, que na sequência ouviu um jornalista dizer que foi picado por uma abelha no Estádio 2.

“Isso é muito perigoso, você sabe. Ai, meu Deus, essa câmera está alta e está aí? É por isso que a partida não está começando?”, falou Iga, em referência à câmera suspensa, que acabou sendo o alvo principal das abelhas. “Isso é loucura. Não tinha nada 30 minutos atrás. Eu fugiria”, complementou a polonesa.

Questionada sobre o incidente mais estranho da sua carreira, a líder do ranking cutucou a organização do WTA Finals do ano passado. “O mais estranho? Acho que toda a situação de Cancún era muito estranha. Sinceramente, pensei que o estádio iria desmoronar quando eu estivesse no meio dele. Estou feliz que isso não aconteceu”, falou Swiatek.

Já a norte-americana Coco Gauff estava jogando em outra quadra no momento e só depois viu o que aconteceu. “Eu não sabia da situação das abelhas até depois da partida. Achei estranho uma hora quando olhei o placar e vi que estava apenas 2/1, pois nossas partidas começaram quase ao mesmo tempo”, falou a tenista da casa.

“Isso foi uma loucura. Eu nunca vi nada assim. Alcaraz foi mesmo picado? Eu ouvi isso. Vi o vídeo dele tentando fugir, disse que ele não era rápido o suficiente. Ele é um cara rápido em quadra, mas acho que estava tentando pedir esclarecimentos sobre o que estava acontecendo. Eu teria violado o tempo e apenas sairia”, falou Gauff.

Já o também norte-americano Tommy Paul acabou lembrando de outra invasão animal. “Em Miami houve um atraso por iguanas que entraram na quadra, mas não creio que alguém tenha sido forçado a sair de quadra por esse motivo. Isso é muito selvagem, estava no vestiário ouvindo eles falarem sobre trazer o apicultor para o local. Nunca tinha visto isso”.

O russo Daniil Medvedev foi mais um que se surpreendeu com o acontecimento e ficou feliz em não estar em quadra naquela hora. “Tenho um pouco de medo de insetos, para ser sincero. Sempre que tem uma abelha, todo mundo fica, tipo ‘não se mexe’. Como vimos com o cara, normalmente eles não picam quando você não faz nada”, comentou o atual vice-campeão do torneio.

“Normalmente fico sentado assim por cinco segundos e depois ela vai embora. Eu provavelmente estaria correndo para fora da quadra. Situação maluca. Acho que isso nunca aconteceu no tênis. Inacreditável. Quando vi na TV, pensei: ‘Uau, ok, vamos ver como isso evolui’. Então, 10 minutos depois eu vejo Sascha entrando no vestiário. Ok, não correu bem, foi uma situação maluca”, pontuou o russo.

Alcaraz: “Com certeza a partida mais inusitada que joguei”

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Osvaldo
Osvaldo
1 mês atrás

o aquecimento global cobrando seu preço… veremos esses fenômenos com cada vez maior frequência

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja como foi a espetacular vitória de Fonseca sobre Sonego

Nadal pode ter feito seu último jogo oficial em Barcelona

PUBLICIDADE